Páginas

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Marinho e Pinto, o stripper que esconde as vergonhas...


Marinho e Pinto, fazendo jus aos seus costumes conservadores, já não vai fazer o strip prometido dos seus vencimentos e rendimentos. Perante a audiência do voyeurismo nacional, ávida de revelações, vai mostrar o estritamente necessário à manutenção do espectáculo indecoroso em que se meteu, mas esquiva-se às vergonhas.  Marinho é apenas um stripper da tanga que dá aos outros como condimento da sua estratégia de aprendizi de feiticeiro. Até agora, falhou todos os truques. Pode ser que ainda lhe reste algum, mas duvido.

Neste caso, Marinho não revela que recebeu 54 mil euros, pela reintegração, após sair de Bastonário da OA. Já toda a gente sabe que recebeu pelo que a estultícia releva da pura estupidez, mas enfim. Mas... afinal, integração em quê, se quando saiu da OA já sabia que iria ingressar "na política"? E se até ficou a ganhar o tal salário que agora considera vergonhoso quando sabia exactamente que assim era no momento em que se candidatou a tal?

Marinho quando foi para a OA pediu e foi-lhe concedido que teria um vencimento correspondente ao de um Conselheiro do STJ. Pediu e foi-lhe concedido esse tal "subsídio de integração" que agora considera vergonha revelar, apesar de toda a gente saber que o recebeu, mesmo sem necessidade alguma de "reintegração".
Por outro lado, o Público de hoje conta o que não se sabia ainda e é relevante para mostrar como Marinho e Pinto é "transparente":  parece que esteve no Brasil, em Niterói, durante oito anos. Apesar de ser daqueles tipo Sócrates- chapa ganha, chapa batida- e isso é o próprio quem o confessa, terá amealhado nesse tempo cerca de 312 mil euros a que acresce um valor incerto em património imobiliário: seis apartamentos, um prédio de cinco andares inacabado e ainda três lotes de terreno.
Ou seja, Marinho e Pinto é um tipo rico. Mas esconde tal coisa como uma vergonha...

Por outro lado, ainda mais sombrio que estes, Marinho revela ao TC que durante o ano de 2013 ganhou um pouco mais de 108 mil euros como trabalhador dependente da OA. Um juiz Conselheiro não ganha isso, nem perto disso. E não tem carro ao dispor nem despesas por conta de outrém...isso para além dos rendimentos que acumulou ( e que um Conselheiro em princípio não pode acumular) de colaborações nos media ( na  RTPi) e que lhe renderam quase trinta mil euros, ou seja, nesta última parcela, menos do que ganha um juiz de primeira instância.
Segundo o jornal, essa verba de rendimentos declarados por Marinho e Pinto e supostamente paga pela OA não condiz com as contas da própria OA.
Marinho e Pinto vai ter que esclarecer, mesmo sem strip-tease, a discrepância.

E é isto que quer ser candidato a presidente da República! Pobre República...

16 comentários:

Floribundus disse...

não se sabe como ganhou essa massa, mas ao contrário dos políticos profissionais, não 'esfolou' os contribuintes

não acompanhou a rataria:
na vinda da troica
no naufrágio da pt
no 'fripor'
na desgraça da nacionalização do bpn
nas amizades com o falecido bes

deixem o tricano atacar a rataria forte e feio

afinal o homem terá um mísero milhão de €, o que equivale a menos de uma avença com o estado num escritório de advogados do regime

como dirá um conhecido politiqueiro
'tou-me cagando'

isto chegou ao fim

josé disse...

Desse ponto de vista assim será. Mas é um bufarinheiro que faz pactos com o diabo e depois rói a corda, como recentemente com Sócrates.
E ajudou este mesmo a levar-nos para a bancarrota escondendo as aldrabices criminosas.

Enfim, é um da mesma laia, só que completamente doido.

zazie disse...

José, este tipo é estúpido. Nem é mais nada, é estupidez e da grossa.

zazie disse...

Ah e para responder ao Floribundus- e não fez mais precisamente porque é demasiado incapaz por ser estúpido.

Floribundus disse...

quis apenas realçar os estragos que pode causar à rataria

esta já encomendou à cs a ausência de notícias que o possam beneficiar ou a qualquer adversário do ps

este ataque há muito que estava preparado
já tinham surgido zumzuns

vamos assistir a muitas surpresas

tudo a beneficiar costa que já conta com 40% dos votos
(a ver vamos dizia o cego)

João Baptista Pico disse...

