quarta-feira, 6 de abril de 2011

E o primeiro-ministro deixa?!

Económico:
O Governo vai pedir ajuda externa. "Perante esta difícil situação entendo que é necessário recorrer aos mecanismos de financiamento disponíveis no quadro europeu em termos adequados à actual situação política", disse o ministro das Finanças, citado pelo Jornal de Negócios, acrescentando que tal exigirá "o envolvimento e o comprometimento das principais forças e instituições políticas nacionais.


Epá! Ainda ontem não precisavam disto e agora é o que se lê...


Inenarráveis- é o que são.

10 comentários:

Karocha disse...

Vamos ver e ouvir às 20horas José!

Carlos disse...

José:

"...o primeiro-mistro deixa!?"

Mas, afinal quem manda? não é o bando dos 4?

Mani Pulite disse...

SE NÃO DEIXAR O SALGADO,O SANTOS FERREIRA E O ULRICH ESTABELECEM UMA ZONA DE EXCLUSÃO AÉREA SOBRE S.BENTO COM ATAQUES AO SOLO AUTORIZADOS.

Karocha disse...

"Mani Pulite disse...

SE NÃO DEIXAR O SALGADO,O SANTOS FERREIRA E O ULRICH ESTABELECEM UMA ZONA DE EXCLUSÃO AÉREA SOBRE S.BENTO COM ATAQUES AO SOLO AUTORIZADOS."

AHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!!

Choldra lusitana disse...

As declarações do Inimputavel mor desde que assumiu funções governativas,conjugando tudo e o seu contrário,deviam constar de qualquer manual de psiquiatria.logo a noite,teremos mais umas deixas para o diagnostico final.Mas,com este povo,temo que ainda queiram repetir a dose e dar a vida por ele.No fundo,temos o que merecemos!

Choldra lusitana disse...

Será que ainda teremos que ir ressuscitar o Buica ao Alto de S. João e fazer-se alguma justiça,ainda que tardia?

Anónimo disse...

Juiz em causa própria, o Governo em completo desvario enlouquece e produz uma condenação contra si próprio por inconstitucionalidade (!), através de parecer:
«"Tendo em conta que o parecer emitido pelo Centro Jurídico da Presidência do Conselho de Ministros (CEJUR) se pronunciou pela inconstitucionalidade da aprovação por um Governo de gestão de um Decreto-lei destinado a introduzir portagens nas Auto-Estradas SCUT do Algarve, da Beira Interior, das Beiras Litoral e Alta e do Interior Norte, o Governo não poderá proceder à aprovação da referida iniciativa legislativa e concretizar a cobrança de portagens naquelas SCUT, a partir do dia 15 de Abril, como estava previsto”, diz o comunicado.»

JC disse...

Quanto terão pago por mais esse parecer?

Cretinos...

Quiseram evitar os prejuízos politicos para o PS da introdução das portagens a escassos 2 meses das eleições.

Se o PS não tiver uma votação inferior a 25% nas próximas eleições, terei de concluir que o nosso povo está em coma profundo...

jbp disse...

Só se o Luís achar bem

Manuel disse...

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=MvJ1Xje8lTM

E vão 27...este ano.