Páginas

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Um país pequeno e pobre II

Pergunta da revista Sábado a Terry Jones, um dos celebrados actores da série Monty Python:

Já ouviu falar de Herman José, o mais conhecido humorista português?

Resposta do actor, citado veze sem conta pelo mesmo humorista português:

-Nunca ouvi falar.

Sobre os Gato Fedorento: "acho que já me falaram, mas não me lembro bem o quê".

Talvez sobre direitos de autor...não?

Os pobres de Portugal são aos montes. E os ricos, como são?

Na mesma revista Sábado, uma entrevista com Mary Espírito Santo Salgado, irmã mais velha do presidente do BES, Ricardo Salgado.

A entrevista vale por uma revelação: casou aos 22 anos e o Pierre Balmain deu-lhe o vestido. Era amigo da avó, com quem ia a Paris fazer compras. Tinha lá uma casa.
Sobre o 25 de Abril e o PREC, também tem interesse:

" A minha família foi presa. Os meus primos e o meu tio eram os administradores do Banco Espírito Santo. Ele e o meu irmão Ricardo, que lá trabalhava, ficaram retidos pela tropa na sede do banco, na rua do Ouro.(...) No dia seguinte, o Ricardo contou-nos que os militares lhe pediram para ficar a trabalhar no banco. Ele ficou mais uns tempos até se ir embora sem dizer nada a ninguém, nem sequer a nós. Foi para Londres como o meu primo José Manuel." " Fiquei com as contas congeladas sem poder levantar um tostão para dar de comer aos meus filhos."

O que a salvou desta aflição foram dois quadros de Vieira da Silva, vendidos na ocasião. E o Brasil como terra de exílio durante o PREC, até 1979, ano do regresso da AD de Sá Carneiro.

Ocupação actual? Aulas de restauro de porcelana, faiança e vidros. Na Ar.co.

4 comentários:

Luís Bonifácio disse...

Só um parvo é que se punha a fazer esse tipo de perguntas. Se calhar nunca saiu de Portugal e por isso acha que Terry Jones fica as noites a ver os canais portugueses na sua TV satélite.

Karocha disse...

Ainda não li a Sábado, mas gosto do que li aqui sobre a irmã do Ricardo, adoro pessoas que começam do zero, nunca explicam é como o fazem!
Choses...

Wegie disse...

Essa foi na mouche Karocha!

zazie disse...

Esta história da Mary Salgado está mal contada. Ela apoia escolas e não o inverso.

E é restauradora mas por conta própria.