Páginas

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

"Hoje em dia, só vejo aldrabões à nossa volta", disse Ricardo Salgado



Alguém passou informação ao jornal i acerca da reunião que o Conselhi Superior do GES efectuou em 7  de Novembro de 2013, particularmente o que então foi dito por Ricardo Salgado.

Ontem e hoje, o jornal conta que Salgado quis tirar o seu cavalinho da chuva dos submarinos e das luvas recebidas pela compra que o Estado efectuou, assessorado ( Brecht dizia..."como é difícil governar!" e por isso houve estas assessorias) pelo GES/BES/Escom.

Hoje a historieta ganha algum picante quando Ricaro Salgado é apresentado como tendo dito aos presentes que os cinco membros do clã dos Espíritos tinham recebido 5 milhões a repartir entre eles e os três gestores da Escom, só à sua conta tinham recebido 15 milhões. Assim somam 20. Antes tinham falado em 21. Porém, eram 30. E onde foram parar os dez que faltam?
Segundo Salgado afirma que "há uma parte que não é para eles", ou seja, alguém recebeu uma parte dos 15 milhões. "Os tipos [ ou seja, os três gestores da Escom, Hélder Bataglia, Pedro Ferreira Neto e Luís Horta e Costa] garantem que há uma parte que teve de ser entregue a alguém em determinado dia".
E Ricardo Salgado até fala em aldrabões, provavelmente querendo referir-se a quem o enganou e até poderiam ser os da Escom...
Mas...a Escom afinal não se relacionou exclusivamente com o consórcio alemão? E não pediu 21 milhões pelo trabalho "pró-fundo", como comissão pelos serviços prestados ( que serviços santo Deus? Que serviços ?! Ainda por cima "mal organizados"...e segundo se diz relativos a contrapartidas fictícias).
Segundo um dos responsáveis pela Escom, Hélder Bataglia a parte sobrante dos 30 milhões que seriam a quantia certa, foram para "consultores e advogados" que parece eram mais que as mães.

Pois bem: é preciso descobrir quem entregou o quê e quanto, a quem e em que dia. Não foram só "consultores e advogados" e parece que a "entrega" feita num dia preciso foi realizada pelo tal Bataglia, em nome da Escom que assim não recebeu os tais 30 milhões. E bataglia foi obrigado a tal? Como isso se afinal só trabalhou com o tal consórcio alemão?

Sobre os advogados ainda é mais fácil:  a firma Vieira de Almeida (VdA) não sabe de nada e só recebeu a sua parte dos serviços prestados ( mas que serviços, santo Deus? Que serviços?! Então as contrapartidas não eram fictícias, pelo menos em parte? ) . Segundo se diz, um dos negócios das contrapartidas teria sido realizado antes e figurou como se fosse uma das parcelas das mesmas...mas Proença de Carvalho ( sempre em todas) é que deve saber explicar melhor.

Uma coisa parece certa: Helder Bataglia sabe a quem deu dinheiro num determinado dia e como o fez. Provavelmente em malas? Ricardo Salgado também saberá porque desde Novembro do ano passado já lá vão muitos meses e a falência do GES/BES. Salgado tem esse trunfo na manga? Contra quem se o dinheiro andou a viajar anonimamente e não fala? Uma vitória de Pirro, para Salgado?

Sherlock Holmes será preciso ressuscitar outra vez na pena de um Conan Doyle já com museu? Ou isto é tão claro que até um Watson qualquer acha elementar?

Parafraseando Ricardo Salgado: estamos roedados de aldrabões...

8 comentários:

Carlos disse...

Pergunta:

A a que portas foi parar, tal verba?

Floribundus disse...

ou não haverá processo sobre o assunto
ou arquiva-se

'hadem' aparecer mais notícias destas cada vez mais salgadas

'aldrabões há muitos seus ...'

José Domingos disse...

Está tudo no centão, se fosse no Brasil, dizia-se mensalão.
São sempre os mesmos, devem ter umas contas gordas, daquelas. Estas são as flores, que o 25 deu ao país, que nojo. E depois o povo, é que andou a gastar de mais, e estes.....
Não há paredes que cheguem.

Maria disse...

Conheci pessoalmente alguns membros da família Salgado. Posso garantir, pelo que me foi dado verificar, que eram pessoas íntegras e honestas. Mais, poria as mãos no lume por qualquer um deles.
Se aqueles que conheci o eram, estou absolutamente segura de que o resto da família, hoje, o é igualmente. Mas também não admira que assim fosse durante o regime anterior, já que nessa altura não se sabia sequer o que era corrupção na área política nem em qualquer outro ramo da sociedade, nem se admitia compadrice de que género fosse nem tráfico de influências e muito menos assaltos escandalosos e desavergonhados ao erário público. Os mais ricos e poderosos comportavam-se moral e cìvicamente exactamente do mesmo modo que qualquer cidadão do mais humilde e pobre deste País. E vice-versa.
Digo mais, eu poria as mãos no lume pela honorabilidade de qualquer um deles.

O Dr. Salgado disse em 2013 que "vivemos no meio de aldrabões" ou coisa parecida. Não, Dr. Salgado, não é só isso, nós vivemos também e desde o 25 d'Abril rodeados de políticos-traidores e temos vindo a ser governados desde aí por bandos de ladrões da pior espécie e de corruptos ao mais alto grau. Isto é um facto constatável e comprovável.

Força Dr. Salgado, fale, não se acanhe nem tenha receio de pôr tudo em pratos limpos, os portugueses de bem estão consigo. Lembre-se do bom nome, prestígio e do respeito ao nível do próprio Estado, de que a sua família sempre beneficiou com toda a justiça. Diga tudo o sabe sobre estes políticos-fingidores (pulhas de casaca e cartola das quais se valem para enganar o povo ingénuo) e outra gente importante e poderosa com aqueles concluiada, pode ser que os vigaristas que há quatro décadas parasitam à nossa custa e não cessam de nos aturdir o corpo e o espírito, sejam corridos daqui pra fora de uma vez por todas dando azo a que este pobre País finalmente se endireite.

BELIAL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
BELIAL disse...

Ora, ora: ricardo é boa pessoa - no fundo.

Muito, mas muito lá no fundo...

Não há rapazes maus.
Deus é pai.

José Silva disse...

Esta mutação do Ricardo Salgado foi um fenómeno epigenético obviamente.....
Ricardo nem com coração de leão ficou imune.
É uma pena senão teríamos aqui um salvador da pátria. Mas como não há segredo que não se revele aguardemos pelas zangas das comadres para as verdades saírem da toca.

José Silva disse...

Esta mutação do Ricardo Salgado foi um fenómeno epigenético obviamente.....
Ricardo nem com coração de leão ficou imune.
É uma pena senão teríamos aqui um salvador da pátria. Mas como não há segredo que não se revele aguardemos pelas zangas das comadres para as verdades saírem da toca.