Páginas

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Dito e Feito: já surgiram da toca.

Proença de Carvalho atacou na RTPN. José Miguel Júdice na TVI 24. A Sic- Notícias também teve direito a participação de apaniguados.

Estão preocupados? Claro que estão e aproveitam a ocasião para interromperem as férias e mostrarem que estão preocupados. Sempre em nome da democracia e dos princípios...

O curioso nisto tudo é a premência destas tv´s em ouvir sempre os mesmos com o discurso do poder instalado. Por um lado não admira: as tv´s fazem nesta altura o jogo do poder instalado e em altura de crise aí estão para dar uma ajudinha.
Por outro lado, isto cheira tão mal que até admira que haja jornalistas que não tenham um pingo de vergonha profissional.
Vergonha? Disse vergonha? Talvez pudor. Nojo, até.

5 comentários:

Carlos disse...

Wanted...

Onde pára o responsável(?) pelo regular e normal funcionamento das instituições democráticas?

E já agora, e o ex-Conselheiro de Estado com certificação de qualidade da PR?

Hummm!...

Carlos Silva

Lamas disse...

São sempre os mesmos.
Os que vivem do poder e que este governo tanto os tem "governado".
É a sua própria sobrevivência que está em causa.
Enquanto não aparecer outro que lhes dê o mesmo, vão defender este com unhas e dentes.
Assim que o outro lhes der o mesmo, enterram este.
São as "rolhas" da nossa (quase) democracia.

Zé Luís disse...

Também vi. Uma vergonha. A dobrar.

a disse...

Apesar de tudo Proença de Carvalho só consegui ir à RTPN ...Júdice à TV24 ...será já falta de notoriedade?
Na SIC o jornalista do Expresso estava feito com o Sócrates, tal como vergonhosamente o jornalista Costa já estava no expresso da meia noite da passada sexta.
O dr. Rogério Alves esteve bem na SIC

Lamas disse...

Adenda ao meu post anterior:
Estes senhores, grandes paladinos da justiça,altamente qualificados, que se fazem pagar bem pelos seus ALTOS conhecimentos, só leram a parte do despacho que refre as 27 perguntas?
Então não se admiram dos estranhos movimentos financeiros?
E o Dr. Proença, advogado do Sr. Socrtaes não aconselha o seu cliente a processar aqueles dois estarolas que andaram a sacar euros aos ingleses usando o nome do então Ministro do ambiente?
Porque é que os jornalistas não lhe perguntam estas coisa??