terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Estão a ver este pacóvio?





É humorista.

Escreveu esta peça:

Há um novo super-herói na cidade. Na cidade do Porto, mais especificamente no Tribunal da Relação. Chama-se Cianeto de Moura, metade juiz, metade fada dos agressores, e envenena acórdãos e sentenças.

Cara besta, está a contas com um caso de violência doméstica em que é claramente o culpado e deveria pagar pelo que fez? Não se preocupe, temos a solução para si. Quem é que vamos chamar? Cianeto de Moura! Não interessa quão grunho você é, para Cianeto de Moura, todo e qualquer comportamento violento é perfeitamente desculpável!

Cianeto de Moura, desta vez, entrou em ação num caso de um eletricista que, depois de vários anos de agressões, rebentou o tímpano ao soco à mulher. Sim, ao soco, não foi através da reprodução da discografia de Conan Osíris. Foi ao soco. Depois do caso de 2017, da moca de pregos, que valeu uma pesada advertência a Cianeto de Moura, poucos acreditavam que conseguisse erguer-se e voltar a pôr vítimas de violência doméstica em perigo. Mas Cianeto surpreendeu tudo e todos!


Alguém se riu? Eu ri-me: do pacóvio que a escreveu.  Mas é um riso amarelo. O gajo ganha dinheiro com esta bosta, no Sapo. 

Sem comentários: