sábado, 24 de março de 2018

Adriano Moreira, inventor de rifões

Adriano Moreira tem uma entrevista extensa, no Sol de hoje.

Vale a pena ler e começa pela capa:



O velho professor de Direito já nem se lembra que os rifões são  tão antigos que não precisam de ser inventados por ninguém, nem sequer por quem acha que assim contribui para o enriquecimento do léxico, através da prosápia.

Ora repare-se nesta página do Rifoneiro Português, de Pedro Chaves,  da Editorial Domingos Barreira, do Porto em 2ª edição de 1945 ( a primeira é de 1928): " a culpa ficou solteira"...lá vem para contrariar a sabedoria do professor Moreira cujo único pecado público é não ter contribuído para educar a filha como pessoa de juízo e não a pobre diabo que aparenta ser.



Quanto à entrevista acho-a muito interessante no que diz respeito à sua opinião sobre o Estado Novo, Salazar e o tempo dele. Instrutivo e de bom senso. Salazar nem era assim tão casmurro. Era apenas um fruto da época, do meio e da educação, para além dos genes. Tudo junto, um ser excepcional que deveríamos estudar mais e saber o que pensava, porque o escreveu. Os seus Discursos dizem-no e a sua vida atesta-o. Os discursos estão esgotados e a vida sabemo-la pelos historiadeiros como os Rosas&Flunser. No elenco desta, em livro recente, o professor Moreira será amigo ou inimigo de Salazar?
Assim, poucos há interessados nisso, uma vez que preferem denegrir o regime que os perseguiu por serem comunistas e não perdoam tal afronta ao antigo Presidente do Conselho que assim impediu uma Frente Popular em Portugal, à semelhança da França e da Espanha, no seu tempo.













70 comentários:

Floribundus disse...

conheço-o por intermédio da Margot

a filha, a sua pior obra, parece seguir as suas pisadas

blá, blá e já está

quem tem um antónio das mortes
não precisa de dizer pior de mais ninguém

nem sequer do entertainer

o sr Silva parece ter sido o último PR

lino disse...

Além disso, o dito popular também existe pelo menos em espanhol e em italiano:
"la culpa murió soltera", "la colpa morì fanciulla". O Professor Moreira está a confundir a paróquia com o mundo.

Hugo disse...

Quem inventou isso foi o presidente Marcelo, isso e as condolências preventivas... Que ridículo país...

altaia disse...

Tanta inteligência e superioridade moral, é uma pena estar desperdiçada num canto da Tailândia, não é Josè.

joserui disse...

Eu sou a favor de atribuir a invenção ao PS, o partido que mais lhe deu corpo. Ou então ao paizinho da pátria, o saudoso Mário Soares, que descanse em paz.

joserui disse...

Diz que o labrego do Costa foi limpar a floresta… para que é que abri o Observador, isto é patético. Continua a operação de limpeza das mortes, feridos e destruição de 2017.
Os incêndios começados no dia 15 de Outubro de 2017 consumiram 202.150 hectares, se esse dia fosse um ano, seria o quarto mais destrutivo. E anda o Costa a roçar mato em Março. Era quem lhe roçasse o focinho. Já não bastavam os incêndios, andam estes ignorantes a destruir o que resta, importantíssimo para abelhas, todos os insectos, pássaros e animais. Isto é terrível.

joserui disse...

Aliás, os incêndios de 2017, mais um caso em que a culpa morrerá solteira, qed.

joserui disse...

Morreu mais uma vítima dos incêndios de Outubro (Observador). Nem de propósito. Anda o Costa a roçar mato, a ver se passa…

Neo disse...

Depois do barbecue, em vez de resolver os problemas, lança uma grande operação de marketing. Nisto os socialistas são imbatíveis.

Ricciardi disse...

