sábado, 17 de maio de 2014

O caso Humberto Delgado: o primeiro mistério pós 25 de Abril 74

Logo após o golpe de 25 de Abril de 1974 um dos casos que apareceu imediatamente na imprensa da época foi o do mistério da morte de Humberto Delgado.
 O assunto era tabu no tempo de Salazar e Caetano uma vez que aquele parece ter dito a alguém que "sobre isso nem uma palavra". A Censura zelava por isso e essa será uma das razões porque o caso surgiu logo como um dos mistérios do regime anterior que servia às mil maravilhas para o denegrir e vilipendiar.

Em 18 de Maio de 1974, a revista O Século Ilustrado publicou uma entrevista com um agente secreto espanhol que teria revelado ao semanário L´Europeo, em Outubro de 1972 os pormenores do assassínio do "general sem medo", opositor de Salazar embora apaniguado do regime ( estivera na Legião Portuguesa, como director-geral  e depois fora para os EUA, como adido militar, sempre nomeado por Salazar).


Ao longo dos anos,  este caso serviu para imputar ao regime anterior a autoria do crime de homicídio, de preferência tendo como mandante o próprio Salazar, uma vez que não oferece dúvidas de maior o facto de terem sido agentes da então PIDE ( mais tarde DGS) a praticar os factos que levaram à morte do general e da sua acompanhante.

Foi organizado um processo crime para julgamento dos factos ocorridos em 1965 e o importante foi conseguido: imputar ao regime a prática dos factos e condenar Salazar  pelo menos como autor moral dos mesmos.

A par do caso Delgado poderiam, os mesmos, ter lembrado os casos dos assassínios cometidos pelo PCP, particularmente  do comunista José Miguel e outros. Nunca o fizeram, nem  a imprensa relatou essas coisas, a não ser o Sol,  há uns meses. Porém, sem qualquer relevo especial ou qualquer destaque televisivo nos media da Impresa Sic que ao caso Delgado, na época, deu logo o espavento adequado, através do Expresso.
Mário Soares que no escrito abaixo atribui sem qualquer pejo, a autoria moral do assassínio de Delgado, a Salazar, poderia de igual modo atribuir a Cunhal a autoria moral daqueles crimes cometidos pelo PCP.  Além disso, Soares foi do PCP até pelo menos 1950...o que faz do mesmo um compagnon de route moral desses crimes.

Em Abril de 2013 Mário Soares recordou o caso na revista da Ordem dos Advogados.

De há umas semanas a esta parte, o antigo ministro de Caetano, Joaquim Silva Pinto, anda a escrever no i, memórias do caso e da figura do general.Parece mais objectivo que aquele desmemoriado despeitado pelo anterior regime.


 
Há uma pergunta que Silva Pinto deixa no último artigo, desta semana: quem avisou a PIDE que  Humberto Delgado estaria onde foi morto?

Esperemos pela próxima semana para saber mais...


54 comentários:

mujahedin مجاهدين disse...

Sem ter lido ainda nada do que o José pôs, tinho uma do gen. Silvino Marques a propósito de Salazar e se ele mandava matar pessoas ou não, na calha.

Estava à espera de mote. Ele aí está.
Logo já sai.

zazie disse...

José: tem para aí uma macacada de texto fora de margens
ehehehe

mujahedin مجاهدين disse...

Pois tem. Parece que é texto do anterior...

mujahedin مجاهدين disse...

Já está:

http://ultramar.github.io/salazar-holden-roberto-e-humberto-delgado.html#titulo

Como é evidente, tenho a mesma opinião que o Silvino Marques. E já a tinha dantes. Salazar nunca autorizaria semelhante coisa. Em todo o caso, não há provas.

A tese da morte acidental avançada pelo espanhol poderia colher, não fossem os outros mortos.
Não acredito minimamente que a PIDE assassinasse a sangue frio a companheira do general, ainda por cima mulher, quando não assassina o general. Ainda para mais com altos responsáveis presentes.

Cantigas...

