Páginas

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sobre o Europeu de futebol

Gostei de ver a equipa portuguesa jogar nos quartos de final. E gostei de ver a mesma equipa a jogar durante uns bons minutos na primeira parte do jogo de hoje, contra a Espanha.
E gostei de chegar a uma conclusão: a equipa portuguesa de futebol, a selecção de 2012, é a melhor de sempre. Lembro-me do Mundial de 1966 embora ainda fosse um miúdo da primária. O jogo contra a Coreia na altura foi épico e Eusébio o herói.
Durante todos estes anos nunca senti o que senti agora: a selecção portuguesa de futebol nada tem a invejar a qualquer outra. Estamos ao mesmo nível ou até somos melhores que a maioria. Essa é uma certeza que durante anos não tive porque sempre senti uma espécie de capitis diminutio relativamente aos estrangeiros, no futebol. E isso é um feito que para um português é de tomo, porque em quase todos os outros sectores da nossa vida colectiva, temos  muito a desejar.
Fossem todos como os nossos futebolistas e isto andava bem melhor.
Portanto, parabéns aos jogadores portugueses, ao treinador e pessoal ajudante.

E já me esquecia: a derrota de hoje tem um aspecto positivo. Acaba a histeria colectiva que estava a invadir os media e  ameaçava tornar-se uma pandemia social.

6 comentários:

Floribundus disse...

não vejo fute profissional. verdadeira máfia a quem tudo se desculpa.
o jogadores são tão bons que dispensavam aquele treinador.
para a próxima há mais.
o '7 já pode ir para a night'

kurtz disse...

Somos muito provavelmente a melhor selecção do mundo a nunca ganhar uma grande competição.

ae disse...

merda.

josé disse...

Ou seja, mierda.

foca disse...

Já não posso ouvir a treta do orgulho apesar de ter perdido, oh mentalidade fadista!
.
José, já agora nessa reflexão inclua o facto de os futebolistas, mesmo os que jogam cá em clubes falidos, terem salários comparáveis com o resto do mundo, enquanto os restantes portugueses não. E já para não falar naquela questão dos subsídios que foram subtraídos a funcionários públicos que recebem num ano o que alguns rapazes da bola ganham numa semana, apesar de analfabetos funcionais na quase totalidade!

JMCL disse...

O Paulo Bento tem estado muito bem na Selecção. É um bom condutor de homens e resolveu bem - diz quem entende de bola - os casos Ricardo Carvalho e Bosingwa. Nem se deu pela falta deles em campo.
Concordo com o José que é esta selecção é a melhor dos últimos tempos, muito melhor que a de Queirós e da de Saltillo. O colectivo funcionou muito bem, deram espectaculo e o resultado não foi nada mau. Afinal o adversário foi a Espanha ...
O facto de Humberto Coelho fazer parte da Federação também ajudará à criação de um clima favorável ao bom futebol dos portugueses. Será?