quinta-feira, fevereiro 02, 2023

Educação escolar tipo PS: um crime contra Portugal.

 Público de hoje, onde se retrata um país esquizofrénico dentro do mesmo Governo. O ministro da Educação, o inenarrável João Costa, quer acabar com os exames no Secundário para se mostrar lá fora que continuamos a ter a geração mais bem preparada de sempre; e a ministra do Ensino Superior que pensa exactamente o contrário e por isso quer obrigar os alunos do Secundário a prepararem-se para três exames pelo menos, antes de entrarem em qualquer universidade. 

Um deles, a Português, porque sabe muito bem qual o grau deplorável de conhecimentos que os alunos mostram a redigir documentos. Triste. Lamentável. Trágico. Um crime.


Ontem no Negócios aparecia uma entrevista extensa ao actual CEO do grupo Mota-Engil, um familiar do fundador, com 44 anos e que simplesmente declara que "a médio prazo é preciso ter centros de formação. As escolas técnicas já não existem, desbaratámos esse modelo"

Desbaratámos é um modo de dizer. Quem desbaratou foram governos do PS ( Rui Grácio e quejandos), com a mania da igualdade herdada do comunismo e que acabaram por prejudicar os mais pobres. 

Hoje, a ideia é ainda mais perversa, mas as razões são similares...



Sem comentários:

Megaprocessos...quem os quer?