Páginas

domingo, 11 de outubro de 2015

A pasquinada do professor Arons

Este pequeno artigo de Arons de Carvalho, fundador do PS, professor doutorado  em ciências da comunicação, "autor de sete livros, três deles em co-autoria", no Público de hoje,  é um estendal de sectarismo atávico que inquina qualquer debate. E esse sectarismo é típico de quem nunca se libertou das amarras politico-partidárias. Desde sempre.
Arons era jornalista do República quando a extrema-esquerda e o PCP lutavam nas salas de máquinas pelo controlo do jornal e foi representante do PS na elaboração da primeira lei de imprensa pos-25 de Abril 74. 
Arons é de uma esquerda que aceita coligações com o PCP e está tudo dito.


Ao ler esta autêntica pasquinada deve concluir-se que o professor doutor Arons é pessoa completamente desqualificada para ensinar comunicação seja a quem for porque incapaz de olhar para a realidade mediática que temos e fazer uma análise isenta, imparcial e objectiva. 


3 comentários:

BELIAL disse...

Um emplastro com pedigree.

Abata ao efectivo!

Floribundus disse...

este carvalho aos 40 ainda presidia à js. ainda o tratavam por menino

todos estes comunas disfarçados se empoleiraram em lugares de destaque

Bic Laranja disse...

Este Carvalho é acordita.