Ainda para mais quando a Patricia McGowan conta a historia da operação em Praga de forma muito diferente da do espanhol: se não fossem lá buscá-lo, ele lá ficava.

josé disse...

Não consigo resolver o "bug". Já tentei, mesmo reescrevendo o texto e...nada.

josé disse...

Já li o texto no Ultramar sobre o caso Holden Roberto e Salazar.

Também não acredito que Salazar tenha mandado liquidar Delgado.

Porém, sobre o papel da PIDE nesse caso, não me parece haver grandes dúvidas.

mujahedin مجاهدين disse...

Pois para mim, essa é a grande dúvida.

Que interesse tinham a PIDE, ou as autoridades portuguesas em assassinar Humberto Delgado? Era por demais evidente que iria dar no que deu. Ora eu não tenho a PIDE em conta de estúpida...

Quem é que tinha interesse em o matar?

Alguém o tentou assassinar, antes? Se sim, quem?

O livro da McGowan tem que se lhe diga, sobre essas interrogações...

mujahedin مجاهدين disse...

Se a PIDE o matou, e aos outros, porque não fez desaparecer os corpos, pura e simplesmente?

Se os traficantes favelados do Rio de Janeiro conseguem fazê-lo, não estaria decerto ao aquém das capacidades da PIDE fazê-lo também...

josé disse...

A questão a resolver é se a PIDE esteve com Delgado nesse dia. Se esteve, algo correu mal.

O espanhol diz que foi Delgado quem disparou primeiro...e portanto a legítima defesa pode ser causa justificativa do homicídio.

Porém, isso é pormenor que os antifassistas nem querem ouvir falar.

josé disse...

Delgado morreu num dia e a secretária dois ou três, depois.

A versão do espanhol, nesse aspecto, tem lógica.

mujahedin مجاهدين disse...

A versão do espanhol só não tem lógica, para mim, porque ele diz que a mulher foi torturada e depois assassinada, pela PIDE.

Ora, mais uma vez, pergunto, se foi isso que aconteceu, que interesse tinha a PIDE em que aparecessem os corpos?

Mais depressa acreditava que que a tivesse torturado e assassinado fossem os espanhóis e a deixassem lá depois para empurrar as culpas para os portugueses.

Mas sim, é como diz. Primeiro que tudo, importaria averiguar se, realmente, esteve alguém da PIDE com ele nesse dia e, se sim, quem foi. A que título lá estava e quais eram as funções que desempenhava no seio da polícia. E se era a portuguesa a única polícia para a qual trabalhava...

josé disse...

E se o Eduardo Silva era mesmo o Silva Pais...

josé disse...

Quanto ao texto supérfluo não o consigo tirar dali...

zazie disse...

José. o raio do texto não passou para o template?

É estranho. Parece que ficou algum código por fechar.

Veja em formato texto. Ele está duplicado e nem sei se entrou no post se ficou mesmo no template.

zazie disse...

Não, não está no template. O problema é apenas nesta página. Duplicou e saltou fora nem sei como.

Unknown disse...

Mujah,
O link para o livro da P. Mcgowan 'e precioso, muito obrigado!
Miguel D

mujahedin مجاهدين disse...

Eu ainda nem li a edição nova. Comprei a primeira há um par de anos e só dei com a nova recentemente.

mujahedin مجاهدين disse...

José, estive aqui a olhar para o código.

Esse texto só aparece na página principal, na lista.

A página do postal em si (carregando no título) está bem.

Na página principal tem lá uns elementos marados que não deviam estar. Estive à procura do que poderia ser e é capaz de ser porque o José fez copy paste do Word ou programa semelhante que adiciona formatação ao texto e é isso que está a encalacrar tudo. Está lá código xml que começa com "if gte mso 10", aposto que é "if greater than or equal microsoft office 10"...

mujahedin مجاهدين disse...

Olhe aqui:

Hi Jennifer, you have a few pieces of code with positioning defined on them that is throwing off your display. You can see this code if you switch your editor to Text view on the affected posts.