Claramente, se Adriano Moreira tivesse sido escutado pelo ditador de má memoria não teriam existido problemas na transição de Portugal para a democracia. Mas não, Salazar comunicou a Adriano Moreira que tinha de suster as politicas que Adriano tinha começado e este, como pessoa de bem que é, só teve um remédio. Demitir-se.
.
Salazar acomodou-se ao poder e subjugou-se aos interesses militares (o poder dependência do uso da força) ao contrário dquilo que Adriano preconizava.
.
Adriano é um homem de bem. Tivesse sido escutado pelo ditador...

Rb

Pedro disse...

Caro Ricciardi.

Até que enfim que leio comentários inteligentes neste blog. Obrigado.

De facto Adriano Moreira é se calhar a ÙNICA pessoa de valor na direita portuguesa.

Poderia ter feito uma melhor transição e uma melhor independência, quiçá uma federação com os países africanos.

E no CDS é o único que se revolta contra a ditadura dos mercados que todos os seus correligionários seguem caninamente.

Se morrer primeiro que eu, se calhar é o único político de que vou sentir a falta.

lusitânea disse...

A contra informação é do caraças.O Adriano era o maior e o malandro do Salazar uma nódoa.Mas depois com o país na mão já vai numa dívida de 7165 toneladas de ouro e imaginem numa colonização africana a todo o vapor.Um império dos pequeninos só do Minho ao Allgarb e em que os interesses militares agora são ir salvar para África e claro fazerem de cabras sapadoras enquanto nem as armas conseguem guardar...

lusitânea disse...

E tais interesses militares actuais até ficam satisfeitos por terem uma comissária política a regular-lhes a passagem de cartões na ADM e reverentes senão o "atraso" passa de meses para definitivo.E dividindo claro como bons socialistas com tudo o que os políticos lá meterem.Mormente os vindos de África imaginem...

Floribundus disse...

a dupla PR-pm
lembra-me

Sr Hyde-dr jeckyl

Floribundus disse...

lembrando Graham Green

Adriano
'o poder e a glória'

Antonio das mortes
'terra sem lei'

Bic Laranja disse...

Não me interessa a entrevista nem a personagem. Um ex-ministro de Salazar que singra sem má imprensa depois do grande acidente nacional, como sucede a este cavalheiro, é para deixar de pé atrás qualquer um que reflicta conscientemente nestes factos.

Quando o prof. Marcello Caetano se lhe refere nas Minhas Memórias de Salazar como um «rapaz esperto embora não muito brilhante», subentende-se tudo.

José Hermano Saraiva foi professor no I.S.C.S.P.U. quando Moreira foi ministro do Ultramar e ao depois de ele ser demitido. No cap. 7 do seu Álbum de Memórias conta o que se passou nessa altura com ambos e deixa-nos, sem baixeza, um retrato fidedigno de Adriano Moreira.

Cumpts.

Pedro disse...

Caro Laranja.

Acha que o Caetano era ele próprio "brilhante" ?

Aquilo que se viu foi que nem conseguiu democratizar o país nem salvar a ditadura.

Bic Laranja disse...

@Pedro

Por uma única vez lhe respondo:

O verbo «democartizar» e o substantivo «ditadura» em referência ao prof. Marcello Caetano dizem-me que V. mesmo é que é brilhante.

Cumpts.

muja disse...

Fugi, que vem lá o Putin montado na águia bicéfala!

josé disse...

O Putin é um filho degenerado pela corrupção que Ieltsin permitiu.

A Rússia antiga está de volta e ainda bem. Mas não é o Putin que deve ser entronizado na heroicidade, parece-me.

A Rússia tem mais e melhor que este salafrário da estirpe de um Sócrates.

Pedro disse...

Caro laranja.

O facto de você apenas comentar uma gralha e pretender que o ultimo ditador do estado novo era democrata diz bem do nível da sua inteligência.

Bic Laranja disse...

Excepção.
Burro é V. Pedro.

Pedro disse...

Caro laranja.

O próprio Salazar definia o seu regime como antidemocrático.

«Quanto a nós que nos afirmamos por um lado anti-comunistas e por outro anti-democratas e anti-liberais, autoritários e intervencionistas…»

Salazar


Mas já vi que neste site reina a aldrabice mais bronca.

