terça-feira, agosto 31, 2021

Portugal, a Europa, Deus e a religião segundo Marcello Caetano

 Tudo o que se pode ler a seguir está muito esquecido, mas não é para deitar fora, como se fosse lixo intelectual.

É tirado daqui, de um discurso  de Marcello Caetano de 1964 e um artigo subsequente:















Sem comentários:

Ivo Rosa, a nulidade da inexistência