Marinho e Pinto tem direito a dizer verdades. Claro que ganhou mais do que uns tantos juízes, mas quantos juízes é que continuam calados e a pactuar com o silêncio mórbido que envolve a politiquice caseira? Quantos milhões é que nos custou até agora o "silêncio de certos magistrados"?

Quemn "ataca" Marinho e Pinto neste momento, só quer deixar o caminho aberto para mais mentiras. Porque não questionam a razão de umas primárias no PS, onde só couberam dois candidatos, que não pediram licença a mais ninguém, como se fossem autênticos DDT dentro do PS?! Então as tão elogiadas primárias só podiam ter dois candidatos? E como é que chegaram a essa disputa? Auto-nomearm-se? Isso é democrático?

zazie disse...


Ceropico pico pico
Não tem rabo nem tem bico
Mas o filho do ceropico
tem rabo, penas e bico

Qual é a coisa qual é ela?

Vitor disse...

MP não diz verdades; diz a "verdade" que lhe convém.
E sabe bem que "verdade" dizer. Como todos os populistas e oportunistas sabe bem dizer aquilo que alguns gostarão de ouvir; não tivesse ele veia de jornaleiro.
MP é um franco-atirador de tiro fácil, disparando muito. De tanto disparar muito falha mas, por vezes, também acerta. Pois são as vezes que acerta que são exploradas até à exaustão como sendo ele o tipo que diz verdades.
Só que também se esquece de muitas outras coisas. Esqueceu-se de reparar nas trafulhices de Sócrates mas pagou almoços no gambrinus para "elucidar" alguns que nunca ali deveriam ter estado.

Vitor disse...

MP não diz verdades; diz a "verdade" que lhe convém.
E sabe bem que "verdade" dizer. Como todos os populistas e oportunistas sabe bem dizer aquilo que alguns gostarão de ouvir; não tivesse ele veia de jornaleiro.
MP é um franco-atirador de tiro fácil, disparando muito. De tanto disparar muito falha mas, por vezes, também acerta. Pois são as vezes que acerta que são exploradas até à exaustão como sendo ele o tipo que diz verdades.
Só que também se esquece de muitas outras coisas. Esqueceu-se de reparar nas trafulhices de Sócrates mas pagou almoços no gambrinus para "elucidar" alguns que nunca ali deveriam ter estado.

BELIAL disse...

Truulento e histriónico: MP, "com a verdade me enganas", videirinho, salta pocinhas, raposinha, raposeta, pintalegreta, senhora de muita treta......

José disse...

O almoço que pagou no Gambrinus foi ao antigo PGR Pinto Monteiro, um amigo de Sócrates e ao ministro Alberto Costa, cela va de soi.
O presidente do STJ, Noronha Nascimento teve vergonha e não foi.
Sobre o assunto da reunião que ocorreu na Ordem dos Advogados nada se sabe, nem sequer se houve acta.

Por mim especulo: como o assunto judiciário mais grave dessa altura, 8 de Setembro de 2009, era o caso Face Oculta e as escutas a Sócrates, em que aqueles dois estiveram envolvidos e se aproximavam eleições, como aliás ocorreram sem que se soubesse desse assunto, posso pensar que a reunião teve a ver com isso.

Terá sido assim? Não sei.

BELIAL disse...

CORRIJO
Truculento e histriónico: MP, "com a verdade me enganas", videirinho, salta pocinhas, raposinha, raposeta, pintalegreta, senhora de muita treta..

BELIAL disse...

"666": incontinente verbal, na modalidade turra.

Dependente de filoxeras e inebriações furibundas... :-)

Floribundus disse...

Cara Zazie e José

concordo inteiramente com o texto

por ser o tipo de político que envergonha qualquer regime

porém neste momento e no futuro próximo não será o IN principal do rectângulo

ao ouvir as declarações de costa na presença do 'tou-me cagando'

fiquei definitivamente convicto que estas duas personagens e as que se deslocam na sombra

irão liquidar a curto prazo os contribuintes particulares
ou seja
'enquanto o rato esfrega o olho esquerdo'

José disse...

O Costa vai fazer o que o Hollande é obrigado a fazer por pressão da Alemanha.

E isso será notório.

foca disse...

Fluribundus
Quando diz que não recebe esse dinheiro dos contribuintes, convinha saber quanto é que o Estado envia para a OA.´

É mais ou menos a lógica da ministra das finanças com o Novo Banco. Não custa nada, exceto se pensarmos na CGD.

O tal Marinho andou na OA e na RTP, e sabe-se lá que mais sitios cujas receitas estão penduradas na mama pública, logo impostos dos contribuintes.