Fique lá com os seus "democratas" do estado novo se isso satisfaz a sua vossa burrice.

Maria disse...

Corroboro tudo quanto Bic Laranja escreveu.

Conforme já aqui disse por várias vezes, o meu Pai foi desde a juventude um republicano convicto, os estudos em Coimbra contribuiram sem dúvida para isso. Não gostava de Salazar nem do Regime. Curiosamente nunca disse mal nem de Salazar nem do Regime. O que motivou esta aparente contradição? Várias causas. Os seus elogios a Salazar referiam-se a qualidades indiscutíveis do Estadista: o seu enorme patriotismo, sendo duas das suas prioridades absolutas como Governante: colocar a defesa do País e do Povo contra tudo e contra todos.

Isso incluía ser oposto a um eventual regime democrático que, com a forçosa autorização dos comunistas e socialiastas a fazerem parte de um tal regime, obrigaria a uma abertura do País a toda a casta de traidores e agentes subversivos de esquerda que destruiríam a paz e a segurança do País e, uma vez estas alcançadas, a imediata perda da Soberania e da Independência de Portugal.

Foi exactamente isso que aconteceu com a abertura à oposição que Marcelo Caetano ingènuamente levou a efeito, permitindo-lhes o acesso a eleições e posteriormente a sua inclusão no Sistema. E fê-lo desconhecendo ou não dando a devida importância à maldade e anti-patriotismo de que eles eram possuídos e já o tinham demonstrado à saciedade no exílio com as suas inúmeras reuniões secretas conspirativas e a organização de múltiplos actos subversivos contra Portugal e até contra Salazar.

E em virtude dessa bondade e honestidade genuínas de Marcelo Caetano, as mesmas que sempre haviam caracterizado a moral de toda a população portuguesa sem excepção, eles, os traidores, aproveitaram-se cìnicamente dessas qualidades do Governante e acto contínuo espetaram-lhe as facadas nas costas que necessitaram para levar a sua avante ou seja, dar cabo de Portugal e foi o que fizeram. Vistas as coisas à distância, Salazar sempre havia tido razão quanto a ter deixado bem longe do País os traidores à Pátria.

Era Marcelo Caetano um democrata? Inicialmente não foi nem podia ter sido dado o Regime que então vigorava e que ele apoiava e ao qual era totalmente fiel, como português de lei que sempre fora. Mas após a morte de Salazar viu a oportunidade de alterar a sua prévia ideologia, tornando-se indiscutìvelmene num democrata ou não teria agido com os oposicionistas ao Regime do modo como o fez. Sem se apreceber, acabara de cometer um erro crasso. Para mal dele, de Portugal e dos portugueses. Como de resto ficou provado à exaustão com o decorrer das décadas, desde o 25/4 até hoje.

majoMo disse...

'Bic Laranja' e 'Maria' descreveram e definiram a realidade - que não a Realidade Virtual, tal como é descrita nos 'Manuais para Totós' muito premiados e lidos nas Academias - como se prova em comentários de Doutos...
Marcelo Caetano acreditou nas aparências das boas intenções, sempre apresentadas para mais depressa se apoderarem do Poder, sem que o País nada interesse para os seus interesses Oligárquicos - como se comprovou pelo desprezo sobranceiro pelos Povos do Além Mar.
Tão descolonizadores que foram - que não descolonizaram/abandonaram as primeiras colónias de Portugal: Madeira e Açores. Porque não eram 'negros' a maioria dos seus habitantes... Que - também... - estavam na alçada da então vigente Conferência de Yalta...
Na sua credulidade Marcelo Caetano, p.e. substituiu como Estado-Maior-General das Forças Armadas Venâncio Deslandes pelo gelatinoso Costa Gomes, conhecido no Colégio Militar, quando aluno, pelo 'Judas' - o que já diz muito do que veio a seguir...
E Adriano Moreira tudo fez para afastar Deslandes de Governador de Angola (onde estruturou a Defesa de forma notável, neutralizando as acções terroristas iniciadas pelos americanos e prosseguidos pelos soviéticos livremente em área geo-política que o acordado em Yalta permitia e favorecia), com os artifícios habituais que tinha - e que José Hermano Saraiva descreveu e caracterizou a personagem com o uso de 'patifariazinhas' típicas da inteligência da perversidade narcísica sempre admirada e temida...
E Venâncio Deslandes recusou-se a receber o Louvor que lhe foi atribuído, após sair do Governo-Geral de Angola,das mãos de Adriano Moreira...
Presumo que a 'Margot' referida pelo 'Floribundus' seja Margot Dias, casada com Jorge Dias, o fundador do Museu de Etnologia do Ultramar (agora Museu de Etnologia) e notável Etnólogo - muito convenientemente esquecido e silenciado pelo Sistema que vingou.
E aqui também Adriano Moreira com a sua rebuscada e torcida inteligência - teve sucesso em afastar Jorge Dias, como também Vitorino Magalhães Godinho...

