terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

O BPN e o BCP.

A SIC passou há pedaço um programa de um jornalista da casa, sobre o caso BPN. Infelizmente não vi o programa. Mas estou a ver os comentadores do programa, na SIC-N, nas pessoas de João Duque e Pedro Santos Guerreiro, director do Jornal Económico. Também está lá um sindicalista da PJ. Sindicalista!
O que acabo de ouvir cheira-me demasiado a desinformação, manipulação, opinião avulsa e com poucos factos concretos. Ouço de Pedro Santos Guerreiro o que nunca pensei ouvir, com opiniões definitivas sobre "fraude", "vigarice", "escândalo", " caso de polícia",  etc etc. ou seja o discurso oficial sobre o BPN. Citam-se nomes de pessoas, vilipendiando-as abertamente e tudo isto me cheira demasiado a esturro.

Para falar verdade preferia ouvir falar do BES, de Ricardo Salgado, do BCP, de Joe Berardo, de Santos Ferreira, de Armando Vara e de José Sócrates.
Preferia por um motivo simples de enunciar: o que se passou com o BCP é mais grave, no meu entender, do que aquilo que se passou no BPN.
A SIC nunca passará nenhum programa especial nem Santos Guerreiro alguma vez escreverá sobre o assunto.
Por mim percebo muito bem porquê: estamos sempre na mesma choldra, em Portugal. E isto é um nojo.

Aditamento: Carlos Anjos, o sindicalista da PJ teve uma participação meritória no programa, esclarecendo aspectos importantes do sistema judiciário e acabou de dizer uma coisa importante: em determinada altura da investigação parece que os investigadores  se interrogaram sobre que crimes estavam em causa no caso BPN. "Gestão danosa", que é o facto mais comumente aceite não poderia ser uma vez que o crime só se verifica se houver instituições públicas envolvidas, o que não seria o caso porque o BPN é privado. Então foram para as "falsificações" ou outros ersatz. Ou seja, provavelmente nada de nada com relevância criminal.
Veremos no que dá o BPN, mas aposto que será o espelho do nosso sistema jurídico-penal.
Quem quiser saber mais pode sempre perguntar aos génios de Coimbra como é que isto foi feito assim...
Os génios são: Figueiredo Dias, Costa Andrade, Faria e Costa. Três que podem esclarecer o povo português sobre o nosso sistema jurídico-penal, Perguntem-lhes que estão lá, em Coimbra. Figueiredo Dias há anos que não aparece na tv a falar nestas coisas. Costa Andrade idem e Faria e Costa nunca apareceu.
E no entanto são personalidades muito mas mesmo muito influentes neste estado de coisas.

27 comentários:

Floribundus disse...

como se atribui a Manuel Brito Camacho
'só mudam as moscas'

nunca nenhum dos gajos citados será chamado ao parlamento para ouvir os termos aqui usados pelos 'comentadeiros'

o prec acabará 'depois de enforcarem o último capitalista nas tripas do derradeiro padreca'

lusitânea disse...

Entretanto os "representantes" do zé povinho aguardam que a jutiça actue(quer-se dizer acabe tudo em águas de bacalhau), mas são muito valentes em quebrar os contratos com os trabalhadores e "reformados", obrigados a pagar estas roubalheiras todas e mais o império agora só cá dentro e por nossa conta depois de terem entregue tudo o que tinha preto e não era nosso e com confisco geral de bens...
E depois dizem que a democracia é o melhor sistema...

atrida disse...

Caro José, o Pedro Santos Guerreiro é director do Jornal de Negócios.

josé disse...

I know...

foca disse...

José
Essa fixação no BES já começa a ser uma coisa patológica.
O Ricardo Salgado ficou-lhe com alguma namorada?

a disse...

O caso BCP é mais grave que o caso BPN mas a esquerdalha jornaleira não fala disso.

