Páginas

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Diário de Notícias de 12 de Setembro de 1940

Em 12 de Setembro de 1940, o Diário de Notícias tinha esta capa:






As notícias da guerra...


E os anúncios do dia a dia...


Era assim o Portugal de Salazar em 1940. Quem ler os apontamentos do neo-realismo comunista vê outra realidade virtual.

7 comentários:

Neyhlup Josand disse...

O José tinha pais bibliotecários ou parecidos? :)

Onde é que arranja jornais de 1940?

Em relação aos textos: (ironia)como é que na longa noite do fascismo podia ser tolerável dizer que havia problemas, por exemplo no urbanismo de Lisboa! Pensei que o fascismo só permitia que se publicassem coisas boas nos jornais.

Ou como é possível que se publicasse com um tom tão isento, bombardeamentos dos nossos aliados ideológicos(os nazis)?

Não se entende mesmo.

Floribundus disse...

perante este exemplo a que assisti com 9 anos de idade

observamos a enorme fantasia que existe nas narrativas (diegética grega) dos anti-fascistas

nunca tive qualquer simpatia por jornalista, mas este eram duma isenção exemplar

no 3º trimestre de 1957 tive o privilégio de conhecer o Dr Augusto de Castro
quando este semanalmente visitava a irmã na pensão da rua Castilho onde morávamos

que diferença de classe intelectual e moral destes borra-botas que por aí andam como furões à procura de coelhos

foi a ler os anúncios do DN que comecei a verificar a diferença entre o meio citadino e o rural onde vivia

josé disse...

Estes jornais de 1940 arranjei-os em Coimbra num alfarrabista há uns tempos. Tenho vários e todos do mesmo mês.

josé disse...

Mas tenho coisas ainda mais antigas. Por exemplo vários exemplares do Saturday Evening Post de 1928, de Maio.

E da revista Victoire, do tempo da II Guerra. E ainda outras publicações nacionais que um dia mostro aqui. Ando à procura de uma que tem a alta coimbrã antes das obras. Já a vi e não sei onde está, mas um dia destes encontro.

Floribundus disse...

a minha família e amigos eram anglofilos com excepção dum parente 15 anos mais velho do que eu que andava em Lisboa nos últimos anos dum curso superior

nas férias levava uma maleta com propaganda nazi que me dava a ler e da qual fazia o elogio

guardava em casa do pai imensos documentos, jornais e revista nacionais e estrangeiras desde a IGG

quando o pai faleceu vivia fora do país. era boa pessoa, mas a cunhada e o Irmão andavam desavindos com ele.

quando me disseram para escolher umas fotos do falecido e família
verifiquei que tudo desaparecera

Pedro Lopes disse...


Mas porque raio andavam os ingleses a bombardear a Bélgica e Berlim em 1940?

Segundo a narrativa "oficial" só os "malvados" nazis é que atacavam os indefesos ingleses.

E o que andavam os submarinos ingleses a fazer no mediterrâneo?
Á pesca do atum e da sardinha?

josé disse...

Veja o título: " A guerra europeia". Ainda não se dizia II Guerra mundial...