segunda-feira, 17 de maio de 2010

A aldrabice constante

A actual posição política do primeiro-ministro é esta, traçada no i:

“O nosso plano anterior não previa o aumento de impostos”, disse.

“Infelizmente no último mês o mundo mudou, a Europa mudou e mudou todo o ambiente. Por isso a Europa teve necessidade de avançar com o fundo de estabilização, com a ação do Banco Central e também com um novo esforço dos Estados”, sublinhou.


Tal como poetizou Camões, "todo o mundo é composto de mudança, tomando sempre novas qualidades".

Porém, neste quadro de poetização do efémero, infelizmente, há uma coisa que não muda: o carácter deste primeiro-ministro. A mentir não há quem o bata. A aldrabar também não.

5 comentários:

joserui disse...

Há quem goste. E não falta quem o ajude. Incluindo actual e ex-presidentes da republiqueta. Merecem-se todos. -- JRF

Karocha disse...

Aí é que o José está enganado!
Existe sim.

goncalo disse...

Um verdadeiro aldrabão - como está à vista - é o autor deste blog!

GM

josé disse...

Com uma diferença, gonçalo:

Este aldrabão por aqui, costuma dizer porque o outro verdadeiro o é a sério e não apenas em modo retórico.

Um sabujo como V.nem isso consegue fazer.

goncalo disse...

Ainda está por provar quem é o verdadeiro sabujo! Olha parta ti!

GM

A viagem da Apolo 11 nos media