O «Sindicalista!» afinal «teve uma participação meritória no programa»!!! Da qual aprendemos que «provavelmente não há nada com relevância criminal». Com jeitinho, o Oliveira e Costa será santificado e a esquerdalha nacionalizeira que nos pôs a pagar 7 mil milhões (?) vai para o Inferno.
(Já agora, o seu comentário sobre as nacionalizações dos bancos caía aqui que nem ginjas...)

Cheira tudo a esturro porque é a esquerdalha jornaleira a desinformar, caluniar, inventar, etc. Mas nem uma palavra sobre a maioria de contactados não ter querido dar entrevistas...

Portanto, isto é um nojo: não porque vamos pagar 7 mil milhões por esta coisa mas sim porque a esquerdalha jornaleira não fala sobre os outros "habilidosos".

PS: O senhor um dia há-de fazer um post sobre o Clube Bilderberg, esse antro da esquerdalha internacional onde figura o ex-Assembleia Nacional Balsemão. E não vale falar em judeus e ZOG...

zazie disse...

Olha, ó azinho.

E que tal fazeres tu muitos posts acerca de todas essas cenas em que és perito e depois mostrares o blogue para a malta apreciar e comentar.

zazie disse...

Eu, por acaso, aqui nem posso entrar com o link do meu porque foi bloqueado pelo blogger, no seguimento de virus e denúncias feitas por um prof ranhoso escardalho.

zazie disse...

Bloqueio do cocanha:

http://educar.wordpress.com/2013/01/12/bom-dia-1282/#comment-826498

Janeiro 12, 2013 at 9:59 pm

#21

http://anaturezadomal.blogspot.pt/2005/06/o-blog-da-zazie.html

« O blog da Zazie

O blog da Zazie, o blog secreto da Zazie, o sítio de onde ela desfere ora aquelas mortíferos arremessos ora uns ternos arrufos, é ali. A única mulher do mundo capaz de citar ao mesmo tempo Restif de la Bretonne e o delegado da ICAR SS, Brecht e Céline, Pound e Éluard. Zazie, a hipercinéfila, a cólera de deus, o terror dos medíocres, a História sem fim, as Zundapps roubadas, o musaranho coxo. Ao vivo e aqui.»

tic0 Says:

Janeiro 13, 2013 at 12:58 am

#22: Até podia juntar Napalm Death com Death in June (o que para ti não deve querer dizer absolutamente nada). Não enganam ninguém nem com esses floreados todos. Quando chegar a altura do mocanço, primeiro vou-lhe ao belugue e depois dou-lhe com a marreta nas tromba
--------------------------------------------------------

Autor do nick:

Tiago Neves
idade: 20
sou de: Porto, Ermesinde
sexo: Masculino
interesses: http://nevestiago.hi5.com
membro desde: Jul 2007
fórum: encontrar as mensagens deste membro

-------------------------------

Portugal COntemporâneo- a ameaça que me passou ao lado na altura e dias depois estava bloqueada:

http://portugalcontemporaneo.blogspot.pt/2013/01/para-culturas-masculinas.html?showComment=1357995848289#c1533444638007530066

zazia-mos disse...

"Agora que é este mundinho de palpitações, exageros, achaques, choro, baba e ranho como se fossem as grandes vítimas da terra, é."

Olha que ainda podes ter uma surpresa. Toma atenção aos metadados e olha que o teu javascript não me parece "limpinho". Vê lá se não era a humilhação suprema que um destes "lamechas dos profs" te "violasse as PErdizes". Ainda ficas em versão 3.xxx
1:04 PM

S.T. disse...


Ò josé , eu fiquei aqui a pensar com os meus botões , se calhar o filão tem estado à frente do nosso nariz estes anos todos e nós não nos apercebemos ? Uma quantidade assim de artistas num rectângulo tão pequeno é coisa inaudita e quiçá desprezada . E se convocássemos os Cavacos , os Soares , os Vales e Azevedos , os Paulos Pedrosos e os Carlos Cruzes , os Sócrates , os Migueis Graças Mouras , os Coelhos e os Varas , os Ricardos Salgados , todos os Majores valentões e Felgueirinhas deste país Portugal e os juntassemos a todos - digo eu - numa daquelas iniciativas mediáticas , as «Universidade de verão» , os «estados gerais» , não fossem eles capaz de alguma manigância capaz de pagar os estádios de futebol , o tgv , as auto-estradas , as PPP , o parque automóvel de São Bento e podermos enfim voltar todos para a auto-gestão da nossa vida...

