terça-feira, 18 de setembro de 2018

The Economist: 175 anos de sociedade liberal

A revista inglesa The Economist atingiu a vetusta idade de 175 anos de publicação peródica ( volume 428 number 9109).
Publicada desde Setembro de 1843 tem certamente muitas histórias para contar, nos seus arquivos.

Ao longo dos anos que conheci a revista fui coleccionando alguns números especiais como estes:

Em Setembro de 1993 por ocasião da efeméride dos 150 anos o assunto de capa eram as ameaças do espaço exterior.



A apresentação do ensaio comemorativo tinha esta página:



Em finais de 1993 um número especial, duplo, sobre vários assuntos:


Na passagem do milénio o número especial também valia a pena:




Agora, o número dos 175 anos traz um ensaio desenvolvido sobre o "liberalismo" à inglesa, ou seja o protestante.

Começa com o manifesto:


E desenvolve-se por 10 páginas. O assunto é um pouco maçudo mas parece ser o estado da arte do pensamento da intelectualidade liberal sobre o mundo actual. Não se perde nada em conhecer...








Vale a pena ler destas revistas? Não sei. O Cavaco lia-a sempre, segundo disse uma vez. Apesar disso, quando governou foi o que se viu. Este Costa não lê, obviamente. Nunca leu. Se leu o Tio Patinhas já muito se pode esperar...porque é um compêndio ultra liberal. Provavelmente leu mais a Mafalda e coisas assim, mais do terceiro mundo politicamente correcto.

Sem comentários:

As perplexidades do caso Fizz