Maria disse...

Leia-se "aperceber"

Devo ainda acrescentar que o meu Pai, ainda que muito mais novo, conheceu o pai de Mário Soares por motivos de trabalho. Conheceu Marcello Caetano. Teve como seu médico ortopedista um dos médicos particulares de Salazar.

Certo dia, pouco depois do 25-A e quando Soares andava a vomitar mentiras contra a 'ditadura' e contra o Estado Novo a cada frase que proferia, o meu Pai sai-se com esta "o pai dele (João Soares) era uma pessoa como deve ser, mas o filho (Mário Soares) é um autêntico palerma". O meu Pai disse isto estava a 'democracia' no seu início, infelizmente não viveu o tempo suficiente para chegar a ver a maldade de que Soares era feito ou nunca teria sido tão benévolo na adjectivação.

Muito eu gostava que o meu Pai tivesse vivido mais uns anos largos para poder ouvir a sua opinião abalizada sobre Soares e o bando de que este se rodeou para dar cabo de Portugal. O meu Pai sempre se havia considerado um republicano indefectível e como tal um não apoiante do Estado Novo, era não obstante um patriota acima de tudo, além de possuidor de uma rectidão de carácter a toda a prova e de uma formação moral superior.

Dentro das suas amizades contavam-se alguns comunistas e socialistas que conservara do tempo de estudante em Coimbra, mas também salazaristas e muitos monárquicos, estes por ter sido criado e educado no meio deles e por ter vindo a casar com uma monárquica, minha Mãe, cuja família também o era.

Muito eu gostaria que o meu Pai tivesse vivido mais uns anos - ele que não admitia traições, corrupções ou a mínima desonestidade da parte dos governantes ou de quem quer que fosse - para saber o que diria do pulha Soares sobre os seus inúmeros actos de mega-corrupção, dos seus múltiplos crimes de lesa-pátria e dos milhões de crimes de sangue a seu mando, com a ajuda preciosa dos traidores Cunhal, Almeida Santos, Rosa Coutinho, Otelo, Melo Antunes, Costa Gomes e de mais um punhado de gente da mesma igualha.

Sim, o que diria o meu saudoso Pai se tivesse vivido mais alguns anos para ter podido assistir ao que estes miseráveis fizeram a Portugal e ao seu Povo.

Pedro disse...

A Maria, que já aqui afirmou que os campos de concentração eram autênticos campos de férias a dizer que o Caetano era um grande democrata.

Este blog é um verdadeiro circo.

muja disse...

Putin é um degenerado pela corrupção, José? Um salafrário da estirpe de Sócrates?!

Mas... porquê?

Com que fundamento afirma essas coisas?

Espere! Já sei! Ouviu na CNN!?

josé disse...

Não. Ouvi o José Cutileiro na Antena Um a citar uma opinião antiga, com a qual concordo.

