sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Dia Mundial da Música


Hoje é o Dia Mundial da Música. E qual a música, entre todas, que gostaria de ouvir sempre?

Esta, de Schubert e cuja imagem é a de um disco de finais da década de cinquenta, início da de sessenta do século que passou. Um disco que ainda não é LP mas tem um som único que ficou como referência da obra que suporta : a Missa Alemã, de Schubert, na parte final, Schlussgesang, pelo coro de Santa Edvige, da catedral de Berlim, com a orquestra sinfónica de Berlim dirigida por Karl Forster. Este, é raro de apanhar no You Tube. Pode ouvir-se nesta peça, um Te Deum, de Bruckner.

Na memória dos sons, ouço esta música desde há muitos anos, quando era indicativo do programa Em Órbita, segunda fase, apresentado por Jorge Gil que é personagem que devia ser mais conhecida.
Nunca me canso de ouvir esta versão, original e que só arranjei em virtude da internet e da ebay. Um austríaco anónimo ( mas com nome) colocou à venda o disco que permitiu ouvir, ao fim de tantos anos, esta versão autêntica desse indicativo do Em Órbita que a muitos títulos é um símbolo da música que se ouvia em rádio.

6 comentários:

Carlos disse...

Bravo!

...mesmo nas noites mais tristes, em tempos de servidão, há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não.

Solidário com o António José Seguro e Filipe Neto Brandão.

C. S.

Camilo disse...

Dia Mundial da Música...
Desde ontem que tenho ouvido os "intérpretes"...

ié-ié disse...

Era este o indicativo do "Em Órbitra"? Nesta fase, não era o "2001 Odisseia no Espaço"?

LT

MARIA disse...

É extraordinária essa peça musical.
Muito linda.
Eu gosto muito de Mozart e para mim estas são também peças que poderiam ser nomeadas.
Dedico-lhe a si e a todos os comentadores amigos com o voto de que vos ilumine o dia.


http://www.youtube.com/watch?v=3e_sm7VUuZE

e

http://www.youtube.com/watch?v=6KUDs8KJc_c


Saudações

josé disse...

ié-ié:

Tanto quanto me lembro, na fase do Em Órbita versão música barroca, o indicativo era este. Estamos a falar de um Em Órbita tardo gótico e que ainda soava nos anos oitenta, se bem me lembro.

josé disse...

Quer dizer, em 74, a passagem do Em Órbita para a fase "música barrroca" que teve o seu ponto alto com Ton Koopman em 1985, em concerto promovido pelo programa, deu-se com o indicativo do Assim falava Zaratrusta, de R. Strauss, tema que fazia parte da banda sonora de 2001 Odisseia no Espaço.

Aliás, depois desse indicativo ainda houve outro que era de Walter/Wendy Carlos.

O tema de Schubert é da época em que o Em Órbita era apresentado por João David Nunes. Anos oitenta, portanto.

De resto tudo isto foi já falado

aqui