sábado, 17 de fevereiro de 2018

por que non te callas?

Cavaco Silva decidiu ser entrevistado pelo Expresso, o que revela logo o parolismo habitual de quem nunca saiu do logradouro mirrado da intelectualidade.

Falou, falou, sobre assuntos da sua especialidade e para dizer essencialmente que não deita foguetes por causa dos números recentes do INE e que deveríamos aproveitar este período de vacas gordas para endireitar as contas. É meritório este aviso, de quem sabe de Economia ( embora seja ciência oculta) e Rui Rio também sabe disso. Aliás, Cavaco Silva já em períodos anteriores, desde há décadas que tem feito esse papel e no tempo do salafrário Sócrates que andou a pôr estádio de futebol em tudo quanto é sítio, avisou para a desmesura e desperdício. Ninguém lhe ligou e tinha obviamente razão.

Não obstante esses avisos agora repetidos e que são os mais importantes da entrevista,  o que faz a cretinice habitual do Expresso? Destaca uma pequena frase assassina que Cavaco nunca deveria ter dito, porque anunciou que se reservava a esse propósito e acaba de cair no erro que critica a quem cometeu a "gaffe": marcar politicamente o cargo da PGR e assumir um dos lados. O pior que poderia fazer.

Sobre a Justiça disse isto:



Cavaco Silva escolheu Joana Marques Vidal "à primeira", ao contrário de Pinto Monteiro que foi terceira escolha e só depois de Souto Moura ter dito que não queria ser reconduzido.
  Não esconde o agrado que o desempenho da actual PGR lhe tem causado, mas precisamente por  ter escolhido e nas presentes circunstâncias não devia ter falado no assunto. Tramou-se na reserva sempre misteriosa com que procurou enroupar as decisões que tomou.

Cavaco tem um momento definidor de quem é: quando foi ao hospital do Algarve, salvo o erro em visita oficial e um palerma de um porteiro lhe pediu a identificação. Em vez de ignorar o imbecil e lhe passar um raspanete na hora, ensinando-lhe o que diz a lei, encolheu-se e participou disciplinarmente do mesmo.
 Forte com os fracos e fraco com os fortes, sempre me pareceu.

42 comentários:

Floribundus disse...

o sr Silva
deixou o rectângulo a flutuar

deve olhar para o dia de hoje com desconforto igual ao meu

Carlos Faria disse...

Felizmente vivemos em democracia, onde, apesar de estar começar a imperar a censura do politicamente correto, ainda um ex-presidente que acabou com a popularidade em baixo pode dar entrevistas, independentemente delas saírem banalidades, asneiras ou ideias pertinentes.
O homem quer falar, há quem o queira ouvir... ainda bem, a livre expressão afinal sobrevive, para descontentamento de alguns.

josé disse...

Não é a questão da liberdade de expressão. É a oportunidade de dizer certas coisas...que são contraproducentes ao próprio discurso que enuncia.

francisco júnior disse...

Site de divulgação Enviar links - www.waaap.net

Floribundus disse...

o puliticamente cu recto
da isquerda caviar e dos hamburguers

balança a pança

apesar da mortandade

e retira os valores à condição humana

principalmente a sua LIBERDADE

a meu ver não há alturas impróprias para dizer seja o que for

'-posso dizer o que acho?
-sim! mas fala bacho!'

Floribundus disse...

por e pela LIBERDADE
em Gabriel Marcel

La búsqueda de un sentido en la vida humana empapa los innúmeros anaqueles de la biblioteca de la Filosofía Universal. De algún modo u otro, todo filósofo ha pretendido entender al hombre y su ubicación en el mundo, aún cuando por momentos ciertos discursos parezcan estar en un mundo paralelo y escindido de nuestro cotidiano vivir

Luis Teixeira disse...

A Economia não é ciência oculta.O problema é quando os Economistas querem ser políticos.Basta ver que o Forum da Competividade acertou no crescimento deste ano,ou os vários estudos que explicam bem como é a Economia.

josé disse...

É sempre ciência oculta quando se propõe prever tendências e resultados, tendo em consideração variáveis que nunca pode dominar.

É adivinhação pura, como diriam os brasucas.

josé disse...

Por isso é que se enganaram os que previam antecipadamente o regresso do diabo em figura de bancarrota, para ontem.

Pode ser mas ainda vai demorar um pouco mais...

josé disse...

Alguém conseguiu prever o boom turístico com precisão? Alguém acertou em cheio nas previsões sobre exportações? Como, se tal depende do exterior?

Luis Teixeira disse...

