Páginas

domingo, 12 de outubro de 2014

Marcelo Rebelo de Sousa e a PT de Bava

Marcelo Rebelo de Sousa lá falou da PT. O que disse é música de ouvido. Poderia ter lido aqui, isto:

Apesar de permanecerem por esclarecer muitas questões, há cada vez mais elementos que indiciam estar-se perante uma grande operação internacional, com diversos protagonistas que entre si, e em função dos seus interesses, repartiriam o Grupo PT. Desde logo o poderoso Banco Santander (um dos principais bancos espanhóis que reforçou a sua presença em Portugal com a privatização de alguns bancos nacionais), a Telefónica (poderosa empresa espanhola de Telecomunicações) e a France Telecom, que em associação à Sonae de Belmiro de Azevedo, cara visível deste projecto, lançam o ataque ao maior grupo nacional, em que todos se preparam para ganhar menos o país e os portugueses.
Senão vejamos. A Sonae, em parceria com a France Telecom, pode associar a OPTIMUS à TMN e controlar a TV-Cabo. A Telefónica, ficaria com a totalidade da VIVO (Brasil), como decorre das condições contratuais celebrada com o Grupo PT, ficando em melhores condições para controlar o conjunto da Ibero-América. A France Telecom, defendendo os interesses estratégicos franceses, poderia comprar a PT Comunicações e alargar a sua influência em África, através das participações do Grupo PT neste Continente. O Santander beneficiaria de lucros elevadíssimos em todas estas operações.

Sobre Bava? Ora, Bava... era um mero gestor. Que quem mandava eram os principais accionistas, ou seja o Governo e o BES/Salgado. Bava não tinha poder estratégico. Se a senhora Judite lhe perguntou alguma coisa sobre a "gestão" que fez por cá e principalmente a que fez no Brasil para o porem no olho da rua com uma indemnização milionária? Não. Se lhe perguntou sobre o filho que arranjou emprego na PT e quem o colocou lá? Também não.
Aliás,   o assunto foi arrumado em duas penadas e como gato por cima de brasas.

28 comentários:

Floribundus disse...

o accionistas precisam sempre dum pau mandado ou cabeça de turco

Bava cumpriu o que lhe ordenaram e agora recebe a justa recompensa

o entertainer vendo o seu peixe cada vez mais podre

à comuna só interessam os seus interesses

Rui Moringa disse...

Estamos todos fo**dos.
Temos de rejeitar esta porcaria de Europa e fazer a nossa vida, fazendo os contractos que nos interessem e apenas esses.
No reino unido já há deputados eleitos por um partido que defende a saída CE.
Essa do capital circular totalmente à vontade é-nos prejudicial.
Temos de ter moeda própria.
O CDS da soberania onde está?
Isto da CEE foi uma ilusão vendida pelo dr. Soares. Nem referendo foi preciso ele interpretou a vontade do povo e zás...
Que maluqueira...

Floribundus disse...

jogava-se ao pau mandado ou pau bilhau.
o pau mais pequeno era atirado o mais longe possível

MRS parece pau mandado de costa.
o último tem a seu favor toda a comunicação social, o mais importante poder da republiqueta social-fascista

Zé Luís disse...

A Judite já quebrou o luto? E deixou de chorar? E não aproveitou para perceber se é jornalista?

Unabomber disse...

Foi precisamente para evitar essas jogadas dos espanhóis e da France Telecom, através do testa de ferro Belmiro, que o Bes em conjunto com o governo xuxa chumbaram a OPA da sonae em 2007. Só que em 2010, com o fecho dos mercados financeiros internacionais para a banca e empresas nacionais, os accionistas da PT tiveram de aproveitar os 7.5 biliões da telefónica pela Vivo.

José disse...

Huummm...foi mesmo? E agora como é? Como era previsível precisamente nos mesmos termos?

Em 2007 o BES e particularmente Ricardo Salgado já tinha ideia de que as coisas poderiam correr mal. Foi só em 2008? Pois foi, mas ele sabia muito bem as linhas com que se cosia.

Por outro lado, que hipóteses tinha a PT como companhia nacional nesse contexto? Poucas e pouco interessantes.

Então não era muito, mas mesmo muito melhor estarmos associados á Telefonica ou à France Telecom?

Ou acha que ia ser a PT a engolir as duas?

José disse...

ganhavam todos: ganhava a SONAE, capitalizando-se e ganhava o país.

José** disse...

Há algo de trágico em ler a comissão política do PCP invocar a soberania nacional depois de ter sido desde a sua origem a emanação de um poder estrangeiro.

foca disse...

José
Em 2008 o Salgado e muitos outros julgaram que seria mais uma crise de 2 ou 3 anos.
Não foi o único que considerou que a solução era a fuga para a frente.
E podia ter sido, se não tem chegado a Troika com a solução de austeridade.
Agora ao olhar para trás é sempre mais fácil ter soluções.

foca disse...

Se a Sonae tem comprado, já tinha vendido tudo, perdido muitos milhões, ficado falida, e estava agora o Estado a pagar os estragos (no mínimo com o desemprego de milhares de funcionários)

A ilusão que com eles tudo tinha sido diferente é apenas ilusão.

josé disse...