For example, this post had a few instances of this code:

div id="stcpDiv" style="position:absolute;top:-1999px;left:-1988px;"

This can happen if you paste in text from a rich-text program or from another website, which is looks like what you may have done here. I recommend that if you're not composing directly in the editor, that you only paste text from a plain text document, like Notepad, so you don't carry over any stray formatting.

A few other posts may still have this problem and will need to have the problematic code edited out - see:

https://vaccinationwaivers.wordpress.com/wp-admin/post.php?post=1287&action=edit

I suggest you have a look through your most recent posts, switch to Text view by clicking on the tab at the top of the editor, and remove all the positioning code like the example I gave above. Just remove the whole bit of code, as well as the closing div tag at the end of the block, which looks like this:

Repeat this for all your posts until there is no more mispositioned text.

Just let me know if you need further help.


http://en.forums.wordpress.com/topic/random-text-dispaying-on-home-page

mujahedin مجاهدين disse...

Eu fazia o que diz na ligação: copiar o texto para o notepad (o notepad elimina a formatação) e depois novamente para onde quer que o José normalmente o copia para publicar.

zazie disse...

Eu penso que isto pode acontecer quando se escreve directamente em imagem e não na caixinha de texto.

Se o José copiar e depois colar em texto (html) a coisa é capaz de desaparecer.

O problema é quando se escreve no formato em que se vê e aí há códigos marados que não se controlam.

josé disse...

Tem razão: copiei para o Word o texto da Economist, porque não conseguia copiar de outro modo. E depois copiei para o blog. Foi isso.

Obrigado, quando puder corrijo.

Floribundus disse...

já aqui disse que o coronel Repas que levava à Cláudio Nunes depois das reuniões da chafarica me contou

que apoiara HD e fora expulso do exército

reintegrado depois de 25.iv esteve no tribunal por onde correu o processo

tinha em seu poder cópias de documentos desaparecidos do processo por incriminarem figuras gradas do 25.iv

saíu da loja para fundar o Mirn com seu amigo Kaulza

por falecimento da mãe foi viver para Madrid com a filha

contei isto pelo telefone a Albarran

a documentação deve ter ficado na posse de Kaulza e Rosa Casaco
que por esse motivo não foram aborrecidos

pelo que depreendi há por aí à solta vários elementos do pc (barreirinhas conheci muito bem o caso) e do ps que forneceram elementos aos matadores e aos infiltrados na pide

um empregado do hotel onde esteve hospedado em Badajoz afirmou que saíu acompanhado de amigos de longa data que se tratavam por tu e sr dr

João José Horta Nobre disse...

Aqui têm mais umas mentiras da Irene Pimentel:

http://www.youtube.com/watch?v=LpShzl8geag

Maria disse...

José, não faz diferença se não anular o texto supérfluo, consegue-se ler perfeitamente o que está meio tapado. E se se aumentar o texto, melhor um pouco.

--------

Humberto Delgado foi morto à traição, toda a gente sabe disso. Se foi pela P.I.D.E. é uma questão em aberto. Quase de certeza absoluta que não foi. O que não quer dizer que algum elemento (duplo agente e/ou comprado) da mesma Polícia não possa estar semi-implicado no jogo repugnante que conduziu o General até ao local do crime, aliás programado com bastante antecedência, dadas as suas violentas tomadas de posição dràsticamente contrárias às dos partidos comunista e socialista quanto ao método e à forma de derrubar o Regime a que se opunham - que só eles o queriam fazer e à maneira deles, pois só eles queriam ser donos e senhores do poder para terem campo aberto para assaltar os cofres do Estado e vender o País aos internacionalismos e é claro que caso o General viesse a ter poder em Portugal opôr-se-ia de certeza a uma traição à Pátria desta ordem de grandeza. Neste crime inqualificável, há qualquer coisa que não bate certo, umas notícias diziam que a secretária tinha sido assassinada na mesma altura do General, outras dão-na como espancada e assassinada dois dias depois num hotel..., afinal há veracidade n'alguma delas ou ambas são brutas mentiras que foram propositadamente fabricadas para baralhar e encobrir algo mais aterrador?). Quem o fez e porquê, é o que é absolutamente necessário descobrir-se. O bando d'Argel foi mais do que conivente com o crime e terá sido o principal fautor, com algumas ajudas do exterior, do complot que levou à sua concretização e simultâneamente o seu encobridor.

