domingo, 24 de outubro de 2010

Um jornalista.

Edwy Plenel foi jornalista no Le Monde ( onde chegou a director e saiu em 2003 depois de um livro a denunciar a "face caché du monde") nos anos oitenta, notabilizando-se na denúncia de casos como o Rainbow Warrior que aborreceu Miterrand como depois aborreceu Chirac com outro escândalo revelado através da divulgação de cassetes.
Actualmente, foi Plenel que revelou o escândalo Bettencourt que incomoda Sarkozy. E fê-lo num sítio de informação em suporte virtual: Mediapart. E fê-lo revelando conversas gravadas por um mordomo da senhora dona da terceira fortuna de França. O tribunal acabou por dar-lhe razão e reconhecer o interesse público e a legitimidade na revelação de conversas privadas gravadas à socapa. Por cá, nem é preciso alvitrar mais nada depois do exemplo do Sol...

Em entrevista alargada à revista francesa Tecnhikart deste mês, de onde saíram as imagens ( clicar para ler), Plenel refere uma coisa muito simples para o jornalismo sério: independência.
Por cá não há disso.

6 comentários:

rita disse...

Por cá o "interesse público" só serve para inviabilizar greves, ou outras lutas de trabalhadores, ou então para cortar salários...

e-ko disse...

pois é pena não poder a entrevista completa...

claro que não há por cá gente independente a fazer jornalismo... quando não têm contas a prestar a um partido, têm contas a prestar aos patrões da imprensa. e aí o Plenel está em risco permanente e na corda bamba, mas apenas depende das assinaturas e dons dos leitores...

há ainda, para além da independência, a exig~encia e o profissionalismo ao procurar verificar que as informações são pertinentes e fiáveis, porque rapidamente passariam a ser alvo da chacota geral...

quando alguém sabe do que fala é outra coisa, por cá vimos coisas dum ridículo mortal:

http://www.france-info.com/france-politique-2010-10-24-affaire-bettencourt-eva-joly-denonce-une-operation-de-manipulation-493146-9-10.html

Mani Pulite disse...

POR CÁ IMPERA A RÊS PÚBLICA HOJE MUITO NA MODA E MUITO EXPOSTA.UMA RÊS VELHA,DURA COMO BOTAS CARDADAS E CHEIA DOS VICÍOS MAIS EXTRAVAGANTES.NO RESTAURANTE PEÇO SEMPRE PICANHA.

Karocha disse...

Nunca haverá José, venderam-se!!!

Rómulo disse...

Ontem o Marcelo disse algo peculiar, que uma larga maioria dos Portugueses recebe de vencimento, menos que os Juizes recebem de subsidio de residência.

josé disse...

O Marcelo devia dizer quanto lhe paga TVI para dizer bacoradas, às vezes.