Páginas

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

As balelas do fossilizado Arménio colam sempre


Uma política baseada na perspectiva dos cortes – nos salários, nas pensões, nos direitos – que acentuou as desigualdades, a exploração e o empobrecimento”, é desta forma que Arménio Carlos, líder da CGTP, em entrevista ao Notícias ao Minuto, descreve os últimos anos, desde a entrada na troika.
Vivemos um período de evolução, positiva, na opinião do líder sindicalista, uma vez que deixámos um governo que fazia “tudo contra os trabalhadores” e “tudo a favor das entidades patronais”, para um que tem apostado na “reposição dos direitos”.

Este discurso do comunista da CGTP cola sempre no ouvido de quem gosta de ouvir lérias políticas. A Venezuela, país em que os trabalhadores estão no poder nem sequer lhes serve de exemplo...e muito menos ao jornalismo caseiro. 
O simplismo de análise comunista sempre foi o melhor trunfo para os votos na esquerda. Acaba sempre por sobrar uma maioria, mesmo relativa que acredita piamente nestas balelas.

1 comentário:

lusitânea disse...

Mas rumamos aos tempos em que os capitalistas chineses ensinarão convenientemente o que é sindicalismo do bom...
O homem das cortiças há muito tempo que sabe como é...