Páginas

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

A nova ética do PS já não é a lei.

RR:

José Sócrates está sobretudo no seu direito de se defender e para se defender pode violar normas e regulamentos – é o que diz José Vera Jardim, antigo ministro da Justiça e habitual comentador da Renascença no programa Falar Claro.

Este antigo ministro do PS, advogado, defende agora a violação da lei para defesa dos arguidos. Apesar de a lei consagrar mais que garantias de defesa, verdadeiros bónus, ainda assim não chega, para certos indivíduos.
Se fossem outros, por exemplo os do BPN ou de qualquer outra famelga política adversa, isso já seria diferente e a lei seria para aplicar rigorosamente.
O PS não. Não está sujeito a essa coisa da legalidade estrita sempre que está em causa um dos seus.

20 comentários:

Floribundus disse...

a lei depende do desejo dos partidos que ganham as eleições

garantias totais, onus e desabonus

magistrados

'tudo são mitos e vultos
nesta avalanche perdidos'

J. R. disse...

Tal como aos orgãos de investigação criminal está vedado a infracção à Lei para apanhar os criminosos a estes a mesma conduta é vedada, são os princípios basicos na nossa organização judiciária, só se esta "gente" pensa que está nos U.S.A., e mesmo assim é esticar a corda demais, julgo que Portugal não é o faroeste ou outra qualquer ditadura (esquerda ou direita), anarquia, oligarquia, entre as demais que por esse mundo pululam e crescem como cogumelos.

jakim disse...

Este consegue ser bera e jardim à moda da Madeira, que ainda acumula com ser sócio do escritório do Costa, onde, pelos vistos, os processos da clientela são tratados à margem da lei.

foca disse...

O que pensará disto a ordem dos advogados?
Nos dias que correm até o Marinho Pinto parece um menino de coro!

S.T. disse...


O que pensará disto o Costa ?

Floribundus disse...

Dalai Lima

Soares admite que confundiu Sócrates com Edmundo Pedro.

o das 'edmundices'

Anjo disse...

Asquerosa e vil a defesa que o blogue do Seixas da Costa faz do 44! E o séquito de comentadores é digno de se lhe tirar o chapéu...

Ofende a inteligência de qualquer um ler o argumentário desta gente. Frequência obrigatória da cadeira de Pensamento Crítico em todas as Faculdades já! Não para estes lacaios, que sabem bem que papel desempenham e ao serviço do quê, mas para o povo, para que aprenda a terçar armas com os que tão vilmente lhe lançam areia para os olhos.

josé disse...

Qual é o blog desse Seixas que deu guarida logística ao 44 quando esteve em França?

josé disse...

Perguntem-lhe quantas vezes almoçou ou jantou com o 44 e onde...

Vitor disse...

Está a aparecer para a nomeação de MNE quando o tempo do Costa chegar

josé disse...

E pergumtem-lhe se conhecia o Descoings da Sciences Po e que apareceu morto num quarto de hotel em Nova Iorque...

Anjo disse...

É este:

http://duas-ou-tres.blogspot.pt/

O homem nem disfarça. Serventuário fidelíssimo... ele é ataque à privatização da TAP, ataques à magistratura, defesa das golden shares de má memória, etc. Em suma, infâmia maior não tenho visto, nem pelos blogues oficiais da maralha do 44...
Recomendo:
10 teses em letra de Twitter
O fim de semana de José Sócrates
Juízes e diplomatas
TAP

zazie disse...

Já lhe perguntei

":OP

majoMo disse...

Esse Seixas da Costa deu um tiro a um simpatizante do PSD, quando estavam na tropa - na altura do PREC...
A sua ideia de Justiça aplicou-a: não houve processo e foi para a sua interminável douta carreira diplomática; tem conhecimentos das sacanagens abrilinas que serão muito úteis ao 44...
[claro que não fala desse episódio no seu blogue...]

Maria disse...

O infeliz Descoings, dada a investigação minuciosa que andava a fazer por desconfiar sobre as verdadeiras qualificações de Sócrates que lhe poderiam dar (ou não) acesso a frequentar a prestigiada Sciences Po, pela sua insistência nessa procura, consequência da verticalidade que o caracterizava e de que não abdicava, tinha que ter os dias contados. Sócrates e a seita que o protegia e protege, estava em primeiro lugar. Enviaram-no para Nova Iorque numa missão qualquer com o fim de despistar o que lhe veio a suceder sem dar muito nas vistas e também mas não só, calar ràpidamente os eventuais acusadores.
Executá-lo em Paris dava demasiado nas vistas, embora os donos do mundo, por interposta maçonaria francesa, não tivessem quaisquer pruridos em fazê-lo em pleno Paris se tal lhes desse jeito, como sabemos de sobejo pelos crimes que eles cometem em qualquer cidade, vila ou lugar de qualquer país do mundo, assim tal contribua para atingir os fins diabólicos a que se proponham.
Pobre Descoings que não chegou a aperceber-se do Mal que o rodeava para poder precaver-se com antecipação do perigo real a que estava sujeito.
Se dúvidas houvesse quanto à protecção de que Sócrates beneficiava e da influência exercida sobre a Direcção daquela Instituição, bastaria pensar na pressão de Seixas da Costa e outros, sobre a mesma e das movimentações da maçonaria portuguesa junto da sua irmã francesa para o projecto do futuro 'filófoso' poder ter ido avante..., como efectivamente foi.

Maria disse...

"filósofo", naturalmente, embora filófoso não estaria nada mal empregado...

Anjo disse...

Extraordinário, Maria... capazes são eles. Desconhecia por completo a questão. Obrigada ao José e à Maria por no-la darem a conhecer. Estes tipos são a própria personificação do Mal.

Anjo disse...

O Seixas da Costa elimina os comentários incómodos. Não vejo lá nada sobre o assunto suscitado.

zazie disse...

Pois foi. Censurou tudo o que lhe perguntei.

Esta gente não interessa e estes blogues são sempre uma grande cretinice de tenda montada.

zazie disse...

A Maria delira

eheehe