Páginas

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Marcello Caetano sobre a História, Portugal e a Europa

Extraído do livrinho de Marcello Caetano, Ensaios pouco políticos, editado pela Verbo em data desconhecida, mas anterior a 1970, ficam algumas páginas de dois pequenos textos. Um, de Novembro de 1959, de um discurso proferido em Braga, durante o Congresso Histórico de Portugal Medievo.


Outro, de Agosto de 1964, num congresso europeu de...Enfermagem.

Depois da leitura poderá perguntar-se se foi depois desta data que Marcello perdeu a Fé ou a mesma não interferia com estas considerações políticas e ideológicas sobre a importância do Cristianismo na Europa. Alguém saberá a resposta?





Quantos políticos de hoje seriam capazes de produzir um discurso destes?

11 comentários:

Floribundus disse...

o lixo humano da politica usa e abusa diariamente de 'slogans massificadores' destinados a integrar os indivíduos em rebanhos de cordeiros a caminho do matadouro

tó monhé usa os carimbos da internacional cada vez mais desgastados e imperceptíveis

Floribundus disse...

num momento em que aproxima o saque no pinhal da Azambuja
leio sobre o banditismo social e politico actual

Bandidos de Hobsbawm em edição brasileiro

Neyhlup Josand disse...

Este posto tem um problema muito grave...

Neyhlup Josand disse...

O problema é que o José devia ter feito um favor aos seus leitores e ter continuado a digitalizar o resto da publicação :).

Não sei se o José já leu o Rodney Stark mas ele defende a superioridade europeia na História baseada exactamente no Cristianismo e na crença num Deus Racional como é o cristão. Será que ele leu o Marcello Caetano ? ;)

Neyhlup Josand disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Neyhlup Josand disse...

Errata: onde se lê posto deve ler-se post

Neyhlup Josand disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José disse...

Amanhã.

Neyhlup Josand disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anjo disse...

Concordo com Josand relativamente aos defeitos do post.

Precisamos destas leituras e de ter acesso a estes pontos de vista.

josé disse...

Já está.