terça-feira, 5 de maio de 2009

Afinal...havia outro!


O vilipendiado, enxovalhado, amordaçado, numa palavra, perseguido, Vital Moreira, tem mais um alvo a abater na sua lista de inimigos feitos mabecos.

Segundo o Correio da Manhã de hoje que descobre literalmente a careca ao biltre, um militante do Bloco de Esquerda surriou o candidato na manifestação dos trabalhadores.

A imagem não engana e o titular do troféu já tem nome: Délio Figueiredo chamou traidor a Vital , assumindo quota nas despesas que o PCP se recusa a pagar.

Traidor a quê, já agora?

PS. O perfil do apodador já está desvendado no sexo e a cidade. Perfil interessante: um bolseiro do Estado, de Coimbra e em trânsito.

9 comentários:

joserui disse...

Estes bloquistas são um encanto. E espertos como alhos. Se o jornalismo fosse outra coisa para o lado deles, muitos Délios seriam conhecidos.
Mas gostava de saber se as agressões ultrapassaram a água e insultos. Ainda não vi imagens de nenhuma agressão (física). -- JRF

Colmeal disse...

Eh Eh Eh !!!

Estes tipos do bloco são uns artistas ... lançam a confusão nas hostes, saem pela esquerda baixa e mais tarde vem o Louçã a dizer que foi uma vergonha e que estas coisas não podem acontecer.

O que será que irão dizer agora depois de desmascarada a farsa?

Rebel disse...

Hihi
Dizia-me uma amiga minha que assistiu a tudo, que foi tudo encenação e que as duas pessoas envolvidas nas eventuais agressões são dois artistas de teatro contratados para o efeito.
Hihi

Mani Pulite disse...

O Boaventura Sousa Santos também terá ido ao focinho do Vital?Vivam os lentes da Universidade de Coimbra!

zazie disse...

ahahahahaha

Isto é delicioso. Tinha de ser assim.

roldao disse...

Finalmente todos de acordo
00h30m
Foi um dia histórico na AR: todos os partidos, da direita à esquerda, de acordo. Inacreditável? Não, tratava-se de aumentar de 22.500 para 1.257.660 euros - 5 500% de aumento! - o valor que os partidos podem receber em "cash" (notas, arame, guita, maravedis, pilim…). E, já que estavam com a mão na massa, decidiram alargar ainda as subvenções que recebem do Orçamento de Estado.

A justificação é que o eleitorado do PCP não usa cheques nem cartões multibanco, e deve poder ir buscar ao colchão 1 257 660 euros em notas para entregar no Centro de Trabalho mais próximo. Guerra Junqueiro falava, há mais de cem anos, de partidos "análogos nas palavras, idênticos nos actos, iguais (…) como metades do mesmo zero, não se malgando e fundindo, apesar disso, pela razão (…) de não caberem todos duma vez na mesma sala de jantar". Afinal, cabem. E é fácil imaginá-los a repetir uma das "Ladaínhas modernas" do mesmo Junqueiro correcta e aumentada: "S. Venha-a-Nós, satisfazei-nos este desejo, /S. Venha-a-Nós, este desejo timorato: / S. Venha-a-Nós, fazei do país um queijo, / S. Venha-a-Nós, e fazei de nós um rato".
http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=Manuel%20Ant%F3nio%20Pina

Rebel disse...

Mani Pulite:
Ainda bem que do poder ser ao ser não vale a passagem.
Há pessoas por quem nutro um enorme respeito intelectual, independentemente, das suas opções políticas não serem as mesmas que as minhas: por exemplo, O Professor Adriano Moreira.
Nesta categoria incluo Boaventura Sousa Santos!
Penso que a destrinça a fazer, melhor, que urge fazer-se em Portugal já não será tanto entre esquerda e direita, socialismo ou social-democracia, mas mais entre honestidade e falta dela. Sei bem que haverá alguma dificuldade em encontrar um número significativo de homens honesto ente a classe política e intelectual, mas quero crêr qua ainda há alguns, como os que acabo de citar.

victor sousa disse...

gripe dos porcos?

Mani Pulite disse...

Ao Rebel.Diz-me com quem andas digo-te quem és.A fotografia não mente nem a sabedoria popular.Délio e Boaventura a mesma luta e se este último não quer ser lobo que não lhe vista a pele.Já condenou o Délio ou acha que isso é "bufaria" como dizem os "camaradinhas" do Bloco?Quanto à sociologia bourdiesco/pimba nacional vendida pelo lente serviu para lavar o cérebro a várias gerações de sociólogos formados nas Universidades portuguesas-vide ISCTE- em muito contribuindo para a formação do politicamente correcto que está a destruir o País.Uma espécie de versão laica do "ópio do povo" vinda de um ex-padre.