sexta-feira, 3 de junho de 2011

A Direita e a Esquerda: Basílio e Baião

Para além do Público cuja concepção de Direita e Esquerda anda muito confusa mas perfeitamente compreensível no entendimento jacobino que tomou conta do jornal, há nesta altura uma permanente tendência em encostar a Direita ao PSD e ao CDS, mesmo que este partido se afirme social, mas conjunturalmente, mais à esquerda que o PSD.

Para entender o sentido deletério destas taxinomias há um exemplo flagrante no tempo que passa. Basílio Horta. No Blasfémias, jmf57 chama-lhe "molusco " mas "sem ofensa" aos ditos...
Boutade à parte, Basílio é um personagem de romance histórico nos nossos últimos trinta e sete anos e até anteriormente. Ele e o seu irmão Baião.

Em 1984, o Semanário dirigido por Vítor Cunha Rego dedicou em 18.4.84 bastas páginas ao balanço do 25 de Abril de 74 com artigos simplesmente antológicos como por exemplo o da autoria de Silvino Silvério Marques ( que revelava ter Pinheiro de Azevedo lhe dito que se soubesse a bagunça em que o 25 de Abril iria resultar nunca teria sido feita a Revolução... porque o país estava num caminho absolutamente correcto economicamente falando e depois disso foi o caos).
Nesse mesmo número apresenta-se uma pequena resenha do percurso dos mais experientes governantes da democracia pós-Abril.
Leiam ( clicar na imagem) e meditem nas figuras que temos por aí. Para além do então veterano Almeida Santos, o Sombra do regime que nessa altura acumulava 1600 dias de governação, sempre com o discurso da Esquerda dos pobrezinhos e do povo que vota PS, com os resultados que então se viam ( duas intervenções do FMI para salvar o país da bancarrota) havia mais personagens e uma delas era Basílio Horta que já contava com 1400 dias activos a governar, do lado da "direita".
Basílio mais o seu irmão Baião, este do lado da "esquerda" e que se devotava nas áreas da energia e minas no I governo de Mário Soares ( vou deixar de colocar a letra...). Basílio interessava-se mais pela área do comercio e turismo como agora, mas à "direita" como convinha.
Na altura, Basílio era de "direita", porque do CDS. Nem outro designativo lhe colaria porque nem passaria pela cabeça de nenhum socialista que Basílio fosse de esquerda. E agora é e nem se discute. O PS é de Esquerda e acabou a discussão.
Agora, Basílio é de Esquerda, da tal esquerda dos pobrezinhos e do povo e dos desvalidos que votam PS. Acho que Basílio agora até vitupera a "direita"! Isso depois de ter sido nos anos de "direita" director-geral da CIP, um organismo que de esquerda tem apenas um ou outro afiliado. Talvez Basílio o fosse, sem saber...

É com estes exemplos que a ideia de Direita e Esquerda em Portugal se afigura solidamente definida no espírito da directora do Público e outros media e comentadores...


PS. Louçã, no comício de encerramento da campanha, no Porto, acaba de dizer que José Sócrates esteve 2000 dias a governar. Bateu o record do Sombra.

5 comentários:

Wegie disse...

O canto superior esquerdo do recorte está bastante acastanhado. Não me digas que falhou o papel higiénico...

josé disse...

Amareleceu e o scanner ainda disfarçou um pouco porque se tivesse sido em cópia com cor original teria sido pior...

Mas tenho mais. Muito mais desse tempo e aquilo que o inenarrável Pinho anda a dizer é outra aldrabice como só uma figura dessas pode repetir.

Wegie disse...

O Pinho coitado é um triste. O avô dele que foi um grande senhor deve estar a dar voltas no túmulo.

Mani Pulite disse...

NÃO DIGA MAL DO PRIMO BASÍLIO.O EÇA É QUE SABIA DE QUE MASSA ERA FEITO O HOMEM QUE O RETRATOU COMO UM PULHA SEM ESCRÚPULOS.DE RESTO O HOMEM SEMPRE FOI UM ESQUERDISTA MAS IN THE CLOSET.FOI DO MRPP,DA UDP,DO MES,DO POUS,DO PSR,DO PCP,DO BLOCO,DO PS.SEMPRE IN THE CLOSET.AGORA FINALMENTE COMEÇOU A ENTREABRIR A PORTA DO CLOSET.TACHOS E COMISSÕES AJUDARAM.A CANDIDATURA AINDA ABRIU UM POUCO MAIS A PORTA.TUDO ISTO FOI DECISIVO.QUE MAIS SURPRESAS NOS IRÁ RESERVAR O PRIMO BASÍLIO QUANDO A PORTA DO CLOSET SE ESCANCARAR?

manuel.m disse...

Basilio não , basilisco ,a figura mitológica que nasce de um ovo de galinha chocado por uma serpente.A unica maneira de o matar é faze-lo ver a sua imagem reflectida num espelho (chocante convenhamos mas dificil de conseguir).
A outra é obriga-lo a ouvir o cantar dum galo ,e aí sim,quando o povo cantar amanhã ,será o fim do dito basilisco.

Enguias à Isabel dos Santos