Páginas

terça-feira, 20 de setembro de 2016

A filha do pirata não tem perna de pau

A deputada Mariana Mortágua tem 30 anos e é uma das herdeiras serôdias de um PREC que se julgava morto e enterrado algures no tempo em que a mesma nasceu,  depois das FP25 terem sido desmanteladas, com um rasto de uma dúzia de mortos à ilharga ideológica. 

A filha do velho pirata Mortágua comunga dos mesmos ideais de antanho e por isso recupera velhos temas sobre a "igualdade" e a luta política para lá chegar. Agora tem sido no Parlamento em parceria com a Geringonça, porque a memória histórica é curta e há pouco quem conte essa História às crianças e a lembre ao povo.

A filha do velho pirata é por isso uma militante de  um neo-prec que procura retomar as ideias passadas dos gloriosos anos do  tempo em que "tudo era possível", mesmo as bancarrotas sucessivas, fruto natural dessa ideia peregrina.

Não é mistério algum que o BE onde milita tem uma ideologia inequívoca, segundo o seu pregador mais em voga, Francisco Louçã:

  "O BE é um movimento socialista ( diferenciado da noção social-democrata, entenda-se-nota minha) e desse ponto de vista pretende uma revolução profunda na sociedade portuguesa. O socialismo é uma crítica profunda que pretende substituir o capitalismo por uma forma de democracia social. A diferença é que o socialismo foi visto, por causa da experiência soviética, como a estatização de todas as relações sociais. E isso é inaceitável. Uma é que os meios de produção fundamentais e de regulação da vida económica sejam democratizados ( atenção que o termo não tem equivalente semântico no ocidente e significa colectivização-nota minha) em igualdade de oportunidade pelas pessoas. Outra é que a arte, a cultura e as escolhas de vida possam ser impostas por um Estado ( é esta a denúncia mais grave contra as posições ideológicas do PCP- nota minha). (...) É preciso partir muita pedra e em Portugal é difícil. Custa mas temos de o fazer com convicção."

Há 40 anos, em finais de 1976, um dos cantores do PREC, Júlio Pereira, publicava um álbum de canções pop, notável e que se chama Fernandinho vai ao vinho.

Um dos temas  é bem explícito da utopia que os anima, desde sempre: a ideia de igualdade associada a luta de classes. Tal e qual o que a filha do velho pirata defende no seu íntimo revolucionário de reminiscências paternas.

O refrão da cançoneta "Quando o medo é confessado" ( não foi a fuga ao medo o que a mesma apelou, junto de um PS desmemoriado?)

"Foi contigo que aprendi 
que modificar as coisas
Ou que transformar a vida
Acontece de verdade
quando se sente no peito
aquilo que não se sabe
o que é e donde vem,
mas dá força e coragem 
para poder gritar aos homens,
aos que vivem na mentira
aos que vivem sem viver
que a luta pela igualdade
é o que me faz viver"



8 comentários:

Floribundus disse...

'mudaram as moscas'
diria Brito Camacho

da republica escreveu Fialho
'bacanal de percevejos numa enxerga podre'

a maioria dos nativos adora viver na bosta

joserui disse...

Segundo leio no Observador, diz a senhora que "do ponto de vista prático, a primeira coisa que temos de fazer é perder a vergonha de ir buscar a quem está a acumular dinheiro” e o PS aplaude (literalmente)?
Vergonha nunca tiveram nenhuma nesta quadrilha, por onde passam só destroem e o Costa devia ser julgado pelo que está a fazer ao país, mas não, parece que o povo gosta… -- JRF

formatted error free disse...

Essa gente deveria fazer um estágio numa empresa qualquer de vão de escada só para saber o que custa pagar salários

João José Horta Nobre disse...

O esquerdalhume nunca passou de uma corja de assassinos sem lei, nem Pátria:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/02/enfiar-balas-em-nucas-e-fixe-pa-desde.html

Floribundus disse...

esgoto a CEO aberto

'enquanto estivermos na bosta, nunca faças piu piu'

Ricciardi disse...

https://m.youtube.com/watch?v=mqTCnq__JtY&feature=youtu.be
.
Perante isto, eu pergunto onde está a diferença entre a Mortágua e o Coelho.
.
Rb

Josephvs disse...

What Today’s Christians Can Learn From Antiquity About Living In A Pagan World

http://thefederalist.com/2016/09/20/what-todays-christians-can-learn-from-antiquity-about-living-in-a-pagan-world/


DID THE FAMOUS SAILOR SEXUALLY ASSAULT THE FAMOUS NURSE?

http://www.frontpagemag.com/fpm/264255/did-famous-sailor-sexually-assault-famous-nurse-dennis-prager

Santos disse...

A filha do pirata deveria ler estes comentários e pensar em quem lhe paga para ela ter o rabinho na AR, antes de abrir aquela boca:

https://www.noticiasaominuto.com/pais/655598/a-resposta-viral-de-cristina-acumuladora-de-dinheiro