sexta-feira, 2 de maio de 2014

A censura Militante

Em 1969 as publicações d. quixote, editaram um pequeno "caderno d. quixote" sobre um tema da época: "URSS- 50 anos depois".  O livro coligia vários textos extraídos da Foreign Affairs, The new Statesman, Unesco Courier, Le Monde Diplomatique, New Left Review, etc..

Um dos textos publicados era de Alexandre Soljenitsine, a ovelha negra do comunismo soviético e que só não foi eliminado por ter sido prémio Nobel no ano seguinte e com grande notoriedade mundial.
O que segue é uma carta de Soljenitsine ao "congresso dos escritores soviéticos", publicada no Le Monde de Maio de 1967, um ano antes  da chamada Primavera de Praga entusiastica e energicamente aplaudida pelos comunistas portugueses e Álvaro Cunhal em particular. Aquando da publicação em Portugal,porém, tal já era do domínio público que os comunistas escondiam.


O tema, naturalmente,  é a censura, a opressão vivida pelos escritores na URSS "há dezenas e dezenas de anos". Era uma censura "não prevista na lei e portanto ilegal", escreve Soljenitsine.

Os mesmíssimos comunistas que pregavam por cá contra o fascismo, tinham por lá, no regime que ambicionavam ver  aplicado cá, em Portugal, uma censura ainda pior do que aquela que existia por aqui.

Ainda assim e sem qualquer vergonha ideológica, os comunistas portugueses, em 2000, no seu órgão de informação e propaganda O Militante, denunciavam a  censura de Salazar e Caetano como qualquer coisa de hediondo e fascista. Claro, sem comparação com o que havia então na URSS...porque disso nem falavam.

Este texto que começa assim:

" A Censura constituiu, na verdade, uma peça central da estrutura orgânica do Estado Novo, do seu aparelho repressivo, propagandístico e de
enquadramento político-ideológico da população, de tal modo relevante para a ditadura que não nos podemos dar por satisfeitos com o que já a seu respeito conhecemos. Com efeito, a intervenção da Censura ultrapassava, em muito, os cortes, as suspensões e proibições a nível da imprensa e do livro, a que habitualmente a associamos. Além disso, a Censura abrangia, igualmente, a rádio, a televisão, o cinema, os espectáculos, as artes plásticas, a música, o ensino. As suas consequências, na esfera do ensino, da formação das mentalidades, e no condicionamento político-ideológico dos portugueses foram tão importantes que não duvidamos da necessidade de se aprofundarem as investigações neste campo."
...torna-se por isso mesmo obsceno.

Criticar a Censura de Salazar e Caetano em nome de um regime cuja censura era bem pior significa o quê em termos de lógica política? Estupidez pura? Ou vontade deliberada de mistificar e enganar os militantes e potenciais votantes?
O que vale um partido deste género? Legitima a sua existência com estes comportamentos?
Por que razão o PCP nunca é confrontado com estas realidades e passa por ser um partido "como os outros", a quem até as impresas sic dão voz democrática e de condescendência política?

27 comentários:

lusitânea disse...

Mas agora têm a mais portentosa máquina de propaganda na mão.E com patrões compreensivos...

Dinada disse...

"(...)O que vale um partido deste género?(...)"

NADA.

"(...)Legitima a sua existência com estes comportamentos?(...)"

NUNCA

"(...)Por que razão o PCP nunca é confrontado com estas realidades e passa por ser um partido "como os outros", a quem até as impresas sic dão voz democrática e de condescendência política?"

ADORAVA SABER RESPONDER!

JC disse...

Por que razão o PCP nunca é confrontado com estas realidades e passa por ser um partido "como os outros", a quem até as impresas sic dão voz democrática e de condescendência política?

Isso gostava eu de perceber.

Isso e, por exemplo, porque é que durante a Festa do Avante nunca perguntam aos seus responsáveis qual a razão pela qual convidam sempre para participar uma delegação da Coreia do Norte, esse país de ampla Democracia e Liberdade.

Dinada disse...

Isso é verdade JC? Pasmo...mesmo!

