quarta-feira, 2 de julho de 2014

Damião Peres, um Historiador do passado esquecido

Com referência ao Professor Damião Peres, ficam aqui as imagens do catálogo da Livraria Civilização, tal como editado em Janeiro de 1969 e que mostram as obras de História em que aquele Professor participou, como autor e director literário.


10 comentários:

zazie disse...

Era excelente. Ainda cá tenho uma série de volumes.

Infelizmente foi uma estupidez ter entrado em partilhas de família.

Miguel Dias disse...

A História de Portugal de Barcelos - assim conhecida no meios académico - era um exemplo de erudição, sabedoria. As Histórias de Portugal posteriores não foram superiores, na dirigada por José Matoso já se notava o pendor ideológico em alguns artigos em consequência das ideias políticas dos respectivos autores.

Os actuais "historiadores" - pós-modernos, estruturalistas - não possuem erudição ou sabedoria para produzir obras de valor científico equivalente.

Raquel Varela, Luís Farinha, João Madeira, Gaspar Martins Pereira e outros vindos da escola do Fernando Rosas, ou da escola do Victor Sá eis o que estamos a condenados a aturar.

Duvido que Raquel Varela tenha lido qualquer obra do Prof. Damião Peres, ou do Fortunato Almeida, ou do Prof. Paulo Merea.

Miguel Dias disse...

É José Mattoso e não "Matoso".

Floribundus disse...

Marco Túlio Cícero
''e moralmente errado mentir para escrever história (scribendi mentiri turpe est)'

quanto ao prof dr Mattoso 'nada pior que um ex-qualquer coisa'

a escumalha da esquerda festiva, toda ela com longo CV cheio de títulos, devia fazer BD na Papua

em 1949 conheci JPM na Sociedade de Língua Portuguesa
perdi os seus boletins nas minhas vagamundagens

a Civilização tinha delegação em Lisboa na Almirante Reis

Anibal Duarte Corrécio disse...

Não esquecer a História de Portugal do Professor Joaquim Verissimo Serrão!

A melhor entre as melhores.

Ao contrário da História de Portugal dirigida pelo Professor José Mattoso, a de JVS é unipessoal e está descontaminada do virus marxista.

E o último volume, o 19º, subordinado aos tempos de Marcello Caetano, a 74 e arredores está para sair.

É o empreendimento de uma vida.

disse...

Ando há meses à procura dos dois suplementos escritos por Damião Peres e Franco Nogueira, e nem em alfarrabistas os encontro.
O professor José Hermano Saraiva publicou, aqui há dez anos, uma colecção da História de Portugal com textos desta "História de Barcelos". E que diferença para as "Histórias de Portugal" actuais!. As feitas desde José Mattoso são secas, despejam informação ou análises inúteis para o comum leitor. Tenho de incluir no lote das melhores Histórias de Portugal a de Veríssimo Serrão: culta, informativa sem ser chata, monumental e conhecedora.

josé disse...

"Ando há meses à procura dos dois suplementos escritos por Damião Peres e Franco Nogueira, e nem em alfarrabistas os encontro."

Mas do Rosas tem o que quiser...encomendado na hora.

Neyhlup Josand disse...

Havia uma edição do "As minhas Memórias de Salazar" que custava 15 euros. Agora só encontro na Bertrand, por encomenda, a 40 euros. Alguém me sabe dizer onde arranjar mais barato?

josé disse...

Nos alfarrabistas. Há um, na Calçada do Combro- Letra Livre- que deve ter. E se não tiver, arranja.

Por ali, nas redondezas do Chiado há vários alfarrabistas.

Nas Escadinhas do Duque, logo no início de quem sobe, há dois que podem ter esse livro.

mujahedin مجاهدين disse...

Ou por aí, na Internet.

Em Portugal arranja-se, e no Brasil é aos pontapés... (nem tanto, mas vá, não é difícil de encontrar).

O verdadeiro super-juiz