segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Aguardemos a visibilidade

E pronto. O PGR já falou. Para desmentir as notícias dos jornais do fim de semana.

O Sol escreveu na passada Sexta-Feira que o PGR, contactado acerca da notícia sobre nove certidões que lhe tinham sido remetidas pelo DIAP de Aveiro, disse ao jornal que "Estão a ser analisadas as nove certidões recebidas nesta PGR que estão directa ou indirectamente ligadas ao processo denominado "Face Oculta". Por não estarem documentadas, foram solicitados elementos complementares -que se aguardam." Estas declarações do PGR, são anteriores a Sexta-Feira, obviamente. O jornal não esquecera de referir que os factos envolvendo o primeiro-ministro, só podem ser investigados e julgados pelo STJ.

No Sábado, o Expresso titulava "PGR está a analisar conversa de Vara com Sócrates", implicitamente noticiando que o PGR declarara ao jornal que "a abertura ou não de inquéritos depende da análise que está a ser feita às várias certidões recebidas e ainda da análise dos documentos em falta e que já foram solicitados.", admitindo expressamente que uma das certidões se referia a conversas entre o PM e A. Vara.

No Domingo, o jornal Correio da Manhã, referia que tais certidões tinham sido entregues a Pinto Monteiro, há quatro meses e ainda lá se encontrariam porque é isso que se extrai da notícia que salienta o perigo de as escutas serem destruídas. " Basta que Pinto Monteiro, a quem as mesmas foram entregues há quatro meses, considere que as situações em análise não configurem ilítios criminais, o que permite assim proceder à destruição das mesmas."

Ainda no Domingo, o jornal Público, escrevia na primeira página: "Certidões do Face Oculta estiveram quatro meses paradas na PGR". E acrescenta: "sem que ninguém lhes desse seguimento".

Hoje, o PGR falou e disse que essa notícia não era verdadeira e que as certidões não estiveram paradas quatro meses. Disse que tomou conhecimento em Maio/Junho e em Setembro despachou...para o presidente do STJ.
E ainda aproveitou para vituperar as "fontes anónimas" dos jornalistas. Que os enganam. Coitados dos jornalistas...que não sabem entender as "fontes anónimas".

Há qualquer coisa aqui que não bate certo, mas como o PGR prometeu que até ao fim de semana se saberá o resto, aguardemos.

5 comentários:

Diogo disse...

Aguardemos, como se aguardou pelo Freeport...

lica disse...

aguardemos então como temos aguardado pelo resutado do inquerito ao lopes da mota

josé disse...

Aguardemos pelo que vai dizer hoje o presidente do STJ que anda afadigado com as eleições para o cargo.

Veremos onde chega o Estado de Direito que temos e o modo como o Poder Judicial trata estes assuntos.

Estamos no topo do Estado. Veremos com muita atenção se o topo é igual à base que o sustenta ou se tem algo de especial e diverso que justifique a posição cimeira.

andrecruzzzz disse...

acjo q aqui já não falamos de poder judicial mas sim de poder maçonico...

Fernando Oliveira Martins disse...

Parece que NN já disse (Expresso on line dixit...) que é tudo nulo - os "irmãos" .´. e os Primeiros Ministros que tenham nome de Filósofo não podem escutados.