Floribundus disse...

o grrande problema da PCI era a 6ª esquadra Americana sediada nos arredores de Nápoles

o pcp sempre contou com a cobardia dos portugueses

pode à vontade ganir, exercer censura, mentir, difamar
porque não altera a realidade

o rectângulo
só mudou de credores

JC disse...

Não sabia, Dinada?
É verdade sim.

Vou ver se encontro alguma coisa que o comprove na net e já lhe mostro.

Dinada disse...

A sério, acho inacreditável. Nem sei o que é mais inaceitável, essa verdade ou a sua omissão generalizada. Porque credito que isso não seja do conhecimento geral. Apre é, sou educada demais para dizer coiso...!)

JC disse...

Numa busca rápida, descobri esta referência relativa à festa de 2010:

"Saudamos, também, os nossos convidados estrangeiros, camaradas e amigos que, em representação dos respectivos partidos comunistas ou organizações progressistas, aqui estão connosco, numa presença que vemos como expressão da solidariedade recíproca entre os nossos partidos – uma solidariedade sempre importante e mais ainda quando, como acontece na situação actual, o capitalismo manifesta de forma brutal o seu carácter explorador e opressor.
A todos esses camaradas e companheiros de luta, vindos da África do Sul, da Alemanha, de Angola, da Bélgica, do Brasil, de Cabo Verde, do Chile, da China, do Chipre, da Colômbia, da Coreia do Norte..."

Aqui:

http://www.festadoavante.pcp.pt/2010/comicio-de-encerramento-jos%C3%A9-casanova

JC disse...

Aqui, relativamente à mesma festa do ano de 2010:

http://www.festadoavante.pcp.pt/2010/node/78

"Ao visitar as dezenas de stands de partidos comunistas e progressistas presentes no Espaço Internacional, os visitantes poderão tomar contacto com as lutas e os desafios com que os trabalhadores, os povos e os partidos comunistas e progressistas vindos um pouco de todo o mundo se defrontam em cada um dos seus países, como na Alemanha (PC Alemão e A Esquerda), em Angola (MPLA), na Bolívia (PC da Bolívia), no Brasil (PC do Brasil e Partido dos Trabalhadores), em Cabo Verde (PAICV), no Chile (PC do Chile), na China (PC da China), em Chipre (AKEL), na Colômbia (PC Colombiano), na Coreia (Partido do Trabalho),"

Dinada disse...

(desculpe-me porque entretanto fui ali...vomitar!)

JC disse...

Quanto à festa de 2013, não encontro nenhuma referência à Coreia do Norte no programa oficial

http://www.festadoavante.pcp.pt/2013/espa%C3%A7o-internacional

Mas quase que jurava que li algures que o PC daquele País tinha lá uma banca qualquer.

JC disse...

Em 2011 também lá estiveram:

http://www.festadoavante.pcp.pt/2013/espa%C3%A7o-internacional

"Neste espaço que será consagrado ao tema «Solidariedade internacionalista, pela paz, o progresso, a cooperação e o socialismo», os visitantes terão oportunidade de tomar contacto com a intervenção política de dezenas de delegações de partidos comunistas, forças democráticas e progressistas e movimentos libertação, como: Alemanha (PC Alemão e A Esquerda), Angola (MPLA), Brasil (PC do Brasil e Partido dos Trabalhadores), Cabo Verde (PAICV), Chile (PC do Chile), China (PC da China), Chipre (AKEL), Colômbia (PC Colombiano), RPD Coreia (Partido do Trabalho)..."

Dinada disse...

Comé que estas coisas passam ao lado do "povo", hein Raquel Varela????

Chiça!

JC disse...

2011 parece que foi o último ano em que esteve presente na festa do avante uma delegação dos comunistas da República Popular DEMOCRÁTICA da Coreia (do Norte).

Pelo menos, não encontro mais nenhuma referência a presenças deles nas festas posteriores a essa.

Dinada disse...

Não "limpa" o passado, caro JC!

JC disse...

Claro que não.

Nem o facto de nunca - NUNCA - lhes terem perguntado a que título é convidavam para estar presente os representantes de uma ditadura sanguinária do séc. XXI.

JC disse...