É conhecido que o General, depois de meses a sentir-se bastante doente (sabe-se lá o que lhe fizeram à saúde, primeiro em Argel e a seguir no Hospital do país de Leste em que esteve internado e para o qual fora despachado a grande velocidade a conselho/mando dos 'camaradas' comunistas em Argel, para assim se verem livres dele o mais depressa possível, aproveitando a oportunidade óptima para darem por concluída a nefanda teia em que o envolveram, levando-o a cair ingènuamente na criminosa armadilha por eles montada) e desentendido com os pulhas d'Argel, estava decidido a entregar-se às autoridades portuguesas e disse-o aos comunistas locais. Ai o que ele foi dizer..., foi nesse exacto momento que assinou a sua sentença de morte.

Tinha sido uma afirmação perigosíssima!, então e os nomes de comunistas e socialistas de primeira plana que ele poderia revelar como colaboradores durante anos da P.I.D.E.? Claro que inconfidências desta natureza teriam que ser evitadas desse lá por onde desse.

E qual o motivo por que os arquivos da dita Polícia (que nunca deveriam ter saído de Portugal - tratando-se este de um crime de lesa-pátria gravíssimo sujeito a pena de morte em qualquer país decente designadamente no mais democrático e progressista do mundo, Estados Unidos - mas foram-no por terem ficado, propositadamente escolhidos a dedo com esta precisa intenção, à sua guarda um bando de vendidos e traidores) voaram para Moscovo logo após o 25/4? E porquê que ainda por lá permanecem ao fim de quarenta anos????
(cont.)

Maria disse...

(Conclusão)

O Mario Soares é um embusteiro e um patife de primeira apanha. Isso de ter sido advogado da família do General, foi mais um truque nefando que ele magicou com segundas intenções e em que ele, como bom maçon, é mestre. Os processos e meios como a maçonaria actua para atingir os seus fins diabólicos são sempre os mesmos em todo o mundo. Primeiro ela manda matar quem quer que seja que se entrometa nos seus desígnos malditos. Depois alicía as respectivas famílias, comprando-as com alguns milhões e/ou oferecendo-lhes casa bem montada numa qualquer capital de um país à sua escolha e em simultâneo arranjando emprego e mesada vitalícia para os viúvos ou viúvas, filhos, netos e bisnetos. Aconteceu com a família Delgado e o mesmo com outras conhecidas.
Este aldrabão e oportunista-mor que só quer poder, dinheiro e fama, propôs-se a advogar (com segundas intenções) o processo da família Sommer muito antes do 25 d'Abril e esse foi supostamente o único caso que defendeu em toda a sua vida de 'advogado' principalmente por lhe ser altamente conveniente (excluíndo mais tarde o da família Delgado, à qual ele afirmou não ter cobrado um tostão..., sendo este 'processo' uma farsa muito bem montada) e que se prolongou anos sem fim, propositadamente, para ele poder arrecadar muitos milhões como pagamento, milhões esses que lhe serviram que nem ginjas doces para poder não fazer mais nada na vida a não ser conspirar contra a Pátria e difamar os seus Governantes, ficando o resto do tempo livre de papo para o ar, isto até lhe ter caído no colo o governo de País do Céu aos trambolhões e com ele cruel e definitivamente traçadp o imerecido e trágico destino reservado a uma Nação Nobre e quase milenar de seu nome Portugal.