:)

Fazia-se já aqui uma petição...

josé disse...

Não chega uma camioneta para todos. É preciso um comboio...

josé disse...

A minha ideia é esta: nenhum desses tem a "recta intenção" de que falava António José Saraiva referindo-se a Salazar.

Portanto fazem parte dum clube mafioso.

S.T. disse...



Estava a reinar , José . Desde que começei a toma da fluoxetina que me sinto melhor no lodaçal .

:)

Dario disse...

Caro Jose, as vezes nao e claro de que lado da barricada voce esta, outras e mais do que claro, diria ate que, na maior parte das vezes e bem claro de que lado voce esta, mas adiante.
Permita-me que lhe faca uma pergunta, mas agradeco uma resposta clara, nao como aquela sobre os seus desejos sobre que bastonario lhe tinha deixado saudades.
Diga-me pois, no BPN nao houve qualquer fraude??
Agora, se por acaso( e aqui nao duvido do que voce diz) no BCP, na CGD, ou no BES tambem houve, puxe, esforce-se, escreva a TVI ou a RTP para que estes denunciem o que la se passou, da mesma maneira que a sic esta a fazer com o BPN, ja que esta mesma sic nao e capaz de o fazer, sabe-se la porque, quem sabe nao e a proteger uns amigos, mas carago, nao queira calar a sic por estar a denunciar um caso que aconteceu e que todos voces estao a pagar, eu sei, uns mais que outros, mas esta a ficar caro ao pais.
Sabe aqui na minha terra dois errados nao fazem um certo, dois errados sao sempre dois errados.

Abraco

Mentat disse...

“…mas carago, nao queira calar a sic por estar a denunciar um caso que aconteceu e que todos voces estao a pagar…”

Caro Dario

O José responder-lhe-á se lhe aprouver.
Eu vou limitar-me a esclarecer alguns factos que parece não conhecer ou não entender.
A principal fraude no BPN, que todos nós estamos a pagar, é ter sido nacionalizado, o resto são trocos. E mesmo que se justificasse essa nacionalização com aquela treta do impacto na economia, etc. etc., então o sério, o não fraudulento, era ter nacionalizado o BPN e a SLN.
Mas eu (que devo ser burro) como não acredito em nenhuma das tretas justificativas da nacionalização, acho que devia ter sido deixado falir.
Quem é que saía prejudicado?
Os donos privados.
Como o Estado e os trabalhadores tem prioridade na disputa da massa falida, nós os contribuintes não perdíamos um cêntimo.
O caso BCP/CGD/Berardo é uma fraude muito mais grave.
Um Banco Publico (nosso) emprestou dinheiro (nosso) a Berardo a troco da hipoteca das acções do BCP que ele foi comprar.
E o que é fez no BCP?
Encharcou aquilo de pessoal do PS, Vara e companhia lda.
As acções do BCP vieram parar ao valor que estão, o que quer dizer que a CGD já não tem garantia nenhuma de receber de Berardo o que lhe emprestou, tanto que já levou uma parte (não sei se já o todo) a prejuízo.
Qual é que lhe parece, que é o assunto que merecia, não só da SIC como dos outros órgãos de informação, maior destaque ?
Não é que eu tenha pachorra para estar a seguir essa “maravilhosa” reportagem da SIC, mas a verdade é que não me chegou aos ouvidos, que se tivesse mencionado a estranha conivência entre Cavaco e Sócrates na nacionalização do BPN.
Nem ouço falar no caso Berardo e no que temos de pagar para lhe guardar os “cangalhos” lá no CCB.
.

zazie disse...

Eles não entendem isto porque não lhes agrada haver corrupção com Estado.

Porque, na lógica escardalha, o problema e mal só pode existir no capitalismo privado.

