Páginas

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

A Itália como nós?

Roberto Saviano, autor do livro Gomorra, sobre a actuação da mafia napolitana, numa entrevista ao Expresso de hoje:

Exp.-Nas últimas eleições, em Roma, não consegui encontrar quem confessasse ter votado em Berlusconi. Isso é possível?

Roberto Saviano- Provavelmente falou com intelectuais. O país identifica-se muito com Berlusconi, e principalmente com os seus erros, com as histórias das mulheres e das anedotas. Ele está cada vez mais parecido com um monarca e é preciso ter em conta a forma como a população se espelha nele.

Exp.-Itália tem o líder que merece?

Roberto Saviano- Sim. Berlusconi é a representação da Itália.

Troque-se Itália por Portugal e Berlusconi por José S. e veremos se, Domingo, os portugueses que votam, se aproximaram dos italianos. Temo bem que sim.

6 comentários:

Flash Gordo disse...

Podem aproximar-se muito, mas sem a indústria italiana, rebentam que é uma pressinha. A culpa era da direita, agora é da crise internacional e depois seria dos portugueses, essas bestas quadradas que não lhe deram a maioria absoluta.

Mani Pulite disse...

DEIXE-SE DE PESSIMISMOS,PENSE NAS EUROPEIAS,MUITA FÉ EM DEUS E VOTE NA FERREIRA LEITE PARA PROVAR QUE NÃO É ITALIANO.

O JUSTICEIRO disse...

Por amor de Deus....


Berlusconi gosta muito de MULHERES...

Karocha disse...

Por mim não tema José!

Joao disse...

No Domingo mandem-me o gajo embora, s.f.f.

No Domingo mandem-me o gajo embora, s.f.f.

No Domingo mandem-me o gajo embora, s.f.f.

No Domingo mandem-me o gajo embora, s.f.f.

ruddion disse...

Como já li noutro lado, Domingo é dia de desratização...

Para além disso, S. não gosta de mulheres...