sábado, 25 de junho de 2011

Desiludido

Vasco Pulido Valente à revista Única do Expresso de hoje e em resposta à pergunta "Mas quem geriu mal?", diz assim:

" Toda a gente. Se me disserem que o Sócrates geriu particularmente mal, aceito. E estava lá quando caiu o tecto. Mas toda a gente geriu mal. Mesmo o doutor Cavaco, que até ser reeleito não abriu boca. E ele sabia. Não me venham dizer que não lê o The Economist nem os relatórios do Banco de Portugal".

Vasco Pulido Valente é autor de um pequeno ensaio sobre Marcello Caetano que foi publicado na revista Kapa. Talvez devesse repensar em Marcello Caetano para nos dizer se este geria mal a economia e se o modelo servia então o país de modo a evitar que "o tecto caísse".

Por outro lado na fileira de livros na estante atrás, no retrato, estão dois sobre o mesmo personagem- Léon Blum. Curioso...


5 comentários:

Wegie disse...

Coitado! O que vale é que na na garrafeira que não surge na foto tem imensas garrafas de gin para afogar a desilusão.

josé disse...

Na entrevista ofereceu whisky aos entrevistadores mas sem os incentivar.Explicou que não os queria nos vícios dele que nunca largou, o álcool e o tabaco.

Talvez a desilusão venha disso.

manuel disse...

Penso que vejo na estante o "Conversations with God" do Neale Donald Walsch e o Stalin :A Biography do Robert Service.Quem lê isto e muito mais merece escolher a anestesia que mais lhe convém . Gin ? Gin it is !
Cheerio !!

hajapachorra disse...

VPV e muitos da sua geração são assim, criaturinhas alienadas e amputadas, alienadas pela ideologia, amputadas pelo agnosticismo. A sua consabida 'lucidez'não vem do álcool (só o vinho dá lucidez), mas o vício, sim, vem da 'lucidez', e logo ao pequeno almoço.

Ricardo disse...

Oh! Raios! Só agora reparo na entrevista... Por acaso não se arranja por aqui a entrevista completa para ler? Agradecia muito.