"E podia ter sido, se não tem chegado a Troika com a solução de austeridade.
Agora ao olhar para trás é sempre mais fácil ter soluções."

É essa ilusão, a meu ver, que me preocupa quanto ao futuro.

josé disse...

"Se a Sonae tem comprado, já tinha vendido tudo, perdido muitos milhões, ficado falida, e estava agora o Estado a pagar os estragos (no mínimo com o desemprego de milhares de funcionários)".

Esta análise peca pelo facto de ser isso que vai acontecer agora, sendo pior do que aquela alternativa.

foca disse...

Quanto ao futuro partilho a preocupação, não vejo sinais de aprendizagem em lado nenhum.

foca disse...

Para mim a diferença é que a Sonae tinha vendido há anos e despedido pessoas em barda.
Até porque o fundo de pensões já tinha sido em parte nacionalizado e é a CGA que vai pagar os estragos.

Vamos ver o que acontece agora, ainda não está tudo perdido.
Apesar da gestão e dos "desfalques", a PT e a TMN foram as empresas cujos profissionais inventaram o Mimo, os pré-pagos, e muitas outras inovações. Com os brasileiros eram pérolas para porcos, com europeus pode ter outro desfecho.

Unabomber disse...

Resposta ao comentário do José das 14:13 - "...não era muito melhor estarmos associados à Telefónica..."
Lembro que a PT já estava associada à Telefónica no controlo da Vivo - e, o que aconteceu foi que a Telefónica quiz ficar com os 50% da PT na Vivo, tendo para isso usado o tio Belmiro.
A jogada do tio Belmiro consistia em pagar 11 biliões pela PT (emprestados pelo Santander) e depois através da venda das várias participações da PT, a começar pelos 50% da Vivo (renderam mais tarde 7,5 biliões), acabar por ficar quase à borla com uma parte do negócio da PT em Portugal.
...
É um facto que foi só a partir da OPA da Sonae que começou a "destruição" de valor da PT: primeiramente com a distribuição super exagerada de dividendos (para cumprir as promessas feitas aos accionistas para derrotar a OPA), depois com a venda do principal activo: os 50% da Vivo, e finalmente com o louco empréstimo à Rioforte.
...Acima de tudo,todos sabiam que com a venda do principal activo (a Vivo) a Pt perderia a maior parte do seu valor, e sobretudo do seu potencial futuro: só que os 7,5 biliões recebidos e distribuidos na maior parte em dividendos, deram muito jeito a muitos accionistas.

jbp disse...

Foi tão bonito, na altura, ver o comendador da Bacalhôa a ser aplaudido pelos trabalhadores da PT. Enfim, um folhetim ridículo bastante comum nestes últimos 40 anos de História do rectângulo.

José disse...

Portanto, a questão permanece: qual era a melhor solução depois de se decidir a privatização deste serviço de comunicações? Ser gerido pela Sonae, mesmo com essas hipóteses em cima da mesa ou deixar tudo como ficou?

Que valor empresarial seria melhor preservado?

É essa a questão.

Unabomber disse...

José:
Se seria melhor com a Sonae? Talvez sim, talvez não - nós não sabemos.
O que sabemos é que com a Sonae a participação na Vivo iria ser vendida na mesma.

josé disse...

E esse dinheiro resultante seria para...o accionista, certo? E seria pior do que foi?

Unabomber disse...

José:
Obviamente que o dinheiro iria para o accionista Sonae (pagar depois pagar ao Santander) - assim como foi para os accionistas que não aceitaram a OPA: o maior dos quais foi o BES.
...Dizer que teria sido melhor, ou pior: é estar a especular.
E,se entrarmos neste campo da especulação podemos por exemplo dizer que:
A Óptimus (gerida pelo tio Belmiro) nunca conseguiu ultrapassar a TMN (gerida pelos "amigos" do BES na PT).

josé disse...

Pois aí é que está: nessa situação tinha ultrapassado...ahahahah!

Unabomber disse...

"Tinha ultrapassado" na imaginação do José: na realidade a Óptimus nunca conseguiu ultrapassar a TMN, e na OPA o tio Belmiro (bem, ou mal) foi derrotado.
...
Votos de uma boa semana para o José.

José disse...

Então se a Sonae tem ficado com a PT não ultrapassava a Optimus? Era ao pé coxinho, até...ahahaha.

José disse...

Acha que nesse caso iria concorrer consigo próprio?

José disse...

Queria dizer "não ultrapassava a tmn?"

Unabomber disse...

Tem toda a razão amigo José: o tio Belmiro na Óptimos não conseguiu fazer melhor que a TMN, mas de certeza absoluta que na PT iria fazer muito melhor.
.....
Continuação de uma boa semana para o amigo.

josé disse...

Não é fazer melhor, é ultrapassar, engolir, cilindrar, liquidar.

Tal como a Sony foi engolida no caso Betamax. Mesmo sendo melhor, foi ultrapassada pelo VHS.

Unabomber disse...

Tal como a Óptimus foi ultrapassada, engolida, pela TMN.