sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Os beneficiários

Segundo o primeiro-ministro e o já desfasado ministro das Finanças, a intervenção do Estado, pela via governamental, no sector bancário e no BPP em particular, destina-se apenas à protecção, das empresas, empresários e das famílias. Dos depositantes, por certo.
Tem nada a ver com protecção especial a accionstas, capitalistas e outros protagonistas.
Portanto, por mais esclarecimentos que lhes peçam, já está tudo dito: o assunto tem a ver com empresas, com famiglias. Portanto, com os particulares de quem o Governo se sente próximo.
Curiosamente, no outro dia, tinha a ver com a imagem de Portugal no estrangeiro...

2 comentários:

PJMODM disse...

Realmente é capaz de ter tudo a ver com a protecção de determinadas «famiglias». Assim sendo a «imagem» de Portugal cada vez se assemelha mais à de uma conhecida ilha mediterrânica...

lusitânea disse...

Quem será o D. Corleone?Preciso de ir ao beija mão...para ver se a crise não me afecta...