Páginas

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Gatunos há muitos, seus esquerdistas!

Epá! Os gatunos são esses? Só esses? E aquele que está em Paris, a estudar não se sabe bem o quê, a viver de rendimentos desconhecidos uma vida relativamente faustosa, é o quê, segundo essa lógica dos amigos do alheio? Um benemérito cujo regresso anseiam?

5 comentários:

Floribundus disse...

etes gajos chamam gatunos a si próprios

Mani Pulite disse...

Esta esquerda comunisto/stalinista e comunisto/trotskista que temos está a fazer tanto como o PS para encobrir o maior Gatuno Português vivo que se rebola faustosamente como um milionário em Paris,quando não pipila do alto de um Poleiro em Lisboa.Pinto para a Gaiola,JÁ!!!

Karocha disse...

eheheheheh, São tantos José!

Kaiser Soze disse...

Os maiores culpados do esquecimento do legado Sócrates são aqueles a quem o povo chama, agora, de gatunos.
Tivessem dois dedos de testa e isto não aconteceria.

ps. de acordo com o que leio na imprensa, a vida do cidadão português em Paris não é "relativamente" faustosa.

Francisco Alberto disse...

As chalaças dominicais de Sócrates só poderiam ter este nome: “desabafos de um moribundo”

Um ladrão (quase profissional) que faliu o país, fugindo depois (antes que fosse tarde)para a capital francesa, foi recebido em ombros pela RTP, para ultrajar ainda mais os tão aviltados portugueses. Que país é este ? Para onde caminha ? Para quando um golpe de Estado para impor um verdadeiro regime democrático ?