quarta-feira, 23 de junho de 2010

Preso à farsa

TVNet:

José Sócrates já respondeu ao pedido do TIC ao Parlamento para ser ouvido no âmbito de um processo: "era o que mais faltava transformar a política nesse espectáculo", afirmou.

Perante o interesse mediático no caso inédito, em mais de trinta anos de democracia, de um pedido de um tribunal para levantamento de imunidade a um primeiro-ministro, para responder criminalmente, o que diz este inenarrável primeiro-ministro?

O que acima ficou transcrito.

Isto já nem sequer soa a farsa, mas a tragicomédia. E das mais débeis, porque descer mais na honra política, só mesmo numa imprevisível demissão.

5 comentários:

cfr disse...

O engenheiro das sapatilhas diz que não que não levanta a imunidade que o cargo lhe confere no âmbito de um processo que lhe é movido por um cidadão e ficamos assim, é? Está bonito isto,está!

Mani Pulite disse...

QUEM NÃO DEVE NÃO TEME.QUEM TUDO DEVE ESTÁ ATERRADO.LÁ PARA OS LADOS DA COVA DA BEIRA.

100anos disse...

Creio que esta história está mal contada.
Aguardemos os desenvolvimentos.
Era o que faltava que um indivíduo pudesse difamar quem quisesse só por ser primeiro ministro.
Era só mesmo o que faltava.

Milan Kem-Dera disse...

Por acaso aquele homenzinho dalguma vez escondeu quem era realmente, do que era capaz e ao que vinha?
Por acaso aquele infeliz não fez parte de governos anteriores e neles permaneceu tempo suficiente para que toda a gente se apercebesse de que não passava de um biltre ignorante, autoritário e incompetente?
Que tem andado esta cambada de portugueses votantes a fazer? Não votaram nele já por duas vezes? Não contentes com a primeira, reincidiram na segunda!...
Agora gritam, berram, ameaçam... de que e de quem se queixam agora?
Será que este país não tem mesmo aquilo que merece?
O mais patético é que agora todos fogem com o cú à seringa... ninguém votou nele, até mesmo muitos dos que agora o atacam!
Andavam cegos?... Ou terá sido antes a estúpida mania, bem portuga, da clubite aguda, tornada já numa instituição nacional, e que é galharda e imbecilmente exibida na hora de ir às urnas?

Aí têm o resultado da clubite e da imbecilidade nacionais!... Não vai restar nada, não vai ficar pedra sobre pedra... aquele poltrão ignorante, incapaz e mentiroso se encarregará de reduzir a cinzas o pouco que ainda resta! Com a complacência dos coelhinhos e embalados pelo som da música dos cavaquinhos!...

Karocha disse...

Esperemos para ver!