Páginas

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Varoufakis, o esquerdista típico

Observador:

Faz o que eu digo, não faças o que eu faço,” é o ditado que parece aplicar-se a Yanis Varoufakis. O ex-ministro das Finanças gregas, que acusou vários países e credores de beneficiarem da crise grega é, por sua vez, criticado pelo semanário helénico Proto Thema por estar a rentabilizar o seu currículo de ex-governante.
“O homem que contribuiu para a catástrofe da economia grega ao obstruir as conversações com os credores internacionais e que levou o país a introduzir controlo de capitais está a ganhar rios de dinheiro”, escreveu o Proto Thema refere o Telegraph.
Varoufakis cobra 60 mil dólares (cerca de 54,4 mil euros) para discursar num país fora da Europa e 5 mil dólares (cerca de 4 mil e 500 euros) por uma comunicação num país europeu. Por uma aula numa universidade, o economista e ex-professor universitário recebe 1. 500 dólares (cerca de 1.400 euros)
.

Varoufakis não faz mais do que um bom naipe de esquerdistas famosos, mesmo os da "terceira via", como Blair: capitaliza ao criticar o capitalismo. Ganha, cuspindo na sopa. Moral, nisto? Não têm. Estes indivíduos estão sempre acima da moral. Por isso é que o caviar lhes assenta tão bem.

Além disso seria interessante saber se recebeu alguma coisa pela sua deslocação recente ao CES de Coimbra, onde proferiu conferência contra "os mercados"...e quem pagou. Se fomos nós, do erário público, ou foi custeada pelos anti-mercados ou até pelos mercados paralelos.

12 comentários:

Floribundus disse...

dizia-se no moribundo Alentejo
'nunca cagues onde comes'

Anjo disse...

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/correio-da-manha-proibido-de-dar-noticias-sobre-processo-de-socrates-1712564

Cito:

"Proibir cada um dos requeridos de editarem, publicarem ou divulgarem, incluindo através de outros jornalistas do Grupo Cofina, por qualquer modo, em suporte de papel, em suporte electrónico, em suporte sonoro, em suporte radiofónico, em suporte televisivo, por transcrição directa ou por qualquer outro modo indirecto, o teor de quaisquer elementos de prova constantes do Inquérito n.º 122/13.8TELSB, que corre termos no DCIAP de Lisboa e em que o requerente é arguido, designadamente (mas não exclusivamente), despachos e promoções do Ministério Público, documentos, despachos, decisões das autoridades judiciárias competentes e transcrições ou o teor de conversas alvo de intercepções telefónicas, através de qualquer um dos seguintes meios de comunicação social."

O tribunal determina ainda que "sejam retirados de circulação pela Cofina Media, SA e entregues neste tribunal, no prazo de três dias, todos os exemplares de qualquer edição impressa do jornal Correio da Manhã que contenham quaisquer elementos de prova constantes do inquérito" em que José Sócrates é arguido."


Virão buscar também os recortes que tenho em casa?

Dá vontade de agir contra a podridão! O POVO (como nos EUA) não pode interpor contra-providência cautelar para impedir que os atentados ao Estado de Direito sejam conhecidos? Não há direito de resistência, de desobediência?

Também podemos organizar-nos em tipografias clandestinas e imprimir folhetos, mostrando-lhes o que pensamos da censura que promovem! Bandidos merdosos!!!!

Desculpe o desabafo, José! Não se arranja um grupo de juristas capazes de alguma coisa?

Anjo disse...

Ah, bolas! Vi agora que o post abaixo era sobre este assunto!

josé disse...

Só legitimam que quem nisso tenha interesse, possa accionar providências preventivas contra as conferências de imprensa dos advogados de defesa e outras manifestações de opinião em lugares públicos relativamente ao processo.

Bora lá.

zazie disse...

Pois é. Também fiquei a pensar quem pagou a ida ao CES

João José Horta Nobre disse...

"Além disso seria interessante saber se recebeu alguma coisa pela sua deslocação recente ao CES de Coimbra, onde proferiu conferência contra "os mercados"...e quem pagou. Se fomos nós, do erário público, ou foi custeada pelos anti-mercados ou até pelos mercados paralelos."

Eu já o disse em ocasiões anteriores e repito: o CES é um órgão de propaganda neo-marxista financiado com dinheiros públicos.

O "imperador" lá do sítio, o absolutamente execrável Boaventura Sousa Santos é das pessoas mais intolerantes que eu conheci em toda a minha vida. Quem não alinhar com a "cassette" esquerdóide ali propagandeada, é rapidamente corrido do CES e não existe qualquer pensamento alternativo.

Divulguei com uma imagem (espero que o josé não se importe, mas se não for o caso, diga que eu retiro a imagem):

http://historiamaximus.blogspot.pt/2015/10/varoufakis-o-esquerdista-tipico.html

José disse...

Esteja à vontade porque isto aqui não cobra direitos a ninguém nem fica a dever porque cita as fontes e o material colocado é original pelo qual paguei no devido tempo.

Kaiser Soze disse...

Qdo vejo coisas destas lembro-me do RAP e da sua defesa ao Comunismo.
Devia ter uma vida profissional de sonho se lhe dessem o que pede...

josé disse...

RAP? É a mesma merda.

Kaiser Soze disse...

...para pior.

Adelino Ferreira disse...

José, e este:

http://observador.pt/2015/10/28/durao-barroso-acumula-22-cargos-apos-a-comissao/

zazie disse...

É pá, isso pode ser fuçanguice mas tem algo de ilegal ou rouba o povo à conta do mesmo?

V.s parece que gostam é de ser roubados pelos bons dos v.s filhos-da-puta e confundem o que é privado com o que é uso do cargo para o qual foi eleito para sacar, controlar e ficar ficar milionário.