quarta-feira, 17 de abril de 2019

A morte lenta, inexorável da Global Media de Proença de Carvalho


Observador:

Victor Ribeiro, presidente executivo (CEO) do grupo Global Media, apresentou esta terça-feira a demissão do cargo, segundo avançou o Ecoe confirmou o Observador. Os trabalhadores do grupo de comunicação — que integra o Diário de Notícias, o Jornal de Notícias, a TSF e O Jogo — receberam um comunicado ao início da noite a confirmar a informação.

A saída de Victor Ribeiro surge menos de dois meses depois de o Expresso ter noticiado que o grupo ia avançar de novo para um despedimento coletivo que podia eliminar até 100 postos de trabalho. Esse mesmo despedimento estaria apenas dependente da luz verde da banca.

(...)

No biénio 2016/17, o grupo acumulou perdas de cerca de 9 milhões de euros, que ainda terão piorado em 2018. Os sinais não eram os melhores nos últimos tempos. Ao contrário do habitual, os trabalhadores da Global não receberam o subsídio de Natal no final de novembro, mas apenas em dezembro.

Até quando vai durar esta agonia sem ? Até que o dinheiro acumulado e colocado a bom recato se esgote. Não deve faltar muito...


Proença de Carvalho vai ficar para a história destes media como o autor da destruição do património do Diário de Notícias.

Sem comentários: