Páginas

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

As figuras do novo partido




 Foto tirada daqui

O líder deste novo partido, ligeiramente emproado e ao lado de um já envergonhado fundador, merece ser recordado pelo que já disse publicamente. Alguém muito ligado a outra figura de proa da mesma  nave de loucos, compilou algumas frases lapidares que merecem destaque e que aqui ficaram lembradas.

Não é lícito alcançar o poder com recurso à mentira, ao logro e à fraude política" - Marinho e Pinto (M.P.), 1/2014.

"Aprecio o Movimento Partido da Terra porque está há anos na política portuguesa e as pessoas permanecem fiéis aos seus ideais. Essa ideia de barriga de aluguer, não. Há uma convergência de convicções, de valores, que me aproximou deste partido mais do que de qualquer outro. (...) quem vai pagar a campanha é o MPT, eu dinheiro não tenho" - M.P., 1/2014.
"Fui eu quem foi ter com o MPT. É um partido de gente boa, séria, que não anda na política com interesses pessoais" - M.P., 1/2014.
"O MPT é liderado por cinco amigos aqui de Lisboa que utilizam o partido para si próprios e suas famílias" - M.P., 10/2014.
"Vou ser uma formiguinha em Bruxelas" - M.P., 1/2014.
"O Parlamento Europeu só é uma prateleira dourada para quem não quiser trabalhar. Quem quiser, tem muito para fazer. Só é prateleira para aqueles que estão à espera de outros voos" - M.P., 5/2014.
"Só percebi que o PE não tinha iniciativa legislativa quando lá cheguei" - M.P., 10/2014.
"O PE é um faz-de-conta. Não manda nada. Havia indícios, havia sinais, havia algumas denúncias semiclandestinas de que o PE era aquilo que realmente é. Mas não há como estar lá e experimentar" - M.P., 10/2014.
"Sempre disse que ia candidatar-me às legislativas" - M.P., 8/2014.
"Portugal tem uma dívida pública completamente insuportável. É imoral e injusto. Não podemos deixar dívidas para os nossos filhos e netos, pelo menos dívidas incomportáveis" - M.P., 10/2014.
"Podemos precisar de 50 ou 100 anos para pagar, mas temos de afastar essa ideia de cortar a dívida. Pedimos dinheiro emprestado, gastamos o dinheiro e agora pedimos aos credores que nos perdoem? Não! Queremos é que a Europa faça investimento e crie condições de coesão" - M.P., 4/2014.
"Não sei se os deputados ganham tão mal como isso. Não é o dinheiro que atrai os melhores" - M.P., 1/2014.
"Em Portugal os deputados ganham pouco. Não é digno. Os órgãos de soberania em Portugal são mal remunerados" - M.P., 9/2014.
"O nosso regime democrático foi construído por quatro figuras notáveis: o Dr. Mário Soares, o Dr. Freitas do Amaral, o Dr. Álvaro Cunhal, o Dr. Sá Carneiro" - M.P., 1/2014.
"António Costa tem à sua volta um exército de oportunistas, de clientes famintos de lugares e benesses. Se chegar a PM vai levar esses clientes todos para o aparelho de Estado. Quem ficará a mandar neste país é a Mota-Engil, é a Fundação Mário Soares..." - M.P., 10/2014.
"Não vou ceder ao fácil, ao popularucho, não vou ser populista. Quero trazer mais honestidade à política, menos teatro, menos mentira, mais autenticidade" - M.P., 10/2014.
"Os factos notórios não carecem de demonstração. Em política o que parece é" - M.P., 10/2014.
Fernanda Câncio | Diário de Notícias | 03-10-2014

14 comentários:

S.T. disse...

« Aquele que não tem uma memória, arranja uma de papel » , escreveu o poeta .
Bem haja , José . Escreva sempre .