E ouvi mais: que a União Soviética era um país do nível do Alto-Volta ( actualmente Burkina Faso) em que se destacava apenas o desenvolvimento militar, na época.

Putin é dos maiores milionários que existem. O ordenado de presidente da Rússia nunca lhe permitiria tal.

Portanto, da estirpe do Sócrates.

muja disse...

Pois, na CNN então. Certo.

Ele é milionário? Desconhecia. Quantos milhões tem?

E antes de ser presidente da Rússia, quantos milhões tinha?

muja disse...

Em qualquer caso, longe de mim entronizar seja quem fôr, excepto Oliveira Salazar.

Os russos, porém, parece que gostam dele. Não sei se o entronizarão, mas eu se fosse a eles entronizava.

Miguel D disse...

"Em qualquer caso, longe de mim entronizar seja quem fôr, excepto Oliveira Salazar."
Ámen

:-D

Miguel D disse...

Quanto ao Adriano, tão incensado pela nossa esquerda como um exemplo da direita civilizada, haveria muito a dizer.
Curioso como se olvida algo que o próprio relata nas suas memórias, designadamente o seu projecto do início dos anos 70 de uma aliança entre Portugal, o Brasil e África do Sul do Apartheid para constituição de uma NATO do Atlântico Sul, uma SATO, portanto. Pouco depois andava com o Mário Soares pelo braço, festejando as vitórias do socialismo democrático.
Faz lembrar o Vital Moreira, mas ao contrário. Da CDU portuguesa para a CDU alemã...

josé disse...

A opinião antiga é anterior à CNN...O Alto Volta já nem existe.

josé disse...

O professor Martinez está convencido e anda a escrever no o Diabo que a Rússia se salvou devido às avós que conservaram a memória da religião ortodoxa e a ensinaram às filhas e agora netas.

Deus queira que tenha razão, mas duvido.

Pedro disse...

Ena pá, tanta gente a entronizar o Salazar.

E no entanto as organizações salazaristas desaparecem todas porque 99% dos salazarentos são demasiado cobardes e preguiçosos para as apoiar.

josé disse...

A verdade é que Putin tomou posse, beijando o Livro sagrado na presença dos dignitários religiosos.

Aqui, nem vê-los. Foram corridos pelo jacobinismo maçónico.

Pedro disse...

Cara Maria


O Marcello Caetano não caiu por ser "bondoso".

Caiu porque os seus apoiantes são uma cambada de cobardes que se esconderam todos quando ele precisou do seu apoio.

No 25 de Abril onde estava esta malta toda que "entroniza" o Salazar quando vê que já não há perigo ?

No pós 25 de Abril onde está esta maltosa quando as organizações salazaristas desaparecem por falta de apoio destas centenas de milhares de "valentes" salazaristas de sofá ?

Cambada de cobardes.

muja disse...

Para os dignatários religioses que temos, mais vale que estejam calados e quietos. Bem se viu, naquele caso do juiz machista sexista, o que valem.

Eu, como dizia aquele pessoal entrevistado sobre a censura, tiro umas pelas outras: quanto mais não gostam dele, Putin, mais eu gosto.

E já perdi algum tempo a ver como fala e como responde às perguntas.

Parece-me alguém a milhas de seja quem for na Europa, especialmente em Bruxelas, em termos de sentido de Estado e bom-senso.

Ignoro quantos milhões terá, mas pelo que ouço, para além de todos os males do mundo, acusam-no de ter engaiolado uns quantos oligarcas, e feito fugir outros tantos, possivelmente mais ricos que ele.

Outros oligarcas ou plutocratas também dizem que ele traiu a nova ordem mundial, e coisas assim.

Alguma coisa fez que despertasse o ódio a essa gente. E como só o que é bom é que os incomoda, sou parcial ao Vladimir Vladimirovitch.

josé disse...

Há quem goste do Sócrates por idênticos raciocínios.

josé disse...

A Rússia verdadeiramente não saiu do tempo dos czares. É perguntar a um ucraniano o que pensa de Putin...

muja disse...