Eu sou Economista e a ciência econômica e mais do que previsões.Tem um corpo teórico muito mais vasto,que abrange desde a compreensão da formação de preços ate decisões do dia a dia.Quanto ao diabo e as previsões,muitas delas não são Economia,são políticas.Se os Economistaa usarem as ferramentas já apresentam previsões muito próximas do real. Portanto não confunda a ciência Economia com Políticos.Mais a Economia Portuguesa e de ciclos de 10 anos,a próxima crise será em 2022/23.

Luis Teixeira disse...

Desculpem os erros,mas estou a escrever de um telemóvel...

josé disse...

Quem confunde não sou eu...e dizer que a Economia é uma ciência é o mesmo que dizer que a astrologia também o é. Ou quase.

josé disse...

Evidentemente tudo cum grano salis. As ciências humanas são mesmo assim: imprevisíveis, às vezes no essencial.

zazie disse...

Dizia-se que o Cavaco estava alzheimarado; pelos vistos andou foi a fazer-se de morto.

AAA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AAA disse...

O Cavaco foi uma desilusão com o Sócrates. Viabilizou-lhe todas as asneiras relacionadas com decisões importantes do seu governo. Todas. Era um palhaço naquele tempo. Por isso já não votei nele na segunda volta. E vem agora dizer que o melhor que fez como presidente foi vetar o estatuto dos açores, ou coisa parecida, que nem fixei bem. Que pobreza!

joserui disse...

Hehehe… ciência oculta é dar mau nome às ciências ocultas. Não é ciência nenhuma. Está a par da sociologia e outras tretas. Depois de 2008 caiu a máscara. Mas completamente. Os economistas aparecem a perorar umas inanidades, mas se percebessem alguma coisa do assunto estavam todos milionários. Como o judeu Robert Mercer… com os algoritmos… mas esse não é economista, é "a brilliant computer scientist". Cum grano salis!

zazie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zazie disse...

Os economistas são tipos de letras sem préstimo para leis, filosofias ou literaturas e gente de ciências que é fracalhota a matemática.

josé disse...

São híbridos na formação, com um déficit ( esta é boa...)de razão cinetífica.

Manuel Figueiredo disse...

Nao foi em visita oficial. Se não estou em erro, ia visitar o pai que estava internado. Face à situação, fez bem em participar do artista. Ou devia ter dito à segurança pessoal para dar um chega para lá ao engraçadinho?

zazie disse...

Sim- devia ter dito para o tipo não se armar em besta.

Na qualidade de Homem e não de um homenzinho acobardado e traiçoeiro, prepotente com os fracos e falso.

zazie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zazie disse...

E não era pedir à segurança pessoal para mandar "chegar para lá o cretino". Era chegar-se à frente do cretino e dizer-lhe para não se armar em besta.

Um Homem é isto que faz- antes de ir pelas costas, cobardemente, denunciar em tribunal um palermita, por uma coisa palerma e inofensiva, mostra-lhe, cara a cara, a palermice.

Só que o Cavaco sempre foi um poltrão e um falso.

zazie disse...

Os tipos, quando andam em campanha para o voto, sabem chegar-se ao povo, com beijinhos e palermices, como se fosse tudo igual e da família.

Não é depois de estarem no poleiro e numa situação absolutamente superior, que se devem lembrar do status e nem se aproximarem do mesmo povo, com medo de pegarem doença.

É a tal cena da "Autoridade". A Autoridade não é ignorar hieraquias e andar de jeans para parecer tudo tu-cá tu-lá. É do alto da hierarquia saber lidar com todos.

O Cavaco é bimbo. Sempre foi bimbo e com esta entrevista voltou a demonstrar a boçalidade natural. Abriu demasiado a bocarra para mostar que o pão-de-ló até escolha dele.

Luis Teixeira disse...

Vai para aqui um vero "azedume" aos Economistas,que espero que não seja um trauma na altura em que optaram pelo curso superior.Primeiro a Economia tem bastante matemática,menos que as engenharias é certo,mas muito muitas ciências sociais e algumas naturais. Depois a Filosofia e o Direito também são ensinados.Quanto as previsões são falíveis,mas o que vemos publicado e noticiado não são previsões Econômicas mas Políticas.por fim,não da para enriquecer,mas as profissões exercicidas pelos Economistas,são das mais bem paga,sendo o seu valor na organização,gestão e controlo das organizações, um importante contribuiria para o bem estar presente.basta ver que o Salazar apesar de Jurista,acabou por tirar um Doutoramento em Economia Política.

Luis Teixeira disse...

E mais uma vez,desculpem os erros,mas ainda me estou a habituar a escrever no meu telemóvel novo...

zazie disse...

Não é azedume- é perspicácia.

Podia-lhe fazer o retrato de outros "talentos" que dão acesso a licenciaturas superiores que depois passam por "conhexcimentos específicos, todos altamente científicos.