E, pelo do Estado gostam e votam, pelo outro são mesmo capazes de inventarem apoios ou partidarites, ou obrigações, a quem é isento e se está absolutamente nas tintas para o problema tribal e maniqueísta que eles têm

zazie disse...

Esta gente vive a marchar, de peitaça inchada, mas a pé-coxinho. E é por aí que pensam.

E depois, apontam os outros, por terem dois pés e também cabeça e não marcharem a toque a caixa.

S.T. disse...


Gostei de ver a segunda parte do programa , ontem na SIC . A melhor parte foi quando o Gilberto Madaíl foi inquirido sobre as suas ligações ( e da FPF ) com o Oliveira e Costa . Mais do que as respostas verbais , a linguagem corporal foi esclarecedora ...

josé disse...

Dario:

Vou tentar responder de forma abreviada mas isto dava um artigo extenso.

O BPN era um banco privado que emprestava dinheiro a clientes e recebia depósitos. Como os demais.

Emprestou a vários clientes dezenas de milhões de euros, em condições que os bancos estabelecem, dentro da lei. Se um banco empresta a alguém e não obtém garantias suficientes desses empréstimos está a enganar quem? A prejudicar quem? Os accionistas do banco. Mas...e se forem os accionistas sabedores desse tipo de gestão, há algum engano? Há algum crime nisso?

E porque concordariam os accionistas em tal coisa? Por motivos diversos mas nunca para ficarem prejudicados. Um desses motivos pode ser a confiança que depositam nessas pessoas a quem emprestam. O Champallimaud contou numa entrevista que comprou o banco Pinto & Sotto Mayor, salvo erro, sem ter dinheiro para tal, numa sexta-feira, sabendo que na segunda o poderia ter. Mas poderia não ter...
O negócio fez-se com base na confiança.

O BPN tem vários casos de dinheiros que foram para offshores. Isso não é crime em princípio porque todos os bancos têm e lidam com isso. O caso BPN pode ter alguma irregularidade nesse aspecto se se comprovar ( daí a importância dos documentos de Nuno Melo) que utilizaram as offshores para enganar alguém e o fisco em particular ou para descapitalizarem o banco em proveito de algum dos sócios ou outra coisa qualquer que seja legalmente proibida.

De resto, pode haver documentos que tenham sido forjados para enganar a entidade reguladora ( banco de Portugal) e tal coisa é crime de falsificação feita para iludir a actividade de fiscalização. Se tal sucedeu há um crime e é preciso saber a extensão dos seus efeitos. O Banco de Portugal de Vítor Constâncio foi alertado em devido tempo para isso ( ele nega) e nada fez de relevante.

Indo ao essencial: se há pessoas depositantes prejudicados pelo banco é preciso saber porque o foram porque em todas as falências há pessoas prejudicadas e mesmo assim não há crimes associados.
Terá sido esse o caso do BPN? Permito-me duvidar porque será muito difícil de provar ou pelo menos tão difícel como no caso BCP. Quando se deu o assalto ao BCP sabemos como foi assim por alto ( falta-nos saber o papel real de Sócrates e Ricardo Salgado) e sabemos que depois as acções cairam a pique e estão na lama. De quem é a culpa desse prejuízo? Não há crime neste caso, quando sabemos que foi utilizado dinheiro público da CGD para tal assalto, perfeito?

Se o BCP estava em situação de falência de quem é a culpa de tal? Da gestão do banco ou da conjectura económica e que redundou em negócios mal feitos e errados?

Isso é crime de quê? Se fosse numa empresa pública ainda se poderia colocar o problema da gestão danosa, mas aqui nem isso. Aliás, não há nenhuma empresa pública em que os gestores tenham alguma vez sido acusados por tal coisa assim explicitamente. Que me lembre.

Portanto, voltamos ao mesmo?

Quais são os crimes de Oliveira e Costa e do BPN?

Deixar o banco ir à falência ? E isso é crime, sem mais, sabendo que não queriam de modo algum que tal sucedesse porque não estavam interessados nisso?




josé disse...