Há? Quem?

muja disse...

O que fez Putin aos ucranianos?

Estarão chateados por o embaixador russo não andar a distribuir biscoitos em pleno motim, como fez a dos americanos? Aquela que disse “Fuck the EU”. Se calhar é isso.

Ahaha!

muja disse...

Isto é o síndrome Milhazes: depois da União Soviética ir à vida, passou a ver ditadores russos em todo o lado nomeadamente na pessoa de Vladimir Vladimirovitch. Antes é que não via nada. Andou por lá e não viu nem ditaduras, nem ditadores - nada de nada. Nadinha!

Agora, é o Deus ma livre que lá vem o Putin na bicéfala!

josé disse...

A Ucrânia faz parte da Rússia?

muja disse...

A Crimeia faz parte da Ucrânia?

Maria disse...

"A Rússia verdadeiramente não saiu do tempo dos czares." (José)

E o José acha mal? Olhe, eu não acho. Foi durante esse tempo que aquele povo teve paz, segurança e uma vida tranquila e a prática livre da sua religião. São os descendentes dos russos daqueles tempos quem o afirma. E quem nos dera que aparecesse alguém da fibra de Putin para voltarmos a ser o País Soberano e Independente que já fomos, para recuperarmos a paz, a segurança e a alegria de viver que nos foram roubadas num dia aziago de Abril de 74 e que se tem mantido até hoje.

Putin expulsou (ou vai expulsar, não sigo as notícias russas com regularidade e portanto não sei se isso já aconteceu) o 'grande amigo dos povos ocidentais' George Soros a querer intrometer-se na sua governação. Mais disse que não quer o mundialismo a mandar no seu País. Só por estas suas corajosas e patrióticas decisões já devia merecer o apoio de todos os povos europeus e já agora dos do resto do mundo que não se querem submeter aos ditames do governo sionista mundial.

E sim, Putin é religioso e respeita a religiosidade do seu povo. Outra grande virtude daquele que de certeza vai deixar marcas indeléveis de patriotismo na Rússia e na própria Europa. É bom reparar que os comunistas-sionistas norte-americanos, que é quem manda nos E.U. e na maioria dos países europeus por interpostos governantes-fantoche, têm-no acusado de tudo e de mais alguma coisa para difamar o seu nome, ridicularizar as medidas patrióticas que tem vindo a tomar para bem do seu povo e tudo isto ùnicamente com o intuito de o tirar do poder e colocar no seu lugar um vendido ao mundialismo. Deus queira que isto nunca venha a acontecer.

Putin pode ter todos os defeitos do mundo, mas tem demonstrado algumas qualidades que anulam todos os seus defeitos: é patriota, defende à outrance o seu País e o seu Povo de quem os queira atacar e não admite ingerências na sua governação pelo governo sionista mundial. Foi pràticamente esta política, noutro contexto, a adoptada por Salazar e justamente por isso enquanto governou teve sempre o apoio da totalidade dos portugueses.

Bic Laranja disse...

Tornando a Adriano Moreira, o que escreveu o prof. Marcello Caetano…

Mais o que contou o prof. Hermano Saraiva e o Majomo bem resumiu…

A quem posa interessar.

josé disse...

Sabe porque é que o czar Alexandre caiu e ninguém o ajudou?

Foi exactamente pelo que sucedeu aqui em 25 de Abril de 1974. Até tiveram um Mário Soares, chamado Kerenski.

O povo em geral estava farto e bastou um grupo de manipuladores políticos, chefiados por Lenine que foi apoiado pelos alemães.

Miguel D disse...

Aqui concordo com o Jose, há efectivamente um paralelismo entre a Rússia de 1917 e o Portugal de 1974.
Em ambos os casos a revolução só foi possível porque no derrube ao antigo regime estavam moderados como Kerensky ou Spinola. Esse factor foi essencial para anestesiar grande parte das Forças Armadas, que assumiram que haveria reformas, mas sem colocar em causa o essencial. Porém, tanto num caso como no outro, foi a fresta por onde entraram os outros e sem essa ajuda teriam suscitado reaccao imediata dos nacionalistas.