E não foi só o General Delgado que perdeu inglòriamente a vida nas garras da maçonaria liderada em Portugal por este traidor. Foram outros portugueses tão ou mais importantes - e por isso mesmo muito perigosos - que poderiam hipotèticamente vir a neutralizar o Mal, cortando-lhe cerce a margem de manobra, que a Seita teria por força em mente provocar no nosso País. Dentre eles, os dois portugueses de garra e valentia que a maçonaria mais temia, sobretudo Sá Carneiro mas também Amaro da Costa. Uns bons anos depois, seguir-se-ia outro português de lei e uma alma demasiado boa para enfrentar tão demoníacas criaturas, Mota Pinto - é preciso lembrar que o pulha não queria parceiros de governo com o mesmo poder, poder que só a ele teria que pertencer para ser-lhe mais fácil tramar o povo sem ninguém extra-seita notar e poder pilhar os dinheiros públicos até fartar.

Entrementes outros seres inocentes e bons e polìticamente menos importantes e (aparentemente) sem suficiente poder para travar os ímpetos malígnos da seita, ainda assim foram morrendo um após outro de 'causas naturais', não fosse o diabo tecê-las, tal como aconteceu, por exemplo, ao Prof. Mota Pinto e igualmente ao dono do Cessna. Cessna em que, por atentado à bomba a mando da seita satânica, morreram carbonizados os malogrados Sá Carneiro, Amaro da Costa e mais os cinco infelizes acompanhantes. Todos eles inocentes e todos mandados brutalmente assassinar. E deste modo, já dona do país e do povo, a seita ficou liberta de entraves para poder actuar em roda livre. E foi exactamente isso que se permitiu fazer. Até hoje.

Obs.: Não li ainda a documentação que o José publicou, mas imagino perfeitamente o que por lá virá descrito.

mujahedin مجاهدين disse...

É a terceira vez que conta essa história ó Floribundus!

Mas quem diabos é o Coronel Repas?

zazie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zazie disse...

Vou apagar a mensagem poque o código entro ue não se vê

zazie disse...

Isto é estranho. Abrindo o post assim:

http://portadaloja.blogspot.pt/2014/05/o-caso-humberto-delgado-o-primeiro.html

Não se vê nada. Está tudo bem.

Vou testar no post mais acima.

zazie disse...

Nos feeds v~e-se que está tripliado.

Mas está porque entrou um código de xml no meio.

http://portadaloja.blogspot.com/feeds/posts/default

E isso é que é estranho.

Se fosse ao José copia o post, mas na versão html, depois apagava-o e fazia outro.

mujahedin مجاهدين disse...

Já se apurou o problema Zazie. Não sei porque é que o José ainda não corrigiu, mas penso que percebeu o que fazer.

Copiar do Word corre mal por vezes. Esse código xml vem de lá.

zazie disse...

Eu acho que não é só isso.

V. tem duas hipóteses de escrever no blogger. Colando ou não colando texto.

Uma é abrindo a caixinha apenas no html.

A outra é em "texto" onde até existem mais ferramentas para tipo de letra e alinhamento e assim.

Quando se cola ou escreve aí o blogger automaticamente insere código html.

Se o José fez isto, e depois apaga apenas na janela de texto e não na da html onde se pode ler todos os códigos, não altera nada e apenas duplica ou triplica o erro.

zazie disse...

V. pode julgar que apagou tudo nesse formato e vai á janela de html e estão lá os códigos.

E isto é código de html ou xml (para o caso tanto faz).

zazie disse...

Veja aqui a mesma coisa.

O primeiro tem o código html e até copiei para lá a macacada que está no do José.

O segundo está aberto no "redigir" onde não se deve escrever ou colar porque não topa o código html

http://gyazo.com/ff3b8b043c7c652e3f84c337e3ba83a5

http://gyazo.com/0c123623dc8e6f020fe7ab2721436e9c

zazie disse...

Deve-se escrever ou copiar par ao htnl e, só depois, abrir a janelinha do "redigir" para alinhar ou alterar tipo de letra ou assim.

mujahedin مجاهدين disse...

Mulher, vá por mim que sei o que digo...

Esse XML vem do Office.

zazie disse...

