quarta-feira, novembro 10, 2021

O muro de Berlim faz anos que foi derrubado...pelo povo.

 Aquando da efeméride do 30º aniversário do derrube do muro de Berlim já escrevi este postal. Como hoje se repete a efeméride, volta a ser actual falar do assunto que os comunistas portugueses fazem de conta que nunca existiu...

Em Berlim-Leste, segundo a revista italiana Panorama do final de 1989, havia este stand de carros Volvo, destinado aos dirigentes da classe operária, no poder. O chefe do governo democrático segundo os critérios comunistas, esse tinha direito a prebendas que nem um nababo do tempo dos czares. O povo em geral andava de transporte público e os poucos que podiam aceder a veículos particulares, tinham os celebérrimos Trabants, cujo aspecto e mecânica só vistos ( estão aliás expostos num museu na actual Berlim unificada e perto do antigo Reichstag): 


Por estas e muitíssimas outras razões,  no dia 11 de Novembro de 1989 o jornal francês de esquerda bloquista, Libération tinha esta capa: 


Em 1974, o PCP acoitado nos media nacionais, no caso o Século Ilustrado de 13 de Julho de 1974, gabava os méritos da "Alemanha Democrática" como país a descobrir. Os comunistas portugueses mesmo agora, ainda não descobriram o que era aquela pouca-vergonha de um sistema e regime político totalitário e ainda hoje querem transplantar tal sistema para Portugal. Ainda hoje!





 

Sem comentários:

A democracia do establishment é esta