Pedro disse...

Caro Miguel.

Boa desculpa para a vossa cobardia doentia.

E depois do 25 de Abril, qual é a desculpa para não terem apoiado e continuarem a não apoiar as organizações nacionalistas ?

Deixa ver, 40 anos depois ainda estão a ser enganados pelo Spínola ?

Coitadinhos dos "valentões" que são tão burrinhos que toda a gente os engana - para não correrem riscos nem terem trabalho e despesas a defender as vossas ideias...

Pedro disse...

Com tanta gente a "entronizar" o Salazar dá para perceber porque caiu da cadeira…

É que as bases do trono eram e são tão rascas que deixaram logo cair o regime assim que foi preciso lutar por ele.


Até a censura e a "ostracização" que aplicam vos vossos blogs é prova de cobardia.

Nem para discutir têm coragem.

josé disse...

Putin é chefe de um Estado que elimina opositores no estrangeiro, incapazes de pôr em risco esse mesmo Estado, com armas químicas.

É esse o modelo de estadista que se aconselha para todos os países?

josé disse...

Indo ao ponto: era legítimo matar Humberto Delgado? E porque não Álvaro Cunhal muito mais nocivo, como se demonstrou?

Sobre este é histórico e parece-me indesmentível que o regime de Salazar contemporizou com a fuga deste, de Peniche.

Então como é?

muja disse...

Elimina?

E o José obtém tais informações, onde? Com fundamento em que indícios? Há suspeitos? Há testemunhos?

E, se elimina, como se explica que elimine sempre no mesmo país? É que parece que só sabem fazê-lo em Inglaterra.

Só há opositores russos em Inglaterra?

Os ingleses são incompetentes?

muja disse...

Ou o problema é eliminar com veneno?

Se fosse a tiro, bomba ou míssil, já era modelo?

josé disse...

Ah! Então não acredita que elimina...então, estamos conversados quanto a isso. É uma questão de fé.

muja disse...

Nem acredito, nem deixo de acreditar. Não sei.

Questão de fé, será; Mas sua, não minha...

Fé, nomeadamente, nas palavras do governo britânico - que é ao que se resume todo este caso.

Governo esse que, como todos sabem, está acima de toda e qualquer suspeita... Nunca matou, nunca mentiu, nunca enganou.

Mas, se estamos conversados, conversados estamos.

josé disse...

Bem, tivemos o caso da jornalista russa, uma Politskaia ou assim que não gostava do Putin. Desapareceu e ainda hoje não se sabe bem quem foi que a matou, embora haja culpados.

Tivemos depois o estranho caso do Livitinenko ou coisa que o valha que foi eliminado com plutónio.

Tivemos mais casos semelhantes.

Conclusão: os ingleses são adeptos de teorias de conspiração e há sempre que as compre, os que têm fé, naturalmente. Os filisteus, esses não vão nessas cantigas porque sabem melhor que os outros...

Ricciardi disse...

A Criméia não é, nem nunca foi território Russo. Foi, isso sim, anexada ao Império Russo que se desfez ganhando os territórios anexados a devida e legitma indep3ndencia e, nesta condição, a crimeia escolheu ser uma República autónoma ucraniana. A Criméia nunca será território russo. Pode ser circunstancialmente. Por razoes de despotismo putiniano.
.
Putin é um pequeno grande assassino. É já o demonstrou varias vezes. Ate aviões comerciais o homem manda abater.
.
Rb

muja disse...

Essa é uma conclusão.

Outra, por exemplo, é que os ingleses são extraordinariamente incompetentes e os que não gostam do Putin são estúpidos, pois vão para Inglaterra sabendo que os ingleses não os podem proteger.

