segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

A verdadeira identidade dos "mercados" e os burriquitos que a debitam

A revista Marianne da semana que passou traz um artigo de quatro páginas sobre filosofia da economia, supostamente o que o "emigrado de Paris" andaria a estudar. E pergunta, citando autores, se os mercados existem...para responder eloquentemente a quem quiser ler. Se o discurso de Esquerda e de uma direita que em Portugal não existe, não estivesse centrado na obsolescência conceptual, seria isto que poderia ser dito, confundindo-se com o senso comum que não tem lado político ideologicamente determinado:



Lendo esta página, deliciosa e de um jornalismo que por cá nem cheiramos, porque eivado de verdadeira cultura, percebemos que os economistas que são chamados à Sic-N e a outras estações de tv, a começar pelos do costume e terminando naqueles exemplares do CES de Coimbra, seriam facilmente desmistificados se lhes dissessem o seguinte, dito por outro economista ( Jacques Sapir) : "O modo de selecção dos economistas na faculdade, destrói todo o espírito crítico. Para subir ao topo da escala universitária, tiveram que "burricar" ( ânnoner) em cada obstáculo o catecismo liberal. A grande maioria chega ao cume, esgotada."


17 comentários:

zazie disse...

é mesmo isto.

Tenho de fazer assinatura da Marianne. É excelente

Portas e Travessas.sa disse...

Pois é José, vamos cair do "pote":
-
Quando se deu o caso BPN, dos amigos e correligionários do dr. Anibal - Sua Excª - veio mais tarde lembrar o Governo de Socrates - que a gestão do BPN era feita por "amadores", dizia o "mago" das carambolas - que uma equipa de profissionais do métier,davam rápidamente a volta ao problema do BPN.


A equipa de profissionais, que o dr. Anibal fala - é aquela que deu o maior prejuízo que há memória na Caixa Geral do PSD - engano, corrigo - CGDepósitos

Para que conste - vêr o profissionalismo em, "modelo de governo" da CGD.

É a "nata" do PSD e tudo pessoas com um curriculum de encher o olho. - Ganham num ano - o que um Juíz da nação, não ganha em 5 primaveras bem medidas.

Peço antecipadamente as minhas desculpas se cometi as argoladas habituais . é que, fico nervoso e doente - tomar um comprimido para taquicárdia, é o que o médico aconselha.

Portas e Travessas.sa disse...

"""Governo alemão diz que acordo na Grécia abre caminho à retoma"""

Já podem enfrascar-se em Mercedes e Audis - mas primeiro, tem de pagar o que devem.

A mesma receita serve para o avô cantigas

josé disse...

Aparvalhado:

O avôo cantigas disse que quem abandalhou a CGD foi "o bandeira e o Vara."

A mando de quem, já agora?

V. vive neste Portugl?

Portas e Travessas.sa disse...

O Governo do Pastel de Nata: pede ideias aos idiotas.

Como sou um excelente idiota e sofro da "burrice", quero deixar por intermédio do Portal do José, a seguinte ideia ao governo.

Porque não reativar a fabrica Braço de Prata, para fazer apitos sonoros para exportação - mesmo se seja uma
exportação abaixo do custo de produção para ganhar conhecimento de mercado

Imagine-se, que nosso Embaixador nos EUA arranja um cliente potencial para o fornecimento de Apitos para a Guarda Fiscal lá do sitio - imagine-se, que a grande China, que festeja o Ano do Dragão, desata a comprar Apitos com esfinge do mítico animal - já viram os milhões de Apitos que se fabricavam e se vendia - já viram, o que era a India comprar apitos dourados com a esfinge de Gandhy já imaginaram?

Proponho para director de exportação uma pessoa conhecedora do ramo - o dr. DLoureiro.

Só falta fazer um organograma

Mãos ao trabalho

Wegie disse...

Eu acho o texto bem elaborado. Coloca a tónica naquilo que é uma evidência em todo o ensino universitário (não só em Portugal): O declínio da macroeconomia desde os anos 70.

Portas e Travessas.sa disse...

José,

Sempre a considerá-lo.

Veja a estrutura da CG,,,do PSD, perdão, CGDepósitos... É nossa, por enquanto.
´
Já deu uma vista de olhos?

E diga-me - se para hastear uma Bandeira precisa de uma vara?

josé disse...

Já lá estão as duas páginas finais em vez de uma. A "caixa" sobre a novilíngua economista é um must que só demonstra que ainda há gente que sabe distinguir aldrabices semânticas.

Colmeal disse...


Wolfgang Münchau diz que Grécia e Portugal têm de falir dentro do euro

Colmeal disse...

" E diga-me - se para hastear uma Bandeira precisa de uma vara? "

Não !!! mas de um Armando ....

josé disse...

Um dia destes vai ser preciso uma vara de marmeleiro, para hastear alguns correctivos em quem nos conduziu a estes Estado de coisas.

O Vara está na fila da frente. Mas há alguns prioritários, por exemplo o chefe para quem trabalhava.

zazie disse...

Só lhes falta ser gente, a esses tais de "mercados" para andarem e federem.

Mas, como diria o imperador Vespasiano, depois de levar uma moeda de ouro ao nariz, o dinheiro non olet.

josé disse...

Aparvalhado:

Removi o seu comentário porque estava a estragar o formato da caixa de comentários.

Ainda assim, o teor era este:

"Eu dou uma pedrada no que vêm atraz, no homem que nunca se engana"

Não corrigi o erro que atribuo a lapsus calami...

Floribundus disse...

os especuladores existem.
já ajudaram a destruir o México e a Argentina.

os políticos incompetentes escondem-se atrás deles

por seu intermédios os eua estão a vingar-se da europa falida e do euro

Portas e Travessas.sa disse...

jose,

Considerei o seu post, uma metafora, quando diz " uma vara de marmeleiro", -é obvio, que a "pedrada", é igualmente, uma metafora. já sou crescido para andar a mandar pedras ás pessoas . também não estou a vê-lo a andar de vara(pau) de marmeleiro arrear nas criaturas.

É o contexto em que se escreve.

josé disse...

Então não foi lapsus calami. É pena.

Floribundus disse...

o único argumento de que o aparvalhado gosta é o 'baculinum'