Pôrra que v. deve ser mesmo carneiro.

Alguém disse o contrário?

O que eu mostrei foi uma mesma mensagem vista na versão html e vista em texto.

Numa só se lê "bla, bla, bla" e tem lá código marado escondido.

Na versão html vê-se o código.

De nada adianta ao josé apagar na versão "escrita" se não apagar na html.

Bem pode depois escrever tudo sem ser no word, no bloco notas, para não levar html que ele já lá está!

Percebeu, agora?

zazie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zazie disse...

Consegue entender estas duas imagens da mesmíssima caixa do post?

http://gyazo.com/ff3b8b043c7c652e3f84c337e3ba83a5

http://gyazo.com/0c123623dc8e6f020fe7ab2721436e9c

zazie disse...


http://gyazo.com/edd6c02a6d3683515ef9e6532e21acbf

http://gyazo.com/1038d314db534b99d7eb09e80491b841


Na primeira está aberta em html.

Na segunda em "redigir"

V. publica e só aparece "bla´,blá, blá

E o html está lá escondido!

Bem que pode apagar e voltar a apagar o "blá, blá, bla".

Se não abrir no html fica lá tudo na mesma!

zazie disse...

Não sabe mais que eu que sou expert em problemas técnicos.

E auto-didacta.Pergunte ao josé se não era assim já no Pastilhas

ehehehe

zazie disse...

V. não usa o blogger nem sabe a diferença

zazie disse...

Mas, já que percebe destas cenas, diga-me lá então como apagar esta merda que aparece na Open ID e que me bloqueia tudo:

http://gyazo.com/97fe1b00687e4ce734df8b90af13a7a2

Não dá para apagar. Fecha logo e fica lá na mesma

mujahedin مجاهدين disse...

Que merda? Que é que não dá para apagar?

Eu não uso isso, tem que explicar melhor...

zazie disse...

Não dá para apagar aquelas tretas que aparecem dentro da caixa da Open ID.

Foi porcaria da gforce que se infiltrou e mais de outros e agora bloqueia tudo.

Pois, como não usa não percebeu o problema que aconteceu aqui, no blogue do José.

zazie disse...

Quando vou a aceder ao Cocanha aparece isto:
http://gyazo.com/305647d696aff6da7fc5908e92891c72

E tal acontece porque, nos links de Open iD se infiltraram estas coisas .-da g force e mais dos outros 2.
http://gyazo.com/f5a5a0344f6b854545f471cd63c0b816

Mesmo que queira apagar não dá

mujahedin مجاهدين disse...

Já percebi já. Não faço ideia como é que o José compõe os postais. Mas se usar o notepad isso não volta a acontecer.

Para corrigir o que já está, tem lógica fazer como V. disse realmente.

Quanto ao openid, isso é que eu não uso. Tem a certeza que o que aparece nessa tal caixa é possível apagar? Que não é só para mostrar?

E também não vejo gforce em lado nenhum, nem nunca ouvi falar...

mujahedin مجاهدين disse...

Os links que aparecem aí, um é de um sistema de comentários que já mudou de nome até. O do meio é esquisito. E o último é de um repositório de software open source.

Mas não uso OpenID e não faço ideia como é que os urls podem ir aí parar...

josé disse...

Já está tudo resolvido: apagada a citação. Ahahaha.

Julgo que foi porque tentei copiar do site da Economist e não permitia.

Então copiei e colei no Word e voltei a copiar de lá para o blogger. Depois deu no que deu.

Assim já está.

zazie disse...

Se calhar foi mesmo isso.

Era muito estranho todo aquele código.

zazie disse...

Os urls foram lá parar por via de hacker ou do próprio site deles que deixou de estar activo e se transformou em porcaria com bugs.

O da Gforce era onde tinha a música.

Mas eu nunca adicionei esses urls a qualquer Open ID. Entraram aí e agora não dá para apagar.

mujahedin مجاهدين disse...

Agora também passo :p

zazie disse...

Porque não sabe resolver

":OP