Páginas

sábado, 12 de setembro de 2009

Imoderações

Na SIC, decorre o debate entre José S. e Manuela Ferreira Leite, moderado por Clara de Sousa.

Um dos aspectos mais evidentes do debate é a tendenciosa Clara de Sousa, ao comunicar a cada um dos candidatos que o tempo de intervenção acabara.

Várias vezes disse, secamente, a Manuela Ferreira Leite, "acabou o seu tempo". Nunca o fez em relação ao candidato José S. e nas perguntas colocadas, o tom agressivo em relação a Manuela Ferreira Leite que interrompeu várias vezes, com interpelações que deveriam ter partido de José S.

Este comportamento de uma pivô de tv, para além de vergonhoso, denota uma incompetência profissional.

Fica aqui o registo da cretinice. Na SIC já tínhamos um cretino- Ricardo Costa. Agora temos dois.

Aditamento:

A SIC-Notícias organizou uma espécie de "fórum TSF" com a gravação de telefonemas de espectadores.
Os oito primeiros primeiros intervenientes acharam que José S. "ficou por cima", como disse o sexto e com excepção do sétimo que achou assim-assim. Três deles até acharam que a moderadora foi uma profissional de grande gabarito. A oitava, uma gestora de empresa ( pública) estava indecisa mas já se decidiu: a drª Manuela deve reformar-se já!
A nona entrevistada acha que as pequenas e médias empresas é que é. E nada mais.
O décimo foi um estudante de Viseu. Ouviu atentamente o debate e acha que só houve um vencedor: o dr....eh...o engº José S. O país com um cinzentão de Manuela Ferreira Leite " não vai a lado nenhum".
O décimo primeiro, acha que ficaram algumas ideias por debater, principalmente o combate ao desemprego e a MFL disse que "não iria haver aumentos salariais" e o engº não a confrontou com isso e gostaria de ouvir falar sobre reformas e sobre a segurança e o car-jacking e depois e ainda e pois....
A décima segunda, doméstica de 62 anos, acha que José S. tem obra feita e tem trabalhado estes últimos quatro anos e a MFL é ditadora e arrogante e tudo isso e quem ganhou o debate foi José S.
A décima terceira, um gestor, dá os parabéns pelo óptimo trabalho da moderadora e não lhe importa o "vencedor em si" e em resumo José S. tem muito paleio.

Com gente assim, apetece dizer como Umberto Eco, a propósito dos italianos...mas neste caso digo mais da SIC. E do método de entrevista tipo Fórum TSF.
Uma vergonha.

7 comentários:

Flash Gordo disse...

Espero que não tenha perdido o momento em que o programa foi apresentado. Que caras de porrada!

Mani Pulite disse...

O Padrinho BALSEBOSTA,militante no.1, assinou hoje a sua certidão de óbito política e empresarial.Estas não se esquecem nem se perdoam.

Dr. Assur disse...

O pormenor do TGV é delicioso. Pena que ninguém pegue na deixa de MFL e desenvolva o ganho espanhol (subsídios de Bruxelas) se o TGV vier até Portugal.

Há muito que não se falava do " Conde Andeiro" ...

alexandre Iº disse...

Mas o José ainda tem, alguma vez teve alguma vez teve, ilusão mínima sobre a natureza dos espaços de «opinião pública»? Sei, de fonte segura, como todos, aliás, podemos saber, que estes espaços são colonizados, com horas de antecedência, por soldados de um e outro lado e, também, nas horas a que normalmente são emitidos, por pessoas que ou não trabalham, realmente, ou que fingem que trabalham. É uma verdadeira conversa da treta, parta ganhar uns cobres. Não ligue, não ouça, desligue, porque o país não está ali.
Quanto ao mais...foi mais do mesmo. Triste. Triste como a morte que se anuncia.

Colmeal disse...

José,
Mais uma vez ficou provado que neste momento não existem jornalistas livres, independentes e com capacidade de conduzir um debate com esta importância.
Quanto ao resto foi a treta do costume, com papas e bolos ...

Já me esquecia, li que o sr "engenheiro" tinha tirado o dia para ficar em S. Bento a preparar o debate. Será que não podemos também considerar que utilizou bens e serviços do Estado para benefício próprio e do ps ?
Responda quem souber ...

Tino disse...

O Alexandre disse tudo o que é essencial.

É fácil tomar de assalto esses programas. Basta um mínimo de organização e uma dezena de pessoas.

O PS sabe fazer isso bem. Sobra-lhe experiência da Maçonaria combinada com a da Máfia.

O PSD pelos que se vê não sabe como se faz.

Mas o José também tem razão. Mesmo que o País não seja aquilo... como é possível haver mais de 30% dos eleitores a votarem num corrupto arrimado a ditador latinoamericano?...

VML disse...

http://www.terraportuguesa.net/2009/09/asfixia-democratica-2.html