Páginas

domingo, 12 de agosto de 2012

Jerónimo precisa de explicações

Sapo:

Jerónimo de Sousa exige explicações sobre desaparecimento de documentos do negócio dos submarinos.

E exige bem. Se fosse nos anos 70 ou 80 do século que passou nem precisava porque saberia onde se encontravam. Segundo Zita Seabra, o PCP escutava o pessoal dos gabinetes governamentais.

Por outro lado, há muita gente, há muitos anos, a exigir explicações sobre o desaparecimento de documentos que pertenciam à PIDE/DGS e que segundo conta a lenda, o PCP desviou para Moscovo. O PCP...moita carrasco.

23 comentários:

Floribundus disse...

com excepção de meia dúzia de amigos nunca tive a mínima consideração por qualquer outro comunista.
o partido não passa, na generalidade, de um soviete de arruaceiros.
se tivessem vergonha já tinham emigrado para a ilha do Pessegueiro

Kaiser Soze disse...

A Zita Seabra deveria ter dito mais do que o que disse. Esta cultura de atirar meia dúzia de coisas, pretensamente graves, e depois deixar a ventoinha tratar do resto é fraco e repetitivo.

Mas...o gene comunista continua por lá, diz-se e atira-se mas concretizar, nada!

Streetwarrior disse...

José e o que é que isso tem a ver com o desaparecimento dos documentos dos submarinos?

O jerónimo á data pode ser responsabilizado pelas atitudes do PCP ?
Esteve envolvido?

Eu compreendo que o que o PCP fez á data, foi reprovavél mas não vamos entrar agora numa tipo "" sh eu fiz...mas eles também fizeram " e fica tudo em aguas de bacalhau que é o mais certo.

Quer dizer, estamos a desculpabilizar atitudes de uns com erros de outros.
Assim não vamos lá!

ae disse...

Isto é assunto sério. A espionagem do PCP via aparelhos de ar condicionado durante a década de oitenta do século passado é um prática bem conhecido por todos os ex-comunistas e sobretudo pelos ex-comunistas que foram expulsos do partido e arranjaram bom emprego no PSD. Demonstrando grandeza intelectual e enorme sentido de responsabilidade, Zita Seabra só agora, mais de vinte anos depois, é que foi ao Mário Crespo pôr a boca no trombone. E se não tinha essa ideia de início, acabou por colocar-se a jeito.
O PCP nega o óbvio, como lhe está na natureza, mas já não engana ninguém. Meteu mesmo anões nos aparelhos de ar condicionado "em tudo o que era ministério, em sítios nevrálgicos e em órgãos de poder". Anões especialistas, ouvidores, descriptadores e onzeneiros, que porém saíam do serviço às 19h45, por imposição sindical. O PCP ainda hoje não sabe o que é que o Governo tramava ao serão.
Percebem agora de onde vem a expressão tão nossa e tão dos nossos medos de que "o ar condicionado tem ouvidos"?
Dir-me-ão as boas almas, os simples: mas ainda bem que o PCP pelo menos arranjou emprego a essa minoria da população portuguesa, uma vez que ainda não havia Bloco de Esquerda. Ora aí é que a porca torce o rabo: porque estes anões não eram anões desde o princípio. Eram todos matulões com mais de um metro e noventa que foram mandados mingar durante quatro anos (o curso completo) num campo de treino da antiga União Soviética. Saíram de lá anões como manda a sapatilha, regressaram a Portugal e foram introduzidos nos aparelhos da FNAC. Até um deles, por causa de um peido - um peidinho, de anão -, ter sido descoberto pela senhora da limpeza do Governo, que foi logo meter no cu da Zita Seabra.
E lá se acabou o que era bom para os anões: o fresquinho no Verão e o quentinho no Inverno. Hoje trabalham nas máquinas do Multibanco. Sem ar condicionado.

josé disse...

De que documentos de submarinos é que se anda a falar?

Alguém sabe?

Toda a gente dá palpites ( até o comentador Marcelo) mas quanto aos documentos, nada de nada.

