terça-feira, 20 de novembro de 2018

O respeito judiciário é assim...

A CMTV, uma instância para-judiciária em Portugal, actualmente, com os seus para-procuradores, para-juízes e para-polícias, publicou o video do interrogatório de um arguido no processo do terrorismo dos cachaços de Alcochete. Em violação de segredo de justiça, naturalmente.

Ouçam a procuradora do processo a interrogar um dos arguidos, em video...quase nem permite o arguido falar; acusa por factos de que já está convencida; imputa crimes que ainda nem estão provados, etc etc etc. É isto o Ministério Público que temos ou apenas uma grande vergonha para quem julga que isto não deveria ser possível?

Vai continuar, isto?!

Sem comentários: