domingo, 29 de setembro de 2019

O jornalismo de arrasar passado a pente fino

Este que dirige o CM, ainda acredita no pai natal e hoje aproveita para insultar o antigo responsável da ERC...e chama-lhe "camareiro". Em termos semânticos passou a ser "bacio de quarto"...penico, naturalmente. Coitado do Azarado.


De resto faz a capa do jornal com uma única informação, singela e  que recolheu algures nos interstícios das violações sistemáticas de segredo de justiça.
E quem se encarrega de encher duas páginas com o chouriço dessa informação singela que faz a capa do jornal de hoje? Quem mais?! Tânia Laranjo, a jornalista do pente fino que arrasa a concorrência:



Parece que os segredos do "juiz Rui Rangel" estarão todos no iphone que usava, enfim, diz a notícia passada a pente fino. E não havia software que as autoridades judiciárias tivessem e permitisse o acesso ao aparelho. Teve que vir de Israel e demorou um ano, segundo a informação passada a pente fino da informação vinda...da PJ, naturalmente. Se estiverem já transcritas as conversas serão levadas
à autoridade judiciária competente para validação. Tudo boas fontes...com dicas para fazer uma capa do jornal que arrasa a concorrência. É este o jornalismo de arrasar.

Todos ganham? Talvez não.


Sem comentários:

Mata-Bicho 31: o vírus da China