sábado, 16 de abril de 2011

Marinho, o anarco-populista-socializante de esquerda


2011-04-16 Marinho Pinto declara que vai... por inverbis

Portanto, não adianta nada votar. E o único efeito positivo seria envergonhar o poder político que nos conduziu a este estado de quase-falência.
Marinho não tem vocação para a política, segundo diz, mas como cidadão continuará a lutar pela liberdade de expressão. Todos os dias e pela tv , de preferência.

O seu apelo à abstenção, como bastonário a falar do seu gabinete na Ordem dos Advogados, soa como um convite a reeleição do actual elenco governativo...

PS. Seria interessante conhecer os critérios editoriais de certos órgãos de informação, para dar tanto tempo de antena a um cromo deste calibre. Um mero bastonário de uma ordem profissional tem mais tempo de antena mediático do que a maioria dos políticos. Na quarta-feira, a Lusa dava-lhe o micro para gravar declarações que fazem apenas um sentido: acabar com o tribunal central de instrução criminal e correr com o juiz Carlos Alexandre. Cuidadosamente, este cromo que nada tem de estúpido quando se trata destas coisas, disse o recado que lhe convinha e propôs a extinção da fase de instrução no processo penal, sem cuidar das razões pela qual existe e sem mencionar, o que é suspeito, esse tribunal central que obviamente é o único que o incomoda e aos "pares". Apenas apresentou uma razão justificativa de tal dislate: a promiscuidade alardeada. Só por isso...
Agora, três dias depois, é a própria tv pública, do primeiro canal e em "prime time" que lhe empresta a antena para passar o recado subtil: "não votem!", sabendo bem que os apaniguados deste poder que está votariam duas ou mais vezes se pudessem.
Assim é que é fazer bem o trabalhinho, "Ó Luís!" Por este andar o"Luís" vai ter comendas em barda se o chefe aguentar o barco...

Esta atitude de um bastonário de uma ordem profissional, sem paralelo nas demais ordens, é ilegítima, abusadora e perfeitamente identificável nos propósitos: defender o poder que está. Só e apenas isso. E Marinho presta-se ao frete com garbo e gosto.

2 comentários:

rita disse...

É precisamente isso!
Todos sabemos bem quem são os que este pseudo opinador tem defendido, por isso eu tb sei o que faço com o seu "conselho".

100anos disse...

Marinho não presta.
Perder tempo com ele é só isso: perder tempo.
Nem vale a pena comentar os seus desvarios.
É um vendido ao engenheiro relativo, ou putativo, como se preferir.
Com um futuro bastante incerto, porque ainda por cima não é grande apostador.