quinta-feira, 1 de novembro de 2018

O Governo empenhado na luta contra a corrupção

CM de hoje:


O Governo português não tem interesse nenhum em combater a sério a corrupção. Sabem muito bem os responsáveis, particularmente a ministra da Justiça, Van Dunen, que a PJ é a entidade policial com competência exclusiva para investigar casos de corrupção. Se não houver quem investigue, o MºPº nada pode fazer e limita-se a aguardar que os processos sejam investigados a passo de caracol.

Portanto isto é deliberado e propositado e a ministra da Justiça sabe disto, apesar de parecer sonsa.

No Brasil, o juiz Sérgio Moro aceitou fazer parte do governo de Bolsonaro. Claro que os que se opuseram a Bolsonaro, o "fassista", dizem agora que esta é a prova da politização da justiça e do processo político de Lula. Se o Lula é corrupto ou não, pouco lhes interessa.
Moro é a negação do fassismo de Bolsonaro e isso é tramado para quem não tem outro discurso para apresentar.
Nós, por cá, temos um caso parecido...

Por cá, a ministra da Justiça escolhida por este governo PS foi magistrada de topo, na Procuradoria Geral Distrital de Lisboa, desde 2006, a mais importante do país e a que lidou com casos mais complexos. No tempo do processo Casa Pia, estava no DIAP ( desde 2001 a 2006) e deve perguntar-se ao magistrado João Guerra, seu directo subordinado, como foi. Quem ouviu certos arguidos, como e porquê.

Van Dunen é casada com Eduardo Paz Ferreira que numa entrevista há uns tempos disse que era co-fundador do PS ( devia ser quando era jornalista do República de Raul Rego).

Van Dunen respira PS por todos os poros e isso nota-se e notou-se.

Paz Ferreira é agora um dos felizes contemplados, como advogado, de  lidar com negócios do  Estado.

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, escolheu Eduardo Paz Ferreira, professor catedrático da Universidade de Lisboa, para presidir à comissão que vai renegociar a concessão do terminal de Sines, atribuída à empresa de Singapura PSA, um processo que tem como objetivo um investimento de cerca de cem milhões de euros para a expansão do terminal de contentores.


Será que isto anda tudo ligado?


Sem comentários: