Páginas

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Diz que é o valor dele...

RR:

O presidente da Câmara de Lisboa considera justo pagar 19 mil euros por um estudo sobre os museus da capital. A autarquia encomendou este trabalho a António Mega Ferreira, que, em quatro meses, vai analisar a situação de todos os museus camarários com vista à renovação do Museu da Cidade. António Costa considera que 19 mil euros é um valor normal: “É o valor dele e a história da cidade é muito importante”, defende. 

É a mesma lógica da parecerística para as firmas de advocacia, das PPP´s renegociadas e dos ajustes directos a firmas de conhecidos e amigos.
É a lógica do saque aos fundos públicos que vigorou nos últimos anos e nos conduziu a este estado de coisas. Tudo na mais perfeita legalidade e legitimidade democráticas.
António Costa? Até se sente indignado por desconfiarem da sua seriedade...mas acha que 19 mil euros pelo estudo "é o valor dele..." fixado por uma lógica de mercado paralelo.

8 comentários:

Floribundus disse...

lema da união nacional socialista:
'tudo pelos socialistas,
nada contra o socialismo'

zazie disse...

Uma vergonha.

Mani Pulite disse...

Burro!Se lhe tivesse pedido 1 milhão "ele " pagava!Com "jeitinho" conseguem sempre o que querem!

JMCL disse...

Parece caro, haverá caderno de encargos para o estudo?

lusitânea disse...

Como a democracia é boa...

ferreira disse...

Não há caderno de encargos para o estudo.
Ouvi dizer que a sua elaboração custaria 20 mil. Por sua vez, a elaboração de um concurso público custaria à volta de uns 40 mil.
Devemos, portanto, estar gratos a António Costa, por nos ter poupado a tanta despesa.

JMCL disse...

Seria sempre por ajuste directo!

Vivendi disse...

O António Mega Ferreira ficou sem tacho logo é justo! Como hablam los espanoles, mira que chulo!