Estou em crer que Balsemão sabe o que se passou nesses dois casos ( BPN e BCP).

foca disse...

José
O Balsemão saberá bem melhor o que se passava no BPP de que era um dos maiores sócios, mas isso fala-se menos nos dias que correm.
.
No BCP a CGD teve um papel fundamental, que o Sócrates estará envolvido parece obvio.
Já o Ricardo Salgado aparece aqui pendurado porquê? Para lá do facto de ter um banco que à altura rivalizava em dimensão com o outro e era um concorrente. Ou está a insinuar que emprestou dinheiro ao Berardo para ele destruir o banco?

Dario disse...

Jose, li com atencao a sua resposta, mas nao fiquei exclarecido e gostava imenso de ficar, pela simples razao de que nao entendo o porque da critica a SIC fazer a investigacao que esta a fazer.
E assim: ao contribuinte que esta a pagar a fatura, nao importa quem eram os investidores ou depositantes do BPN, se eles sabiam, ou nao, o que se estava a passar com tais investimentos, ou depositos.
O problema comeca quando o contribuinte comeceu a ter que pagar caro os tais maus investimentos.
E ai que entra a tal reportagem da SIC, vem mostrar quem beneficiou, quem encobriu, por onde andou, por onde ainda anda, o dinheiro que os contribuintes estao a pagar, o resto e conversa.
Agora diz voce que o BCP e a Caixa estavam na mesma situacao e nao foi nacionalizado, (no caso do bcp) pior, diz voce que as escondidas este banco foi tambem salvo com dinheiro dos contribuintes!! entao essa fraude e maior que a do BPN, mas e preciso que haja alguem que desmascare isso, se a SIC nao o faz, que o faca outro canal qualquer.
Mas, nao se condene quem teve a coragem de comecar.
Foi isso que me fez escrever e perguntar, porque a condenacao da SIC, estarao eles por acaso a contar falsidades?? nao aconteceu nada no BPN?? nao estao os contribuintes a pagar um pecado que nao cometeram?? Nao houve favorecimentos?? e porque razao o estado nacionalizou o BPN?? e porque razao o estado vendeu agora o BPN a quem e por que preco??? e porque ainda continua o estado a pagar dividas do BPN se este ja foi vendido?? quem sao esses credores?? como ve ha muita coisa que nunca se vai chegar a saber sobre o que foi a vergonha BPN.

josé disse...

"O problema comeca quando o contribuinte comeceu a ter que pagar caro os tais maus investimentos."

Exactamente. E porquê? Se fosse privado falia...assim foi nacionalizado e foi aí que o dinheiro do contribuinte entrou.
Quem nacionalizou? E porquê?

Dario disse...

Jose, ao fim de duas vezes a fazer a pergunta e nao obtendo resposta deduzo que a nacionalizacao do BPN foi para favorecer a SIC, a nao nacionalizacao do BCP e os favores aos Espiritos Santos foram so para favorecer os comunas e os blorkistas.
Sem duvida.

josé disse...

Ah! Sobre a condenação da SIC? Acaso condenei a SIC? Apenas afirmo que o caso BPN mereceu-lhe atenção mas o BCP não merecerá. E devia merecer porque é um caso que esse sim envolve dinheiros e entidades públicas desde o início. A meu ver foi uma grande, grande conspiração e náo sou dado a teorias do género. Mas os indícios são tantos que só posso concluir que foi.
Aliás o Diário de Notícis já tinha feito uma reportagem sobre o BPN e ate melhor que esta, a meu ver.
Porque é que a SIC se lembrou agora de repescar o assunto?

Dario disse...

Assim ja estamos a falar a mesma lingua, mas deixe que conclua... dizendo.
Nunca e demais, nunca e tarde, nunca sao muitos a desmascarar a corrupcao e os favorecimentos.

Um grande abraco.

Pacheco-Torgal disse...

http://solossemensaio.blogspot.pt/2013/02/o-sagrado-sal-do-espirito-santo-bes.html