E, já agora, o motivo porque não lhes perguntam AGORA porque é que deixaram de os convidar.

JC disse...

Se é que deixaram....

Dinada disse...

Tudo uma "cão"bada, salvo sela para os canídeos, pobrezinhos...

A sério, isto perturbou-me e surpreendeu-me, quando já achava que nada me espantaria!

Dinada disse...

*seja
é dos
"nerves"

Miguel Carvalho disse...

Uma das mais flagrantes "incoerencias" do PCP nas ultimas décadas, é a de o principal dirigente da URAP (União de Resistentes Anti Fascistas Portugueses) ter sido, durante bastante tempo, o membro do Comité Central e sub director do Avante Aurélio Santos.

http://www.avante.pt/pt/1934/temas/111853/

http://www.urap.pt/index.php/urap/documentos-mainmenu-33/172-interveno-aurlio-santos-no-encontro-internacional-urap-guengl


Aurélio Santos foi um anti fascista que desenvolveu quase toda a sua carreira de combate ao fascismo na Roménia de Ceausescu, como locutor da Rádio do PCP, que emitia para Portugal a partir desse país, onde a situação social e politica era a pior de toda a Europa de Leste. Combater o salazarismo a partir de uma aliança tácita com o regime de Nicolai Ceausescu é algo de surreal...

Miguel Carvalho disse...

Este recente cartaz do PSD também é algo surreal.

http://reverentia-lusa.blogspot.pt/2014/05/ontem-em-beja-o-psd-ml.html

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anibal Duarte Corrécio disse...

«Criticar a Censura de Salazar e Caetano em nome de um regime cuja censura era bem pior significa o quê em termos de lógica política? Estupidez pura? Ou vontade deliberada de mistificar e enganar os militantes e potenciais votantes?
O que vale um partido deste género? Legitima a sua existência com estes comportamentos?
Por que razão o PCP nunca é confrontado com estas realidades e passa por ser um partido "como os outros", a quem até as impresas sic dão voz democrática e de condescendência política?»

Esta é a verdade. Esta é a realidade.

MUITO BEM EXPRESSA POR JOSÉ.

O que magoa intelectualmente é haver essa condescência quase generalizada no universo mediático e as chamadas elites com acesso a esses Meios contemporizarem e não tomarem posição quando deveriam tomar.

Por exemplo:

Como é possível aguentar tantas e tantas greves e consentir que estivadores, pilotos da TAP, funcionários do Metro e da Carris,etc,etc parem e sabotem a actividade económica do País,por dá cá aquela palha, cumprindo o calendário politico do PCP e da Intersindical sua correia de transmissão?

Sou defensor da pressão junto DESTE PCP e da sua ilegalização, já que a sua actividade é desconstrutiva, sabotadora e criminosa.

O trabalho de desconstrução da mentalidade comuna deveria ser uma constante da vida nos meios de comunicação social.

Ao não o realizarem, todos os que nessa àrea trabalham são cumplices da barbárie.

Pinto Balsemão é exemplo maior desta cretinice.

Como pode este membro da ala liberal, fundador do PSD, alimentar uma SIC-Notícias, viveiro de jornalistas de esquerda, alguns deles de uma incompetência atroz, e consentir que operacionais possam comandar e dirigir tecnica e ideologicamente as emissões, numa lavagem ao cérebro permanente que opera desde os rodapés, ao alinhamento das notícias, às próprias notícias, e aos locutores que dão voz a textos execráveis sempre a espezinhar o que vem da direita e a enaltecer as marchas, as manifes, as greves, a contestação, fazendo de tudo o que aparece na realidade carne para canhão, para derrotar sempre os mesmos,

como é possível a esse 'democrata'chamado Francisco Pinto Balsemão permitir-se a isto e consentir este estado de coisas, abdicar de tudo a favor da lógica do lucro pelo lucro e pura e simplesmente obrar para o ideário social-democrata ?

josé disse...

O Francisquinho ganha a vida com isso e isso lhe basta.

A sua Política? "é o trabalho"

Anibal Duarte Corrécio disse...

Ah!Ah!Ah!

O verdadeiro super-juiz