Floribundus disse...

como no ps 'o seguro morreu de novo' e o partido ficou ferrugento e de costas para a realidade

M e P tenta o sucesso do que aconteceu com os Renovadores

O que se disse ATRÁS não serve para o que se dirá mais à FRENTE

'para a frente ó pessoal das BARRACAS !'

João Baptista Pico disse...

José, esperava mais de si e da sua memória. Nunca servir-se da "memória" de uma Fernanda Câncio, que escreveu o que escreveu, não porque repudiasse algumas das aparentes ou distorcidas contradições e absurdos, mas porque queria tomar por parvos, todos quantos "embarcassem" nas suas escritas. Entre o empenho voluntarioso ainda que algo errático de Marinho e Pinto e a perfídia e falaciosa escrita da Câncio, há, ainda assim, uma diferença abissal. Lendo as declarações de Marinho e Pinto encontramos sempre um fundamento patriótico, coisa que jamais encontrei em tudo quanto a outra criatura escreveu nos últimos anos. O José devia saber aplicar melhor essa diferença de postura cívica. Uma coisa é não se gostar de Marinho e Pinto, outra é deixar-se levar por escribas como a Câncio.

josé disse...

Não tenho tempo nem pachorra para ir aos arquivos buscar sa provas que fazem de Marinho Pinto o aldrabão que é.

Patriota, o MeP? Talvez, mas não estou a ver...

Floribundus disse...

com ou sem M e P o rectângulo não sairá da estrumeira fétido onde foi parar.

a finança internacional:
desinvestiu na Europa a favor dos emergentes

vem abandonando os brasileiros da cachaça e guerrilha por isso os extremistas se manifestaram

apoia a India para estes ajudarem os iugures muçulmanos e anti-chineses do Xinjiang e provavavelmente os estudantes de Hong-kong

o futuro é cada dia mais aleatório que um jogo de azar

João Baptista Pico disse...

Se não tinha tempo nem pachorra como disse, para ir ver os arquivos com os comentários do Marinho e Pinto, ao menos, podia ter pensado duas vezes antes de seguir as tretas da Câncio.

Esse "seguidismo" seu pela Câncio só evidenciou mais a sua fragilidade crítica. Como é que pode fazer isso, quando o portadaloja não merecia este desvio serôdio?!

zazie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zazie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
josé disse...

Mas...a Câncio não tem treta alguma: são todas do MeP....ahahaha.

Quanto à dita, ponha no google o nome dela e o do portadaloja...

JC disse...

O partido do doido Marinho vai roubar votos à esquerda, nomeadamente ao Monhé Costa.

Por isso é que já começa a cair em desgraça na comunicação social e os escribas do PS - como a Câncio - já andam no terreno a lançar ataques aos doido.

João Baptista Pico disse...

Por isso mesmo, me espanta o "alinhamento" do portadaloja com a Cãncio. Não importa agora, ler o que o portadaloja disse sobre a Câncio noutros tempos, se agora, houver este "alinhamento". Porque nesta triste coincidência, mais releva a contradição do portadaloja. UM FACTO NOTÓRIO e demais!!!

zazie disse...

Em política o que parece é.

Dizia Salazar.

Os caciques locais andam bêbados.

Floribundus disse...


cuidado ! muito cuidado !
já soltaram os cachorros para morder a quem se atravessar no caminho

'QUEM SE METER COM O ps, LEVA !'

'contra factos não há argumentos'

'os cães ladram, a caravana passa !'

Zephyrus disse...

«a finança internacional:
desinvestiu na Europa a favor dos emergentes

vem abandonando os brasileiros da cachaça e guerrilha por isso os extremistas se manifestaram«

Li há uns anos que como opção geostratégica a longo prazo os EUA estariam a ponderar apoiar a Argentina e destabilizar o Brasil pois temem que que a nossa ex-colónia se torne uma potência que domine a América do Sul e o Atlântico Sul.

Washington teme um triângulo Lisboa-Luanda-São Paulo...