Serão documentos apócrifos? E os originais não estarão na Ferrostaal? E haverá tanta dificuldade em obter cópias?

Enfim, silly season.

josé disse...

Quanto à história dos anões do fresquinho, hay brujas, las hay, las hay...

zazie disse...

ahahahha

"Os ares condicionados têm ouvidos"

":O)))))

Os gajos são completamente anormais para terem feito isso nas calmas.

Está-lhes na massa do sangue.

Streetwarrior disse...

José, esta noticia já não é desta silly seasom.
Quando o Paulo Tortas saiu do anterior Gov com o PSD, onde foi Ministro do mar e Guerra, falou-se que tinha feito desaparecer documentos.
È claro que agora está a vir ao cimo.

josé disse...

Não. O que se falou segundo me lembro foi de ter fotocopiado documentos...

E quem fez desaparecer estes documentos que nem se sabe quais são?

Se aquele fotocopiou foi por alguma razão. E talvez agora sejam úteis, as fotocópias...

josé disse...

O problema destas coisas é que as pessoas partem para ideias feitas com base em meias verdades ou informações deturpadas pelos media.

Nem se dão ao trabalho de querer saber de que documentos se trata. Disseram-lhes que faltam documentos e toda a gente pressupões que são documentos mas nem sabem que documentos são.

É uma perfeita loucura.

josé disse...

Acenaram-lhes com a informação: faltam documentos!"

E nem precisam de mais nada: já sabem que faltam documentos mesmo sem saber que documentos são.

Digno de Monthy Pyton.

Karocha disse...

Street

Fotocopiou , segundo os jornais!!!

Wegie disse...

Pois é mais um caso Fundo Social Europeu/Partex. Lembras-te José? Meteu escutas ao PGR e tudo efectuadas por malta do PSD. Mas agora convém mais divagar sobre os ares condicionados. O caso Fundo Social Europeu/Partex, tal como os outros, prescreveu...

josé disse...

"Meteu escutas ao PGR e tudo efectuadas por malta do PSD."

Foi memo?!

Do que me lembro de o Expresso noticiar ( na altura em que o cretino Costa era apenas paquete) o que se descobriu foi algo semelhante a um microfone desactivado que nem se apurou se alguma vez funcionou.
Logo...escutas, zero.

Quanto ao facto de o autor da proeza ser ou não do PSD não me diz nada tal facto até porque quem terá colocado o artefacto não se sabe quem foi.

Portanto, duas imprecisões numa mesma frase de pouco mais de meia dúzia de palavras sem contar os artigos.

zazie disse...

ehehehe
É mesmo assim, parece coisa da malucos. Desatam a repetir palavras e nem querem saber mais nada.

A seguir vem o clube e já está feita a assuada.

mujahedin مجاهدين disse...

E nem precisam de mais nada: já sabem que faltam documentos mesmo sem saber que documentos são.

Digno de Monthy Pyton.


Ou Kafka...

Wegie disse...

Oh malha-te Deus! Pois nesta altura do campeonato não sabes que foi o genro de um dos principais arguidos no processo. Era um técnico de comunicações, que tinha acesso à Procuradoria, quem instalou a escuta no gabinete com o objectivo de fornecer informações ao sogro e à própria mulher. De acordo com as investigações feitas pela Polícia Judiciária e que foram confirmadas na acusação deduzida pelo Ministério Público e pelo juiz que conduziu a fase de instrução.

josé disse...

O tipo já foi condenado?

josé disse...

Pelos vistos, sim...

Wegie disse...

Prescreveu.As usual.

josé disse...

Mas então foi mesmo o gajo não foi?

Estou abasourdi, como dizem os franceses.

Wegie disse...

Tás mesmo com a mona feita num 8. Prescrito significa não se sabe? Talvez em juridiquês assim seja. mas em linguagem de pessoas normais significa outra coisa.

josé disse...

Significa que não foi julgado e por isso continua presumido inocente. Tal e qual.