Páginas

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

António Costa, o incompetente



O presidente da Câmara de Lisboa anuncia alterações ao novo modelo de circulação no Marquês de Pombal. No fim de um dia com grande confusão no trânsito naquela zona da capital, António Costa deu conta de alguns aperfeiçoamentos, a aplicar já a partir de terça-feira.

São quatro alterações. Em primeiro lugar vão ser corrigidos os painéis informativos que explicam as mudanças para quem chega através da Avenida Fontes Pereira de Melo e da Avenida da Liberdade.


Este António Costa não foi capaz de resolver um problema de trânsito numa rotunda de Lisboa. Mas já apostou em ser o futuro primeiro-ministro para governar um país.
Está-se mesmo a ver o resultado...

14 comentários:

Floribundus disse...

'deu à costa' mais uma 'burricada com Ferrari'
piorou deste que mudou para o Intendente,
local onde 'os júlios trabalham com mulas'

se a 'cãibra' não fosse a mais falida teria feito vários túneis

zazie disse...

Por acaso tive de passar por lá e estava o fim da macacada.

Bic Laranja disse...

É uma cavalgadura de nomeada, já o tenho dito.
Cumpts.

Mani Pulite disse...

O Novo Marquês do Baralhal.Devia ser dado a comer ao Leão.Para além da Taxa Única ainda temos de levar o Costa às costas.

lusitânea disse...

O Costa é o exemplo acabado de gajo do "tudo e do seu contrário".Foi um ponta de lança na "entrega de tudo o que tinha preto e não era nosso" mas foi também ponta de lança na importação e nacionalização da pobreza alheia que ajudou a produzir em consequência da primeira.Anda agora a encher a mouraria com mouros...
Mas prontos agora ao andar na rua já ninguém olha para ele tal a quantidade de gajos que importou...

Mirza disse...

Já agora, conviria indagar das motivações do excelso Mário Crespo. Durante anos foi um dos artistas de seviço da RTP e nunca se lhe ouviu uma palavra contra os custos.

Por acaso (por acaso...?) só começou a falar quando a RTP recusou mantê-lo como correspondente em Washington. Nem de propósito, uma das tais coisas que saem MUITO caras.

Impoluto, portanto. Como o José gosta.

whatever disse...

Hoje passei por lá e não vi quaisquer problemas. Eu nem gosto do Costa, nem quero este imbecil a PM, mas tirar conclusões passado um dia é manifesta má-fé.

zazie disse...

Eu estive lá ontem e é verdade que era um caos.

Má-fé será negá-lo.

zazie disse...

E ele próprio é que reconheceu e disse que vai emendar. Por acaso foi coisa que presenciei ao vivo e depois na tv.

Não se conseguia descer das Amoreiras até ao Marquês, por exemplo.

Na rotunda estava tudo engarrafado e com polícias de trânsito a darem instruções.

whatever disse...

Eu sei que estava um caos, trabalho lá há anos suficientes para o saber. Agora não sei em que realidade paralela é que se faz uma alteração rodoviária num ponto com as características da rotunda do Marquês e não se espera que corra mal ao início.
Até o banana do Costa se deu ao trabalho de afirmar que ao princípio ia ser muito complicado. Hoje, também fruto do menor número de automóveis e das alterações efectuadas, já correu melhor.
Os polícias às sete da manhã já lá estavam, porque será? Há mistérios nesta vida.
Mas enfim, pode ser que um dia tenhamos o prazer de ter comentadores de blogs como engenheiros civis para vermos os problemas solucionados em 24 horas.

josé disse...

Esta alteração de trânsito exemplifica bem como funciona um espírito socialista típico:

Confia cegamente na bondade das alterações que produz na vida dos cidadãos, sem se dar conta das particularidades e paradoxos que daí podem resultar por uma simples razão:

Acreditam que as pessoas sabem aceitar racionalmente o que lhes é proposto, confiando que não seguirão apenas interesses egoísticos e desligados de um interesse comum que aqueles definiram.

Por isso mesmo aceitavam o princípio das cooperativas como uma das melhores soluções para produzir bens e serviços.

Ora a sociedade não funciona realmente assim e tal se provou ontem com a confusão de trânsito porque cada um fez o que achou melhor perante as escolhas à vista e tais escolhas foram afunilando para o interesse individual mais próximo.
Por isso se deram os engarrafamentos que o dito Costa incompetente não previu.

E não previu por causa dessa mentalidade.

josé disse...

Para além disso, a inteligência de cada um é como a de cada qual, como dizia o outro...

whatever disse...

Depois de pastor, temos também o John Adams dos fenómenos rodoviários.
Hoje, mais uma vez, correu tudo bem. Nota-se claramente menos trânsito, o que julgo ter sido a intenção.

Bic Laranja disse...

Claro. Se estrangula a artéria diminui o fluxo. Para onde se escapa ele?...
Cumpts.