sexta-feira, 2 de março de 2018

Os fretes do jornalismo ao poder

O Público dirigido por Dinis, Dinis alguém assim quis, ontem, publicou uma entrevista com o antigo PGR, o juiz jubilado Pinto Monteiro.

Hoje, os demais jornais dão conta da reacção de alguns visados à entrevista, mormente os magistrados do MºPº insultados na mesma pelo despeitado Pinto Monteiro.

O que faz o Público? Nem uma linha a dar conta do assunto. Não tiveram tempo de os ouvir...

O CM, nesta crónica de Eduardo Dâmaso dá conta do que se passa, com este género de atitudes que cheiram a frete jornalístico: há um campanha em marcha para alterar  o que é hoje o MºPº e as entrevistas tipo Público fazem parte da mesma, queiram ou não os seus mentores. Objectivamente, o que parece, é.


7 comentários:

Ricciardi disse...

A malta do CM sentiu o negócio em perigo?

É provável. Quem beneficia ardentemente com as fugas de informação não pode ficar satisfeito por ouvir um ex-pgr colocar o dedo na ferida.
.
Eu compreendo a atitude do Eduardo. Mexer no que está quieto cria desassossego. Nas direções e nos acionistas. Apesar que os accionistas tem fonte inesgotável de dinheiro. Se faz falta o graveto ele virá das África e via Panamá.
.
Se eu fosse diretor do jornal também ficava furioso. Com os canais tão bem lubrificsdos, com informação previligiada tão fresqyinha e pronta a servir quem não se sentiria mal se aparecesse por ai um tipo, ainda por cima em jornal da concorrência, a falar sobre o assunto.?
.
Valha-me Deus. O que funciona bem não deve ser bulido.
.
Rb

Ricciardi disse...

Uma palavra de apreço ao juiz Carlos Alexandre que algumas vezes critiquei. Esta na frente de batalha num processo da celtejo em defesa dum conterrâneo. Muito bem. Ate na justificação que deu. Se o processo Marques o trouxe para a ribalta mediática, aproveitar a notoriedade para defender o Bem parece-me digno.
.
Mais algumas iniciativas destas é até consegue fazer esquecer a imbecilidade argumentativa que estabeleceu para prender um ex pm durante um ano que, alias, o tempo se encarregou de demonstrar serem estapafúrdios. Nem o homem fugiu depois de ser solto, nem havia perigo algum de continuação da alegada actividade criminosa.
.
Rb

francisco disse...

para completar a ideia do José numas postagens abaixo "Algum deles é crente em Deus e católico? A Direita portuguesa precisa dessa referência, sob pena de se abastardar." e que o Zephyrus completou bem na necessidade de ser praticante, nos pensamentos e acções, cumprindo o que está nos Evangelhos e no Catecismo e destruir o Estado do aventalinho de cozinha.

alguns links para ajudar a perceber o porquê dessa necessidade:
excelente diagnóstico e sugestões de um cardeal: http://www.tertio.be/magazines/942/artikels/transcriptie%20van%20het%20franstalige%20interview%20met%20kardinaal%20robert%20sarah
je perçois bien qu’affleure dans les pays occidentaux une prise de conscience que le matérialisme et l’hédonisme, comme je le disais précédemment, ne peuvent pas rendre l’homme heureux. Ils ne qualifient pas notre humanité. Ils la démolissent et l’humilient en lui imposant des comportements moraux indignes d’un être humain. Ils méprisent les valeurs humaines, religieuses et morales, et réduisent la personne humaine en objet de plaisir ou de commerce. Des chrétiens, de plus en plus nombreux, avec tous ces hommes et femmes de bonne volonté qui désirent promouvoir des valeurs authentiques de paix et de respect de la vie et de la nature, se mobilisent, souvent discrètement, pour exiger des pouvoirs publics la promotion de la famille en tant qu’élément essentiel et incontournable d’humanisation, de socialisation et d’élévation de la dignité des jeunes générations

« Dieu ou rien » : je ne renie nullement le titre de cet ouvrage qui montre bien que l’homme s’est toujours trouvé face à une alternative dont dépend son destin éternel, et cela est encore plus vrai à notre époque, car il ne s’agit pas seulement de chaque être humain, mais de l’avenir même de l’humanité

Dois pontos importantes que estão ligados a esta ideia:
https://www.lifesitenews.com/news/cardinal-sarah-reverent-liturgy-is-essential-to-fighting-the-culture-of-dea

TOWARDS AN AUTHENTIC IMPLEMENTATION OF SACROSANCTUM CONCILIUM

outro ponto onde somos/fomos levados: http://lanuovabq.it/it/bisogna-ripensare-il-modo-di-distribuire-la-comunione
neste link tem alguns pormenores que é importante conhecer para não sermos levados: http://latincatholic.tripod.com/id7.html

o materialismo, o modernismo, a teologia da libertação, etc. estão associadas a esse "aventalinho de cozinha" de mãos dadas ao marxismo.

Hugo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hugo disse...

Engraçado. Basta mexer na merda, neste caso adicionar substância a dita cuja, que as moscas voltam em frenesim. Mau sinal para o país. Agora sim, esta tudo instalado, ou melhor, está consumado. Uma tragédia se avizinha.

Floribundus disse...

Passos perdido

em momento chave

'depois de mim virá, quem bom me fará'

agradeçam as mais variadas moscas
PR
Rio
...

joserui disse...

O pasquim da sonae é uma coisa sem explicação. Supostamente independente, pago por uma corporação, os fretes ao poder explícito e implícito são a sua raison d'être… em vez de escrutínio, é o baixar as calças permanente — mais as causas. O quarto poder, devia ser o o quarto de dormir.

O CM arrasa um juiz do TCIC