Como dizia o Gombrich, há muitas que apenas servem para ao menos se saber quais as prateleiras onde estão os livros.

zazie disse...

Os nossos economistas mais vip ou estão enfiados nos partidos ou, sendo estrangeirados são os "intelectuais rocócó"- como lhes chamava o Tom Wolfe e que graças ao José pude ler.

São os tais especialistas naquelas causas todas de feminismo e anti-machismo e patrulha de racismo, xenofobia e mais fobias quejandas, em croniquetas de modas & bordados.

Economicamente sabem que o Passos Coelho e a Direita é a culpada de tudo. Antes do Passos era a Direita do outro e a causa de tudo é a pesada herança do "fassismo" que tornou miserável este país.


Tem aí exemplo de economista da cubata a preletar isto mesmo.

zazie disse...

Não há nenhuma grande empresa estrangeira, seja na City seja em Wall Street que se lembre de contratar um economista para tratar da economia.

Porque só sabem falar. Nem um modelo eram capazes de entender, quanto mais fazer.

zazie disse...

É claro que por cá falam e têm tachos. Mas isto é terceiro-mundista.

O que anda por aí a preletar, nem em Angola se safou. Foi à falência. Agora é mais uma viúva socretina que diz que anda à procura de sírios para adoptar e lhe fazerem a jardinagem da propriedade que herdou.

Mas é economista- e trabalhou em banco- diz que até tinha uma divisão da casa só para guardar as prendas- o quarto das prendas- E que isto é que é natural e quem disser o contrário não teve berço e é um invejoso.

zazie disse...

E não estou a dizer (nem o José o disse) que a licenciatura em economia, o u MBA ou coisa assim, é totalmente inútil.

Não será. Mas era bom que percebessem que é coisa de humanidades e não existem as tais previsões totalmente verdadeiras e científicas- a tal infra-estrutura económica neotonta e marxista que tenha leis e que saibam prever melhor com elas o que vai acontecer à economia de um país que algum jardineiro, pelo reumático- a metereologia.

josé disse...

Ora bem. É sempre melhor que para ministro da Economia e Finanças se escolha alguém que saiba fazer contas e ler balanços de empresas. Ou seja, técnica contabilística e fiscal que dantes se aprendia nas escolas secundárias comerciais. Há 44 anos, mais ou menos que isso acabou por causa da "igualdade" que um economista qualquer ( et pour cause) se lembrou de impor numa reforma do Ensino da época.

Nas empresas os economistas também convêm que saibam contabilidade e perceber quando as contas estão no vermelho ou a aproximar-se.

Quanto a saber porquê, há uns crentes que acham que os economistas sabem melhor. E esse é o erro...

josé disse...

O problema dos Economistas é curioso: como estudam Direito, mas pouco, nem Direito sabem. Como estudam Filosofia mas pouco, nem Filosofia sabem.
No entanto julgam que já são mestres nessas matérias o que é outro erro fatal. E se forem pedantes ou burros, pior ainda.

zazie disse...

Exactamente.

E é por causa desses défices que a pedantice aparece e nem precisa de prestar contas.

joserui disse...

Há um economista, não vou dizer nomes, mas é o Pedro Arroja, que julga que é o maior filósofo depois de Sócrates — para azar dele, toda gente está convencida que o Sócrates é o 44.

joserui disse...

Luis Teixeira não há azedume, é uma classe que sabe pouco, mas julga que foi iluminada pelo divino. O divino mercado, quero dizer. E têm uns tiques que me tiram do sério e que obviamente o José já mencionou: muitos são pedantes *e* burros. Mas lembre-se: Cum grano salis! :)

Luis Teixeira disse...

Existem n empresas na city a contratar Economistas,ou a título individual ou Empresas por eles constituídas.A contabilidade tem evoluído muito e com um grau de complexidade grande.Quanto a filosofia e o direito não são a base da Economia,sendo a matemática a sua base.Na Economia não há leis,mas sim modelos e teorias fundamentadas em modelos matemáticos. E as previsões são cada vez menores.

josé disse...

Existem n empresas na city a contratar Economistas,ou a título individual ou Empresas por eles constituídas.A contabilidade tem evoluído muito.

A City quer ganhar dinheiro. Para isso contrata técnicos. Não filósofos. Mas devia contratar filósofos, embora diferentes do José Gil ou do Eduardo Lourenço.

josé disse...

Por exemplo, Vítor Constâncio, um economista que foi marxista e estudou Economia nesse tempo.

Saberá gerir um orçamento familiar?

joserui disse...

Ahahah… sabe, o da família dos outros. Mas isso é tique da esquerda, não necessariamente dos economistas. Às vezes acumulam, é uma tragédia!

Um artigo obsceno de Rui Patrício