Podiam ir, por exemplo, para França. Ou Itália. Ou América. Ou qualquer outro país. Não. Preferem ir para onde "os russos", aparentemente, fazem o que querem e lhes apetece com plutónio e armas químicas e outras coisas assim exóticas - talvez por verem muitos filmes do 007.


muja disse...

Outra conclusão ainda:

os ingleses fazem o que querem e lhes apetece com plutónio (que aliás possuem) e armas químicas (que aliás produzem) na terra deles, e culpam o papão du jour contando com a conivência de jornalistas que sabem o que lhes interessa contar ou omitir para evitar o desemprego.

muja disse...

Cada um acredita no que quer.

Também houve quem em tempos acreditasse numas armas que andariam pelo Iraque e não quisesse ouvir quem perguntava como atingiam tal conclusão - pois eram filisteus que sabiam melhor que os outros que liam no jornal.

Naturalmente, poucos eram iraquianos.

Ricciardi disse...

Não há nada como argumentar como um jumento.
.
Quer dizer, o gajo A deixa de ser criminoso porque há relatos de que o gajo B foi condenado injustamente.
.
Tens que esforçar mais oh muja.
.
Ah, é verdade, o moço da Síria pelo qual tens uma paixoneta antiga, dizia e perguntava, já matou pessoas que chegue ou ainda nao estamos satisfeitos?

Quantas pessoas um político deve assassinar para que tu comeces a reverencia-lo? Um milhão?

Rb

josé disse...

Tudo fezadas, portanto. Siga.

muja disse...

Mas tem melhor que fezada?

Pedro Marcos disse...

A denúncia do embuste que é Adriano Moreira peca por tardia. O "Sr. Direita", representa essa mesma direita a que o sistema dá direito a existir porque é falsa oposição.Isso vê-se pelos frutos.
E pelos amigos: na página a wikipedia consta:

"Membro do Instituto de Estudos Políticos de Vaduz, do Movimento Paneuropa de Coudenhouve-Kalergi, do Conselho da Fundação Luís Molina da Universidade de Évora"

Fica o desafio ao José: quem foi Coudenhouve-Kalergi?
O que defende?

"The man of the far future will be mixed race. Today’s races and castes will fall victim to the increasing overcoming of space, time, and prejudice. The Eurasian-Negroid future race, outwardly similar to the ancient Egyptians, will replace the diversity of peoples with a diversity of individuals."

Porque não fala dos "migrantes", José?

"The struggle between capitalism and Communism about the inheritance of the defeated hereditary nobility is a brother’s war of the victorious intellectual nobility, a struggle between individualistic and socialistic, egoistic and altruistic, heathenry and Christian spirit. The general staff of both parties recruits itself from the spiritual leader-race of Europe: Jews."

A propósito disto, investigue também a Barbara Spectre.

Adriano Moreira é um sonso. Um sonso traidor!

Maria disse...

Subscrevo a visão do Pedro Marcos sobre o tema em debate.

A quem interesa culpar Putin do envenenamento de Skripal e a filha? Quais os governos (ou melhor, as seitas que estão por detrás destes) que beneficiam com a culpa a recair sobre a Rússia e Putin? Quem é que quer fazer despoletar uma guerra na Europa e anda a tentar que isso aconteça desde há décadas socorrendo-se de todos os processos diabólicos a que possa deitar mãos?

Quais os países cujos governantes, a que se juntaram altas patentes militares norte-americanas, também juraram a pés juntos que Saddam possuía armas de destruição maciça, acusações vergonhosas que se revelaram totalmente falsas, tendo os acusadores ficado impunes?

A resposta está nestas perguntas.

Anjo disse...

Surpreende-me, para já, que só com o envenenamento deste ex-espião os ocidentais se tenham amofinado. É porque à terceira é de vez ou porque os anteriores envenenamentos não mereciam protesto?

Andará algo mais no ar, com tanta solidariedade agora nos protestos contra a Rússia?

zazie disse...

incrível é o Litvinenko estar sepultado em Highate numa campa rasa.

Eu pirei-me logo que a vi.

Corrigan, o Agente Secreto X-9