terça-feira, julho 05, 2022

Mário Ferreira: eis os porquinhos!

 Calma! A história conta-se assim, objectivamente e sem ofensa alguma, com apelo à velha anedota do presunto e do porco: 

Em Agosto de 2020, o CM dava conta disto, contando-se aqui, inclusive a petite histoire vinda já de 2011, de dois grandes jornalistas, como um tal Crespo, jingado na TVI do Mário Ferreira, o do presunto em riste, na imagem abaixo: 




Quem era Lacerda Machado, para se dar tamanha importância ao nome? O CM informara em Abril de 2016 e a história foi contada aqui. É um amigo do peito de António Costa, o chefe máximo habituado a estas andanças da pouca-vergonha e da mistificação:



Em Novembro de 2020, Mário Ferreira era já o dono de facto da TVI, ou seja da Media Capital. E o presunto continuava em riste...


Um ano mais tarde, o mesmo Mário Ferreira que na imagem acima segura o presunto alegadamente pata negra, oferecido aos convidados da festa fluvial, inaugurava com toda a pompa e circunstância uma nova estação de tv em Portugal, uma subsidiária da CNN. 
A história, aqui, mas não consta que tenha oferecido pessoalmente pata negra aos circunstantes. Talvez outras iguarias mais do agrado desta gente tão bem, tão bem que posa para a fotografia tão bem, tão bem que até faz lembrar um antigo que já não pode figurar aqui, mas perguntava nas fotos se ficava melhor assim...ou assim. Estes ficaram assados, a meu ver. 


Tanto sucesso empresarial só podia resultar em mais este porquinho-mealheiro, que lhe vai poupar uns cobres que pode depois gastar em mais presuntos, com o empréstimo de 40 milhões, favorável pelo período de carência de três anos e com um período de reembolso alargado a dez anos. 

Vem no Público de hoje e o oferente dos presuntos diz que não é nenhum favor porque vai pagar tudo...e em cinco anos porque o "spread" sobe que se farta durante o período de reembolso.

Business as usual? Veremos. 

Sem comentários:

A outra senhora advogada