sexta-feira, 3 de setembro de 2010

O circo mediático

Logo à noite, nas tv´s, o arguido da Casa Pia, Carlos Cruz, tem lugar assegurado na SIC. Depois de uma conferência de imprensa, a seguir à sentença, já foi programada a sua presença na tv. Para falar da sua inocência, obviamente. E acusar alguém, não definido e incerto, num jogo tipo "muito mentiroso", como tem feito nos últimos dias. A SIC, aliás, é a única estação de tv autorizada pelos serviços judiciários ou pelo tribunal (?) a gravar a leitura da sentença do processe Casa Pia. Diz o Sol que o exclusivo foi por ter requerido em primeiro lugar a recolha de imagens. Portanto, uma discriminação, a favor da primeira estação de tv que noticiou o caso e até acompanhou um juiz de instrução, em diligências, dentro do Parlamento português.

O advogado das vítimas da Casa Pia diz hoje ao Público que "só espera, tal como o Ministério Público, que os arguido sejam condenados a prisão efectiva".

À noite, na RTP1, dá-se a coincidência de uma animadora do Prós & Contras,Fátima Campos Ferreira, entrevistar o bastonário Marinho e Pinto. Extraordinária coincidência! Marinho e Pinto, há longo tempo ausente da ribalta mediática, vai falar certamente sobre o seu livro "Um combate desigual", em 125 minutos.

Logo veremos o resto desta pouca-vergonha em que transformaram um país. Esta gente já nem uma réstea de pudor tem.

6 comentários:

Rómulo disse...

E é exactamente por esse motivo que a magistratura não pode (nem deve) descer ao nivel a que tem sido puxada. E estranho é, que frequentes vezes tenha aceite descer a esse nivel. Não compreendendo que lutar contra certo tipo de "pessoas" é uma actividade em que aquelas ganham sempre. Como dizia o Pacheco Pereira, nunca se deve lutar com um "porco", porque se acaba enlameado e o porco gosta dessa luta.

joserui disse...

Que exibição de atrocidades! -- JRF

100anos disse...

É essa a expressão exacta: o circo mediático.
E já viu as perguntas reveladoras de uma rutilante inteligência que os jornalistas vão fazendo ?, tipo "está expectante porquê ?" ou "qual é o seu estado de alma ?"
Realmente a incompetência é uma nódoa que ataca em todo o lado, mas dá especialmente nas vistas numa comunicação social atenta, veneradora e obrigada a fazer jeitos.

lusitânea disse...

O Celso Cruzeiro é que fez falta.Ilustrava melhor a defesa...

rita disse...

Do pouco que vi percebi que há quem esteja feliz, satisfeito, convencido, ainda bem para essas pessoas.
Eu, "juíza de bancada", tenho uma certeza, a dos abusos que existiram, existem e continuarão a existir em muitas casas (Pias ou não), mas neste momento um único sentimento me avassala, o da dúvida, imensa!

GetSmartCaldense disse...

De facto o "circo" continua, mas neste momento está no intervalo, para repouso dos palhaços e algum descanso dos " ursos", pois seis anos de espectáculo, é muito tempo e bastante trabalhosos,para os intervenientes, só o tempo perdido nas encenações!
Já agora, aproveitando o interregno, poderão contratar-se novos novos " clowns ".
Por certo que as vitimas, qundo o processo e seus recursos ficarem concluidos, já serão " Avôs" e então dirão aos netos " já não me lembro...... foi à tanto tempo!!!!